Criatividade para potencializar sua carreira profissional: conheça o pensamento lateral

Criatividade para potencializar sua carreira profissional: conheça o pensamento lateral

Independente da área de atuação, o pensamento criativo é uma das habilidades mais úteis que você pode possuir. Quase todos os problemas que enfrentamos no trabalho e na vida podem se beneficiar de soluções criativas, pensamento lateral e ideias inovadoras. Como qualquer habilidade, é possível aprender, treinar e aprimorá-la para potencializar sua carreira profissional. Entenda mais sobre o processo criativo e como desenvolvê-lo.

Julia Hartz, co-fundadora e presidente do Eventbrite, lista no site The Muse quatro características que funcionários brilhantes compartilham independente do campo de atuação: resiliência, tendência colaborativa, curiosidade e empatia. Essa curiosidade, muito ligada à criatividade, é importante para mostrar uma abertura ao aprendizado dentro de uma empresa. Para ela, o poder do pensamento múltiplo e criativo leva ao sucesso, tanto individual quanto de uma companhia.

Mas sabemos que essa é uma característica que muitas pessoas têm dificuldade de desenvolver. Descobrir e desenvolver esse seu lado requer coragem e prática. Este artigo de James Clear fala sobre cinco estágios do processo criativo que podem funcionar para qualquer pessoa.

No texto, ele cita o executivo do mercado publicitário James Webb Young que publicou em 1940 um pequeno guia intitulado Uma técnica para produzir ideias. Para ele, ideias inovadoras acontecem quando você desenvolve novas combinações de elementos antigos. Em outras palavras: o pensamento criativo não é gerar algo novo a partir de uma página em branco, mas sim pegar o que já existe e combinar com outras coisas.

>> Leitura recomendada: Como motivar uma equipe? “Deixe que ela se rebele”, diz Harvard

Mais importante: a capacidade de gerar novas combinações depende de sua capacidade de ver as relações entre os conceitos. Se você pode formar um novo link entre duas ideias anteriores, você tem algo criativo.

Young acreditava que esse processo de conexão criativa acontece em cinco etapas – e podem ser usadas em qualquer área de atuação. Vamos à elas:

Os 5 estágios do processo criativo

1. Reúna material novo. No começo, você precisa aprender. Durante esta fase você se concentra em a) buscar material específico diretamente relacionado à sua tarefa, e b) estudar material geral, tornando-se consciente de uma ampla gama de conceitos.

2. Trabalhe minuciosamente sobre os materiais em sua mente. Durante essa fase, você examina o que aprendeu observando os fatos de ângulos diferentes e experimentando com a colagem de várias ideias juntas.

3. Afaste-se do problema. Em seguida, você deve tirar o problema da sua mente e fazer outra coisa que traga energia e inspiração.

4. Deixe sua ideia voltar para você. Em algum momento, mas somente depois que você parar de pensar sobre isso, sua ideia vai voltar para você com um flash de insight.

5. Crie e desenvolva sua ideia com base no feedback. Para qualquer ideia ter sucesso, você deve compartilhá-la com o mundo, submetê-la à crítica e adaptá-la conforme necessário.

“Não há dúvida de que a criatividade é o recurso humano mais importante de todos. Sem criatividade, não haveria progresso, e estaríamos sempre repetindo os mesmos padrões.”
Edward de Bono

 

Esse processo criativo geralmente acontece em contraponto ao raciocínio vertical. Em uma metáfora, podemos imaginar que no pensamento vertical cavamos cada vez mais fundo no mesmo buraco. No raciocínio lateral, tentamos de novo em vários lugares, procurando por alternativas.

O que é pensamento lateral?

O pensamento lateral é um processo de utilização de informações para trazer criatividade e novas percepções. O lateral thinking pode ser aprendido, praticado e usado. Conforme o psicólogo Edward de Bono, que criou este conceito em 1967, um cérebro humano saudável não quer ser sempre criativo, ele trabalha em um processo subconsciente para descobrir como fazer as coisas e entregar uma resposta automática.

No pensamento lateral definido por Bono algumas técnicas ajudam a superar nossa tendência natural a aceitar respostas automáticas. As técnicas podem ser usadas tanto individualmente quanto por grupos em grandes empresas que pretendem desenvolver ideias criativas e inovadoras. Ele já aplicou suas metodologias em empresas como DuPont, Siemens, Shell, Motorola e Microsoft.

