15 dicas de gestão de equipes criativas

15 dicas de gestão de equipes criativas

*Guest post escrito pela equipe de conteúdo do Canva

O seu negócio demanda uma equipe criativa? Então você sabe como é difícil manter a produção e, principalmente, a motivação em alta.

As equipes criativas estão presentes em diversos tipos de trabalhos, como marketing, comercial, planejamento, logística e produção. São partes vitais de muitas empresas, principalmente as modernas, como startups, e precisam de cuidados especiais para que a produção flua bem.

Mas não se engane. Equipes criativas bem motivadas e organizadas proporcionam um retorno incrível. Por isso, preparamos uma lista com 15 dicas para que você monte, administre e motive a sua equipe criativa.

MONTAGEM DE EQUIPES CRIATIVAS

 

1. Defina a sua necessidade

Você provavelmente já percebeu que não é possível executar toda a atividade por conta própria se quiser crescer. E agora que chegou a hora de trazer reforços ao seu time, você precisa planejar.

Que tipo de ajuda eu preciso? Qual é o objetivo da contratação de novos profissionais? Quais serão as tarefas que a minha nova equipe vai desenvolver? De quantos profissionais eu vou precisar?

É claro que tudo isso passa diretamente pela questão da demanda e da capacidade de investimento, mas o planejamento é indispensável, e responder a essas perguntas é o primeiro passo.

2. Escolha o perfil dos profissionais

Uma equipe criativa deve ser composta por uma pluralidade de perfis. Por isso, na hora de fazer as contratações, leve em consideração a personalidade, as habilidades específicas e a experiência de cada profissional.

O ideal é diversificar o máximo possível. Construa uma equipe com personalidades coadjuvantes e de liderança; com habilidades que se complementam e que favoreçam o fluxo do trabalho; com profissionais experientes, cheios de bagagem, e jovens talentos, com futuro promissor.

Fazendo isso, você irá criar na equipe uma sensação de trabalho coletivo e de colaboração máxima.

3. Selecione os integrantes de acordo com as suas necessidades

A essa altura, você já deve saber qual é a sua necessidade e já começou a esboçar o perfil dos profissionais que vão fazer parte do seu time criativo. Então agora é a hora de falar nas especialidades dos integrantes da sua equipe.

O seu foco deve ser em trabalhar com pessoas altamente especializadas em determinadas habilidades. Mas não confunda habilidade com experiência. Lembre-se de manter o equilíbrio com profissionais promissores e experientes.

GESTÃO DE EQUIPES CRIATIVAS

 

4. Priorize o diálogo

Ninguém gosta de interagir com papéis. Relações de mão única são ainda mais desagradáveis. Na hora de gerenciar o seu time criativo, é muito importante você faça isso de forma verbal e acessível, sempre permitindo a troca de opiniões.

Uma equipe de sucesso e com profissionais produtivos precisa ser ouvida. Estimule conversas entre os membros do time, e você verá que novas ideias vão surgir a todo tempo. Além disso, demonstre que você é uma pessoa acessível e está de ouvidos abertos aos anseios individuais e coletivos.

Organizar um esquema de feedback também é uma ótima maneira de descobrir o índice de satisfação da sua equipe, explorar novas formas de obter resultados e planejar o futuro.

5. Programe metas inteligentes com antecedência

As metas são muito importantes para estimular a produção de equipes criativas. Elas dão um norte para que cada membro saiba onde precisa chegar e ainda ajudam na motivação da equipe (que é o nosso próximo tópico).
Você não precisa ter medo na hora de definir metas. Isso significa que metas ousadas são bem-vindas, desde que sejam bem programadas e tenham um propósito.

Estude a arte dos objetivos. Com uma pesquisa rápida, vai perceber que é possível impulsionar a produção da sua equipe com base em métodos inteligentes. Escolha o método que mais se encaixe no seu modelo de negócio e compartilhe com a sua equipe.

Na hora de traçar os objetivos, você pode organizar metas estratégicas e metas de resultados. Metas estratégicas são resultados especiais, como a conquista de um cliente de peso, ou a implantação de uma nova política. Já as metas de resultados são as clássicas: números de vendas, produção, alcance publicitário etc.

>> Leitura recomendada: 7 dicas para alcançar um marketing lucrativo

6. Proporcione as ferramentas adequadas

Você não vai querer desperdiçar o talento da sua equipe com ferramentas e aplicações ultrapassadas e/ou insuficientes, não é? Uma verdadeira seleção de especialistas precisa das ferramentas certas para alcançar os resultados esperados. Conheça algumas ferramentas online para agências aqui.

