Como se concentrar quando você só quer procrastinar

Como se concentrar quando você só quer procrastinar

Este post é para quem está a um triz de perder as esperanças. Para quem já tentou de tudo, e nada de aprender como se concentrar para fazer o que deve. Você até consegue terminar o que precisa, mas é aos trancos e barrancos, de pouquinho em pouquinho, quebrado entre mil distrações… Para que sofrer assim, trabalhando sob a incerteza se vai dar tempo, e ter que acelerar na última hora? Chega. Fomos atrás dos mais recentes estudos sobre procrastinar (a mania de adiar) e motivação. E a boa notícia é que existe uma estratégia que tem tudo para resolver seus problemas de foco. Duvida? Dá só uma olhada.

Temptation Bundling: a estratégia brilhante

“A única forma de se livrar de uma tentação é se render a ela.” Foi em 1890 que  Oscar Wilde escreveu isso. Mas só em 2013, depois de um século e algumas décadas, a professora Katherine Milkman da Universidade da Pensilvânia (uma das mais renomadas dos EUA) comprovou o sentido dessa tese.

Ela desenvolveu o que parece ser a estratégia mais inteligente até agora e que pode para salvar a vida de quem todos os dias cai no vício de procrastinar, quando só queria entender como se concentrar e fazer logo o que precisa. O nome é Temptation Bundling (Embrulho de tentação) e consiste em combinar coisas que você precisa muito fazer com coisas que você quer fazer, mas não precisa. Parece interessante, e é.

Persona_Maju_02

Crie duas listas

Lista 1: “Quero fazer”. Anote coisas que você ama fazer, comer, assistir, ou atividades que você precise dar uma maneirada porque está ficando viciado(a).

Exemplos: acompanhar redes sociais, tomar café, jogar games, dar uma caminhada, ouvir sua música favorita, almoçar no seu restaurante predileto.

Lista 2: “Preciso fazer”. Aqui você já sabe: anote o que você sabe que deveria estar fazendo para alcançar seu objetivo ou meta profissional, mas que tende a adiar até a última hora.

Exemplos: analisar dados, produzir relatórios, responder e-mails, contatar parceiros ou clientes, criar uma campanha, buscar novas estratégias.

Combine as duas listas

Combine itens da primeira lista (de prazeres) com itens da segunda lista (de deveres), de forma a definir uma condição ou uma recompensa.

Uma condição: Eu só farei algo que quero enquanto fizer algo que devo.

Exemplos:
– Só ouvir minha música favorita enquanto estiver produzindo a campanha;
– Só tomar café enquanto estiver respondendo e-mails.

Ou, se for inviável combinar os dois…

Uma recompensa: Eu só farei algo que quero depois de fazer algo que devo.

Exemplos:
– Só assistir ao último episódio da minha série depois de analisar os dados dos relatórios;
– Só entrar no Facebook depois de fazer todas as ligações necessárias.

Por que isso funciona?

No livro The 100 Simple Secrets of Successful People, David Niven descreve uma série de experimentos. No primeiro, pessoas foram informadas de um acontecimento triste, e aquelas que foram aconselhadas a tentar não se sentirem tristes acabaram se sentindo pior do que as que não receberam nenhuma instrução.

Em outro, pacientes que sofriam de ataques de pânico e ouviam músicas de relaxamento ficavam com o coração mais disparado do que aqueles que escutavam audiobooks sem nenhum conteúdo relaxante.

Os exemplos são muitos e todos convergem para a mesma conclusão: tentar evitar uma questão ou fugir de um problema só piora a situação, só aflora ainda mais as emoções que você procura conter. A estratégia é combinar o que você quer mesmo fazer com o que você precisa no momento.

E quanto à eficiência de definir recompensas, no livro The Progress Principle, os autores Teresa Amabile e Steven Kramer descrevem um estudo de 1999 em que foi verificado que 75% da motivação para se dedicar a uma tarefa vêm da expectativa por uma recompensa. Portanto, melhor não subestimar essa estratégia.

Sua equipe só quer procrastinar? Talvez não haja mesmo como se concentrar

Neste caso, a solução talvez não seja simplesmente sugerir a estratégia do Temptation Bundling, mas olhar um pouco mais profundamente para a situação. Se o problema acontece com várias pessoas da mesma equipe, é porque a metodologia de trabalho adotada é inapropriada. Provavelmente, se vocês usam e-mail para se comunicar e não têm uma ferramenta de gestão de tarefas e fluxo de trabalho para priorizar as demandas e ter uma visão geral de prazos, há um problema. Experimente grátis o Runrun.it e sinta a diferença: http://runrun.it

Como se concentrar quando você só quer procrastinar

6 thoughts on “Como se concentrar quando você só quer procrastinar

  1. Prezados Colegas, Bom Dia!

    Execelente artigo sobre procrastinação, esse é um mal de muitos profissonais e não percebem a dimensão deste problema.

    Parabens a equipe!

  2. A procrastinação é mesmo um vilão dos tempos modernos, e vejo também que a infinita lista de demandas ou certeza de que “se eu fizer todas terão mais demandas para me passarem” é outro fator que está intrínseco ao problema.

    As vezes é preciso destinar a equipe algumas “recompensas” como mesmo 15 minutos de descanso extra ou algo que estimule pelo resultado alcançado.

    1. Você tem toda a razão, Everaldo. Nós também observamos essa dificuldade com diversos clientes. Por isso, falamos bastante da priorização e da importância de fazer o que realmente tem maior importância primeiro. É bastante comum na rotina nos apegarmos a realizar as tarefas ditas “mais fáceis” para tirá-las da frente, mas esse fluxo não é o ideal para ter bons resultados. Afinal, as demandas nunca vão acabar, como você disse. Aqui tem algumas dicas: https://blog.runrun.it/priorizacao

      Esse tema das “recompensas” também é muito interessante e válido. Obrigada pelas observações. Volte sempre!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>