Como o passado queria o líder de hoje

Como o passado queria o líder de hoje

O post de hoje se baseia num artigo de 17 anos atrás, que fala sobre as mudanças que as autoridades/chefes daquela época deveriam passar para se modernizar. Ele é um resumo do livro “The Will to Lead”, de Marvin Bower, com direções para o executivo seguir para se tornar o líder de hoje. Segundo o autor, “Eu acredito que o antigo comando deve ser substituído. Consertar não vai adiantar. Minha visão é que a autoridade deve ser substituída pela liderança”. É, sem sobra de dúvida, a tendência atual.

Segue, abaixo, uma lista de características (possíveis de serem aprendidas) que ele sugere que os chefes de ontem pudessem adquirir para ter, hoje, um cargo de importância. Vale também reler este post que fiz sobre como serão os líderes de 2030.

 

“A hierarquia de chefes organizados em rankings, com cada superior exercendo autoridade sobre seus subordinados, que fazem exatamente o que os chefes querem, tem sido a forma dominante das organizações corporativas. Agora muitas companhias reconhecem que são deficientes por causa desse sistema e estão questionando a maneira com se gerenciam.”

 

Do que é feito um líder?

  • Ser confiável
  • Ser justo
  • Modéstia
  • Líderes ouvem
  • Um líder tem a mente aberta 
  • Sensibilidade às pessoas 
  • Sensibilidade às situações 
  • Iniciativa, iniciativa, iniciativa 
  • Bom senso 
  • Mente aberta 
  • Flexibilidade e adaptabilidade 
  • Capacidade de tomar decisões sensatas e oportunas 
  • Capacidade de motivar 
  • Senso de urgência 

Achou muita coisa parecida com o líder de hoje? Não é mera coincidência, afinal, ele dizia essas coisas com os olhos no futuro. Com os olhos no hoje. Se você quer deixar de ser um simples chefe para se tornar líder, deve também inovar na forma de trabalha. Conheça o Runrun.it, um software de gestão de tarefas e pessoas que organiza o fluxo de trabalho das equipes, deixa as prioridades das tarefas mais claras e aumenta a produtividade da empresa. Teste gratuitamente: http://runrun.it
Você também pode gostar de ler:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>