Um exercício proposto por Bono é utilizando a técnica do “PO” ou Operação Provocadora. Depois de identificar a questão problemática a ser resolvida e defini-la com uma só palavra, deve-se escolher outro termo aleatório para estabelecer relações com a primeira. A partir dessa relação aparentemente absurda, é possível transpor a barreira do raciocínio lógica e avançar com a ideia. Mas é importante que seja possível mostrar o valor da ideia construída ou ela não será criativa (e só algo absurdo).

>> Leitura recomendada: Gestão horizontal como diferencial competitivo na Vagas

Como aplicar o pensamento lateral?

Enquanto o pensamento crítico está principalmente preocupado em julgar o verdadeiro valor das declarações e procurar erros, o pensamento lateral está mais preocupado com o “valor do movimento” de declarações e ideias. Uma pessoa usa o pensamento lateral para passar de uma ideia conhecida para a criação de novas ideias.

Muitas vezes, tentar pensar mais na mesma direção pode não ser tão útil como mudar de direção. Esforço na mesma direção não irá necessariamente ajudá-lo(a) a alcançar seu objetivo (lembre-se da metáfora de cavar em novos lugares). O pensamento lateral afasta-se deliberadamente do pensamento “vertical” ou lógico (o método clássico para a resolução de problemas: elaborar a solução passo a passo a partir dos dados) ou a imaginação “horizontal” (tendo muitas ideias, mas não se preocupando com a implementação detalhada deles).

Sair do lugar comum sem apego aos status quo

Se você criou uma maneira de resolver as coisas ou alguém te disse que esta é a maneira de fazer isso, provavelmente, há muitos outros caminhos possíveis e até mais eficientes. Por isso, é preciso ter cuidado para não se apegar aos caminhos que aparentemente são confortáveis. Francesca Gino, professora nos cursos de Administração e Direito em Harvard, realizou um estudo sobre o pensamento crítico no ambiente de trabalho. Para ela, por mais que a conformidade nos faça sentir bem, essa zona de conforto não nos permite “colher os benefícios da autenticidade”.

Os resultados da pesquisa apontam iniciativas que contribuem para reverter essa tradição mutuamente destrutiva. Um dos pontos é questionar o status quo e encorajar colegas ou time a fazer o mesmo. “Embora as empresas possam se beneficiar de práticas repetitivas que garantem a consistência, também podem estimular o engajamento e a inovação dos colaboradores questionando a história de ‘é assim porque assim sempre fizemos’”, diz. Leia mais sobre como fazer com a equipe procure novos pontos de vista aqui.

Outra desculpa que costumamos seguir para não buscar novas respostas é o tempo. A criatividade parece implicar uma posição de sonhar e viajar, e que assim uma ideia brilhante vai surgir. Bom, na prática não é bem assim. No pensamento lateral, você pode levar até dois minutos para ver as coisas de uma maneira diferente. Você tenta encontrar uma nova abordagem ou um novo conceito. E se você não tiver êxito, basta deixar o problema por um tempo de lado.

Não importa o tempo destinado ao pensamento lateral, mas sim destinar algum momento em exercitar isso. Lembre-se que não existe pensamento mágico para construir ideias criativas.

>> Leitura recomendada: Criatividade ou produtividade?

Ferramenta para potencializar a carreira profissional

Softwares e soluções com capacidade de organizar, administrar o tempo e o trabalho possibilita que os colaboradores tenham mais tempo para ideias criativas e inovadoras.

Conheça o Runrun.it, a ferramenta indicada para líderes que desejam aumentar o engajamento e potencializar a criatividade de suas equipes, já que registra todas as informações das atividades – oferecendo material à criação de novas soluções. Facilite a comunicação entre as pessoas, organize as demandas e saiba quando as tarefas e projetos serão entregues e quanto vão custar de fato. Faça o teste grátis desta ferramenta de gestão do trabalho: http://runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

6 thoughts on “Criatividade para potencializar sua carreira profissional: conheça o pensamento lateral

    1. Obrigada pela visita e comentário, Marvin! Temos certeza que o conteúdo será útil para desenvolver as pessoas na sua empresa. Um abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>