Dicas infalíveis para você aprender como ser um bom líder

Dicas infalíveis para você aprender como ser um bom líder

*Guest post escrito pela equipe da 12minutos

Todas as equipes mais eficientes que existem têm uma principal coisa em comum: todas possuem bons líderes. E isso não quer dizer características como pulso firme, reafirmação constante da autoridade ou mesmo um instinto maternal/paternal. O perfil do bom líder vai muito além desses estereótipos. Então, se você quer aprender como ser um bom líder, fique atento às características desses profissionais.

Por mais que os seres humanos sejam complexos e cada um tenha sua própria personalidade, os líderes admirados pelas equipes têm um padrão de atitudes e comportamentos. Para aprender mais sobre o perfil desses profissionais e aprender como ser um bom líder como eles, vem com a gente nesta leitura.

As nossas influências nos tornam líderes melhores

Se engana quem pensa que o melhor líder é aquele que estuda gestão com afinco e que busca sempre aprender sobre o assunto. Essencialmente, o que os líderes de sucesso têm em comum é outra coisa. Todos eles têm boas influências e souberam crescer com suas experiências.

Quem explica essa fundamentação da boa liderança é Leonardo Peracini, autor do livro Além da Liderança. Segundo ele, nossas influências são essenciais para crescermos como bons líderes. Elas são as grandes responsáveis por fundamentar nossas ideias e convicções, moldando assim a nossa forma de liderar.

Mas não vale pensar que só de experiência se faz a pessoa mais respeitada pela equipe. Não podemos confundir nossas experiências com certezas absolutas. Tudo o que vimos e vivemos serve de embasamento para nossas verdades atuais, sim. Por outro lado, elas sempre serão possíveis de mudança, de acordo com cada situação.

Biologia e liderança: o que essa relação diz sobre como ser um bom líder

Quando vamos falar dos indivíduos à frente das equipes, a biologia explica boa parte da propensão que eles têm – ou não – para a função. Os hormônios no nosso corpo, mais especificamente, estão diretamente ligados aos perfis de liderança, sejam eles mais fortes ou fracos.

Os comportamentos impulsionados por hormônios criaram o modelo da nossa hierarquia social. Por exemplo, a serotonina e a ocitocina afetam nossas vidas sociais, ajudando-nos a nos relacionar com os outros. Já as endorfinas disfarçam a exaustão e a dor física e conseguem nos enganar mentalmente para que consigamos ir mais longe.

Endorfina e dopamina, nesse caso, seriam hormônios encontrados mais facilmente em bons líderes. Eles tornam as pessoas mais aptas a desenvolver tarefas e fazer as coisas acontecerem. Já serotonina e oxitocina estão mais presentes em pessoas com menos habilidade para liderar. Elas se relacionam bem com outras pessoas, mas com um senso de admiração e respeito maior do que aqueles que nasceram para ser líderes demonstram.

O ponto chave de como ser um bom líder: empatia

Saber da função dos hormônios é importante, mas não se deixe levar só pela biologia. Confiar apenas nesses fatores faz com que adotemos uma postura pouco recomendada na boa liderança. Quem quer liderar por liderar e apenas cumprir tarefas acaba cumprindo um papel antiquado de líder. Não vale mais inspirar medo e se distanciar das pessoas que você for liderar. Essa forma de gestão já era. E a chave de como ser um bom líder é bem simples: empatia.

A empatia como chave da liderança eficaz é a teoria de Simon Sinek. Consultor de marketing, palestrante do TED e orador motivacional, Simon fala muito no assunto em seu livro Líderes se servem por último. Só o nome do best-seller já deixa claro que o líder de verdade tem que pensar antes nos seus liderados.

De acordo com Simon, é essencial que você seja capaz de se importar com seus liderados e querer que eles estejam sempre bem. Eles devem inspirar um senso de responsabilidade no líder, antes de mais nada.

