Como (re)conquistar a admiração da equipe com um gerenciador de projetos

Como (re)conquistar a admiração da equipe com um gerenciador de projetos

Num dos inúmeros diários pessoais de Leonardo da Vinci, foi descoberta a seguinte nota: “O mais nobre dos prazeres é a alegria de compreender”. No nosso caso, é difícil não concordar que a compreensão seja o primeiro passo para conseguir a admiração da equipe. Compreender, tanto no sentido de você entender do que seus colaboradores mais precisam para trabalhar, quanto eles saberem o que você espera do seu trabalho. E se existe um meio de o gestor estimular a compreensão mútua no ambiente de trabalho, é usar um gerenciador de projetos. Os colaboradores terão agora motivos para admirar seu gestor por sua capacidade de liderança, quando virem as soluções que ele lhes proporcionou:

1. Menos estresse e ansiedade

Um gerenciador de projetos é um sistema onde a empresa reúne todo o conteúdo sobre seus clientes, projetos e tarefas. Por isso, as demandas não lotam a caixa de e-mails dos colaboradores. Em vez disso, cada tarefa tem seu repositório de dados, onde ficam todas as informações relacionadas a ela, desde a data de entrega até sua descrição, anexos e comentários/decisões. Nada de e-mails e pastas por toda parte nem briefings pela metade deixando com raiva e ansiosos aqueles que têm de estar motivados: seus colaboradores.

2. Mais organização e método

Com um gerenciador de projetos é possível listar as tarefas e organizá-las por prioridade. Por muitas que sejam as responsabilidades, cada uma terá sua vez de ser executada. E, com a necessidade de criar uma tarefa para cada demanda, grandes metas tendem a ser divididas em subtarefas. Trata-se de um método que facilita e muito tanto a mensuração de tempo e custos quanto a produtividade da equipe, vendo o projeto fluir em etapas mais rápidas.

3. Mais tempo e foco

Talvez a maneira mais direta de ganhar admiração e respeito da equipe seja tratar seu trabalho com respeito. Usando um gerenciador de projetos profissional, é possível definir quem pode abrir demandas para quem – evitando que pessoas de outras áreas interfiram na produção da sua equipe. Além de mais foco e tempo para se dedicar ao que de fato é de responsabilidade daquele colaborador, hierarquizar as demandas é uma forma de entender como cada um trabalha melhor e mostrar o que é mais importante e precisa ser feito antes.

4. Mais produtividade e reconhecimento

A dica que eu te dou é que, se adotar um gerenciador de projetos para ser seu braço direito, deixe claro para sua equipe que você pensou em todos os benefícios antes de implementá-lo. A partir de agora, você terá uma ferramenta para mensurar a produção e reconhecer bons comportamentos e comprometimento. Será uma nova etapa na história da empresa, em que gargalos, e-mails e reuniões demais e falta de ordem no fluxo de trabalho passarão a ser lendas. E bem, como não admirar isso?

(Bônus) 5 fatores que podem tornar sua empresa admirável

Para Bill Taylor, colunista da Harvard Business Review, você deve ter um sim para cada uma das cinco questões abaixo, como prova de que a sua empresa é de fato admirável:

A) Que ideias minha empresa representa?

Talvez as empresas mais admiráveis não vendam apenas produtos e serviços competitivos, mas defendam ideias importantes, destinadas a moldar o cenário competitivo, a reformular a noção do que é possível para os clientes, colaboradores e investidores.

B) Minha equipe trabalha com a mesma excelência que vende?

Você não conseguirá criar de fato um produto ou serviço atraente ou original no mercado, a menos que crie algo atraente ou original no ambiente de trabalho.

C) Criamos um “contrato emocional” com nossos clientes?

Sucesso de vendas hoje é muito mais do que preço, desempenho e recursos. Os clientes buscam paixão, emoção, identidade: buscam compartilhar seus valores. Uma marca admirável não é apenas eficiente e produtiva, são memoráveis depois da compra.

D) Será que minha empresa é líder na criação de líderes?

Será que basta liderar em inovação ou desempenho financeiro, ou ainda, em participação de mercado? São pódios incríveis para se ocupar, mas preocupe-se também em entender que a única forma sustentável de liderança de negócios em longo prazo é a capacidade de criar líderes – atenção: em todos os níveis da organização.

E) E afinal, somos coerentes como somos criativos?

Muitas empresas parecem confiantes demais nas ideias em que acreditam, na cultura que criaram, na maneira de se conectarem a seus clientes, e estão dispostas a ficar com suas estratégias, mesmo que a palavra de ordem em torno seja crise. Jim Collins, grande guru da administração, sobre isso concluiu: “O sinal da mediocridade não é a falta de vontade de mudar. O sinal da mediocridade é a incoerência crônica.” Em outras palavras, não interpretar o espírito do tempo e estancar no tempo.

Você ainda não é o líder admirado que esperava ser? Os atributos que definem as empresas que você admira e estuda não são os atributos da sua empresa? Ainda dá tempo de conhecer o Runrun.it., o software gerenciador de projetos com todos os atributos que você leu. Experimente grátis: http://runrun.it

Você também pode gostar de ler:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>