O ideal aqui é preparar uma estrutura básica para receber as atividades e, se possível, ouvir as opiniões da própria equipe sobre as ferramentas e aplicações, físicas e digitais, necessárias para a execução do trabalho.
Isso garante que você vai investir seus recursos de uma forma otimizada, aumenta a satisfação do grupo de colabores e ainda te permite cobrar a produção com tranquilidade, uma vez que a equipe terá à disposição tudo o que pediu.

>> Leitura recomendada: 8 razões para você substituir o e-mail por um software de gestão

7. Distribua as tarefas e responsabilidades

O dia a dia de uma equipe criativa é tão dinâmico quanto as habilidades de seus membros. Por isso, é fundamental definir os afazeres de cada um para que o trabalho flua corretamente.

Escolha os líderes de cada projeto ou etapa e indique o grau de responsabilidade que eles têm, deixando bem claro quais são as suas expectativas. Assim como as metas, o fluxo de trabalho e os prazos de conclusão precisam ser claros e objetivos. O uso de uma ferramenta como o Runrun.it pode ser essencial para ter o controle dessa rotina.

Além disso, tome cuidado para não sobrecarregar demais os colabores. Verifique a carga de trabalho de cada um e priorize uma distribuição equilibrada de tarefas. Não há nada mais prejudicial para uma mente criativa do que trabalho em excesso.

8. Faça reuniões dinâmicas

Quem nunca se entediou em uma reunião de trabalho que atire a primeira pedra. Reuniões chatas são o resultado da falta de objetividade e planejamento do encontro.

Faça reuniões descontraídas e que estimulem a participação voluntária de todos os integrantes da sua equipe criativa. Coloque à disposição gráficos, canais interativos e métodos dinâmicos de trocas de informação.

É claro, isso não quer dizer que a sua reunião deve ser um parque de diversões. O foco tem que ser a construção coletiva de ideias de trabalho, e a melhor forma de fazer isso é organizando uma pauta para a reunião.

Esclarecer ponto a ponto da sua pauta vai tornar a reunião mais objetiva e, consequentemente, mais divertida. E você ainda pode usar exemplos práticos para esclarecer as necessidades.

Ao final da reunião, uma ideia bacana é pedir para que algum dos participantes faça uma resuminho de tudo o que foi discutido e envie por e-mail para todos os outros.

>> Leitura recomendada: Trabalho em equipe: (Infográfico) Guia para reuniões produtivas

9. Consulte a opinião dos seus clientes

Não existe ninguém melhor para atestar a qualidade de um trabalho do que o cliente. Por isso, na hora de tomar decisões que afetem a sua equipe criativa, converse com os destinatários dos serviços.

É interessante que você faça isso de uma forma que não incomode o seu cliente. E para isso você pode tomar dois caminhos.

O primeiro é enviando um formulário de satisfação por e-mail e solicitar o preenchimento. A vantagem é que o cliente pode responder na hora que achar melhor. No entanto, o risco aqui é de ter um grau de participação muito baixo, especialmente se você trabalha com uma carteira pontual de consumidores.

O outro método é entrar em contato direto com o cliente, pessoalmente ou por telefone, e fazer uma breve entrevista. O lado bom é que o grau de participação vai ser praticamente de 100%, mas você deve tomar muito cuidado para não causar incômodos.

Uma das melhores e mais conhecidas metodologias para medir a satisfação dos seus clientes é a NPS (Net Promoter Scores), que consiste em fazer a clássica pergunta: “Qual é a probabilidade de você recomendar a nossa empresa/produto/serviço a um amigo ou colega?”

Um índice entre 9 e 10 indica que o seu negócio vai bem e seus clientes reconhecem o seu trabalho, potencializando a divulgação “boca a boca”.

10. Crie relações de confiança

Para que a cada integrante da sua equipe criativa colabore o máximo possível com o objetivo do seu negócio, é muito importante que a sintonia entre vocês esteja em perfeitas condições.

Ter relações de confiança com cada membro vai facilitar o seu reconhecimento como líder e conquistar o empenho máximo para a produção.

MOTIVAÇÃO DE EQUIPES CRIATIVAS

 

11. Comemore conquistas

Reconhecimento é a chave para manter o desempenho de um membro de destaque da sua equipe. E aqui não estamos falando de tapinhas nas costas e palavras como “bom garoto”.

Comemorações após conquistas são muito bem vistas pelos profissionais. É interessante também estabelecer diferentes prêmios para períodos mensais e anuais, por exemplo.

A ideia é fazer com que o profissional se sinta querido e reconhecido ao cumprir seus objetivos. Envolva toda equipe e não deixe de oferecer também prêmios pelo trabalho coletivo.

12. Faça confraternizações para unir a equipe

A sua equipe criativa precisa ser unida e estar em perfeita sintonia. E a melhor forma de estimular essas relações próximas são as confraternizações.