É aí que entra a empatia. Para aprender como ser um bom líder, você precisa se colocar no lugar das outras pessoas da equipe. Entender as necessidades, dificuldades e anseios delas. Quando as pessoas sabem que seus líderes estão preocupados em protegê-las, elas podem trabalhar mais duro e concentradas, sem se preocupar com ameaças externas. Trate seus funcionários com respeito e dignidade e você verá resultados em cada dimensão da sua vida e do seu negócio.

A boa liderança e a criação de laços com a equipe

Se um bom líder precisa ter empatia, ele precisa igualmente saber usá-la para criar laços. Para a boa convivência e a manutenção da cultura da empresa, laços fortes são essenciais.

Para liderar, é preciso desenvolver uma relação de confiança com as pessoas, através de laços construídos com honestidade e integridade. As pessoas precisam ter a certeza de que você leva em conta seus objetivos e desafios antes de tomar uma decisão.

Seja com funcionários, clientes, colegas ou rivais, é importante que um líder mantenha conexões reais com pessoas, para que se mantenha focado e honesto no entendimento de suas necessidades.

Quando você vai conseguir ser um bom líder?

A resposta dessa pergunta não é tão simples de se dar, então a melhor forma de colocar em palavras é: a longo prazo. Construir laços, desenvolver a empatia e tomar as melhores decisões com base nisso leva tempo. E todo o mindset do líder deve funcionar dessa forma.

As decisões do bom líder devem se voltar para o futuro e sempre contar com o seu impacto e consequências futuras. Em momentos de crise, por exemplo, é hora do bom líder trabalhar com a mente pensando a longo prazo. Não aja por impulso, demitindo pessoas e cortando gastos para resolver algo a curto prazo. Preze por sua conexão com a equipe e trabalhe junto com ela para superar o momento e ficar bem a longo prazo.

Vale também para o bom líder a lição de comer por último, que dá nome ao livro de Simon Sinek. Quem é o último a se servir garantiu que todos os que vieram antes tiveram sua porção de comida. Essa característica deve ser compartilhada por quem está a frente e junto com outras pessoas. Tenha isso em mente, seja uma força positiva e, garantimos, você também pode ser um líder muito admirado pela equipe!

Para finalizar, dicas de leitura

Confira em vídeo as dicas de leitura – e de como criar o hábito – no vídeo abaixo:

 

Obras citadas no vídeo:

O Lado Difícil das Situações Difíceis – Ben Horowitz
Editora WMF Martins Fontes (2015)
Um dos empreendedores mais respeitados e experientes do Vale do Silício, Horowitz conta como ele mesmo fundou, dirigiu, vendeu, comprou, geriu e investiu em empresas de tecnologia.

Paixão por Vencer – Jack Welch Editora Elsevier (2005)
Oferece respostas para perguntas desafiadoras. O objetivo de Welch é dirigir-se a leitores em todos os níveis das organizações.

O Código CEO – David Rohlander
Editora Universo dos Livros (2013)
Une exemplos pessoais, estudos de caso do mundo corporativo e lições aprendidas ao longo de sua trajetória profissional para oferecer conselhos práticos.

A Arte da Guerra – Sun Tzu
Diversas editoras (primeira edição ocidental de 1927)
O maior tratado de guerra de todos os tempos. Um guia para quem quer saber como agir diante de conflitos.

O Poder do Hábito – Charles Duhhigg
Editora Objetiva (2012)
A chave para se exercitar regularmente, perder peso, educar os filhos, tornar-se mais produtivo, criar empresas revolucionárias e alcançar o sucesso é entender como os hábitos funcionam.

*Esse artigo foi escrito pela equipe de conteúdo do 12Minutos, a plataforma que seleciona, lê e resume os mais importantes livros de não ficção, transformando-os em microbooks e audiobooks. Baixe agora o app na Play Store ou na App Store e bons aprendizados!

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>