Como um líder enfrenta os desafios, segundo um homem que sabia que iria morrer em breve

Como um líder enfrenta os desafios, segundo um homem que sabia que iria morrer em breve

Como um líder enfrenta os desafios? Quando Randy Pausch, professor da Universidade Carnegie Mellon nos EUA, descobriu que tinha câncer terminal, em vez de se desesperar, decidiu deixar tudo o que aprendeu na vida em uma última leitura, já vista por mais de 18 milhões de pessoas no YouTube e traduzida para mais de 35 idiomas. Em sua visão, “Nós não podemos mudar as cartas que são distribuídas, mas podemos mudar como jogamos”. E foi isso que ele fez, deixando sua partida menos dolorida para sua família e pessoas queridas que faziam parte de sua vida. Assim como um líder, ele fez do desafio um aprendizado, e construiu um legado.

Quem conta essa história é Mike Maddock, colaborador da Forbes. Ele diz que os maiores líderes que já conheceu enfrentaram as dificuldades com cabeça erguida e pulso firme, e fala sobre algumas técnicas de sucesso que seus mentores usam quando recebem péssimas cartas no jogo. Vejamos.

1. O que isso vai me ensinar?

“Quanto menor o trabalho, menor o ganho”, escreveu o poeta Robert Herrick em Hesperides, na metade do século XVII. Mais de 200 anos depois, no começo dos anos 80, Jane Fonda resumiu essa ideia durante uma videoaula de ginástica, “No pain, no gain”. Maddock conta que as pessoas que olham os desafios com olhos de aprendizado são os líderes mais fortes que conhece. Primeiro porque elas sabem que a dor é temporária. E se perguntam coisas como: “Como cheguei aqui?” e “O que causou isso?”. E assim que conseguem lidar com a adversidade, essas pessoas compartilham a experiência com outras. Querem poupá-las.

2. Reinvente seu futuro constantemente

Quando você faz escolhas, não pode se sentir preso(a) às circunstâncias. As lideranças mais maleáveis têm consciência de que temos muitas opções mesmo frente a adversidades. Nessas horas, faça as seguintes perguntas: “Qual resultado eu mais almejo?”, “Que outros resultados seriam bons?”, “O que ficará no meu caminho se eu atingir esses resultados?”, e “Quem conhecido meu enfrentou obstáculos similares a esses que estão no meu caminho agora?”.

3. Não fique bravo, fique curioso – e bem humorado

Maddock conta que um amigo sempre solta um “Fascinante!” ao se deparar com algo inesperado ou problemático. E depois dá uma risada. É uma maneira positiva e curiosa de ver os desafios. Ele mesmo tem uma expressão parecida quando perguntam como ele está: “Nunca me senti tão vivo!”. O humor te ajuda a pensar de forma mais criativa, o que é essencial para resolver situações embaraçosas e sérias. “Mas como fazer isso?”, você deve estar se perguntando. Peça para um amigo te contar algum fato engraçado sobre seu problema em particular. Enxergue verdade na resposta e você conseguirá encontrar soluções menos óbvias.

4. Um último conselho

“Os problemas de agora vão fazer alguma diferença quando eu for velho(a) e grisalho(a)?” Se a resposta for negativa, a solução chegará mais facilmente.

Se você é um(a) gestor(a) que perde muito tempo com problemas burocráticos do dia a dia, tente encontrar uma solução para que seu tempo seja dedicado ao bom andamento da produção de sua equipe ou à resolução de desafios maiores. Para lidar com as adversidades como sugere Maddock, é preciso estar com a cabeça aberta e limpa dos pequenos ruídos corporativos. O Runrun.it foi criado por gestores e para gestores justamente para diminuir o trabalho burocrático, como acompanhamento de status de tarefas e leitura de emails, e deixar que você invista seu tempo nas decisões realmente importantes.

Teste grátis: Runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

Você também pode gostar de ler:

4 thoughts on “Como um líder enfrenta os desafios, segundo um homem que sabia que iria morrer em breve

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>