Promova churrascos, feijoadas, happy hours e etc. O bacana é escolher o fim de um ciclo para esses eventos, como a entrega de um projeto, ou fechamento do mês, do trimestre.

Dependendo do contexto da comemoração, incentive a participação das famílias dos colaboradores. Isso cria nos profissionais o sentimento de pertencimento a algo maior e envolvente.

13. Preocupe-se com a saúde

Mostre que você se preocupa com o bem-estar de todos os integrantes da sua equipe. Um bom começo é oferecer planos de saúde corporativos e, claro, condições de trabalho saudáveis.

Mas além disso, é muito interessante que você vá além. Promova intervalos com aulas de ginástica laboral. Você também pode fazer campanhas internas de prevenção a doenças e lesões comuns.

A saúde dos membros da equipe é essencial para que o trabalho criativo flua bem, e a compreensão de que você tem esse cuidado ainda conta como fator de motivação.

>> Leitura recomenda: Sobrecarga de trabalho: um problema que a sua empresa pode aprender a contornar

14. Invista no treinamento da sua equipe

Nada como colocar as mentes criativas da sua equipe em contato com conteúdo de qualidade. Você pode investir na educação da sua equipe de muitas formas, como palestras, cursos, webinários etc.

Ao receber auxílios e incentivos para avançar intelectualmente, sua equipe vai se motivar e criar ainda mais identificação com o seu negócio. Se possível, facilite também o acesso a cultura, como livros, filmes e shows musicais.

15. Facilite a inspiração

Equipes criativas precisam ser… bem, criativas. E para isso, você precisa estimular e facilitar a inspiração. E essa parte é, com certeza, a que reserva mais desafios.

Isso porque mentes criativas se inspiram em diferentes condições (ócio ou atividade; silêncio ou barulho; conforto ou pressão etc). E então, o segredo é identificar essas características na sua equipe e proporcionar as condições favoráveis.

Confira as dicas em infográfico

Como fazemos por aqui

Certo. Você já conferiu 15 dicas de como montar, administrar e motivar a sua equipe. Ainda tem dúvidas? Calma! Nós separamos casos de sucesso para que você saiba como aplicar na práticas as dicas que você aprendeu.
O Runrun.it é uma ferramenta de gestão do trabalho, em que é possível ter o controle das atividades de todos e uma visão completa sobre os projetos.

O trabalho criativo da empresa demanda agilidade, versatilidade e intensidade, e por isso toda a equipe usa a metodologia OKR – sigla para Objectives and Key Results (Objetivos e Resultados-Chave) – que consiste em um sistema simples para criar alinhamento e engajamento em torno de metas mensuráveis e dinâmicas, tipicamente definidas a cada trimestre.

Outro exemplo de gestão e motivação de equipes criativas é o Canva, uma ferramenta moderna e democrática de edição de imagens e design. O time criativo é composto por pessoas em perfeita sintonia e que nutrem admiração entre si e pela empresa. Apesar de trabalhar com uma cultura de metas ousadas, a seleção de especialistas do Canva é unida para alcançar e comemorar as conquistas de objetivos.

O Canva possui mais de 10 milhões de usuários de 179 países diferentes, com recursos que incluem mais de 60.000 modelos e 3 milhões de imagens. O aplicativo iOS já foi baixado mais de 7 milhões de vezes, o app para Android acaba de ser lançado, e a ferramenta já foi utilizada para a criação de mais de 300 milhões de designs.

E o que é necessário para administrar e motivar a equipe criativa por trás de todos os processos de divulgação e aprimoramento de algo tão grande?

Comece seguindo cada uma dessas 15 dicas que nós listamos. Apesar de não ser uma receita de bolo ou uma fórmula mágica, você vai perceber que cada uma das dicas produz resultados positivos ao longo de seu processo de implantação. Faça delas um hábito, e a tendência é que os seus resultados só melhorem.

Conclusão

A gestão de uma equipe criativa é um trabalho árduo e interminável. Você precisa estar preparado(a) para manter a produção de cada projeto independente das adversidades, conquistando, antes de mais nada, a confiança dos seus clientes internos: os profissionais.

Siga nossas dicas e inspire-se nos casos de sucesso, e você vai perceber que tudo vai ficar mais fácil.

*O Canva é uma plataforma de design intuitiva e fácil de usar, pensada para quem não tem experiência na área. Com a nossa biblioteca de recursos gráficos e templates personalizáveis, seus materiais ficam com visual profissional em questão de minutos.

 

Gif_Signup-1-1-3

2 thoughts on “15 dicas de gestão de equipes criativas

Deixe um comentário to Juliana de Brito Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>