Controle de equipe: CEOs falam sobre as dificuldades do cargo

Controle de equipe: CEOs falam sobre as dificuldades do cargo

Já parou para pensar em todas as responsabilidades de um(a) CEO? Basicamente, ele(a) delineia a estratégia, a visão e os valores da empresa e se certifica de que existe um controle de equipe, para que toda a equipe esteja constantemente alinhada – em informação e prazos. O(a) CEO ainda fará reuniões com parceiros, fornecedores e deverá saber convencer e negociar com investidores, além de participar do recrutamento do time. Para te ajudar a lidar com essas e outras dificuldades, selecionei algumas das reflexões mais votadas sobre a discussão “How difficult is to be a CEO?” (“Quão difícil é ser um CEO?”), no Quora, uma criativa comunidade online de perguntas e respostas.

O primeiro ano de um CEO

CEO da Travis Perkins, uma empresa de materiais de construção que arrecadou 5 bilhões de libras em 10 anos, Geoff Cooper revela que usava uma planilha de horas em seu primeiro ano como CEO, só para verificar se suas atividades eram as prioridades que havia estipulado. Então, Cooper fatiou seu tempo em quatro partes:

  • Gastou o 1º quarto de seu tempo com estratégia: pensar, pesquisar, consultar, definir e comunicar o futuro da empresa. “As estruturas que usei foram normais: onde competir, como competir e quais os pontos fortes a desenvolver (especialmente as pessoas e a cultura da empresa)”, ele conta.
  • O 2º quarto de seu tempo Cooper usou para supervisionar o desempenho e os riscos, com revisões regulares e também grandes revisões de projeto, além de lidar com crises e imprevistos. Mas ele ressalta: “o número de revisões caiu porque depois de 18 meses existia uma equipe maravilhosa que fazia esse trabalho muito melhor do que eu.”
  • Cooper passou mais um quarto do seu tempo descobrindo e estimulando os pontos fortes do pessoal, “ensinando a cultura da empresa, recrutando pessoas, consultando meu diretor de RH, fazendo o planejamento de sucessão, pensando e pesquisando o que torna as pessoas em nosso negócio eficientes e bem sucedidas”. A conclusão mais importante de Cooper foi: seja claro(a) no que você espera de pessoas, forneça o que elas precisam para trabalhar, e depois saia de seu caminho.
  • O tempo restante de Cooper foi dividido entre lidar com as partes interessadas importantes – principalmente acionistas, mas também o governo, e os principais fornecedores – e as partes improdutivas.

Reflexões de um CEO

Cooper acredita que se deu bem como CEO, e que deve partilhar algumas de suas experiências:

  • Exceto fundadores, as pessoas que têm uma grande ambição para chegar ao cargo provavelmente não estão plenamente preparadas para o papel;
  • Se você faz seu trabalho direito, trabalhará praticamente todas as horas do seu dia e precisará ser disciplinado(a) para manter seu corpo e sua mente saudáveis. Jamais deixe de praticar esportes e cultivar amizades;
  • Você é a única pessoa com a grande responsabilidade de garantir a sobrevivência em longo prazo da empresa. Por isso, não pode ter uma caixa de e-mails lotada e uma mesa coberta de papéis. Como CEO, se você não responder na hora, você pode acabar impedindo a equipe (e a empresa) de seguir adiante;
  • Seja acessível. Faça um passeio pela empresa, de propósito. Você vai captar o que está acontecendo, com que as pessoas estão preocupadas, e então você poderá tomar decisões mais acertadas;
  • Facilite treinamentos, palestras e cursos para a sua equipe. Mantenha-se você muito informado(a). Leia muito, sobre tudo;
  • Seja sensível sobre o que você simboliza. As pessoas percebem e imitam o seu comportamento. Seja simpático(a) e sorria ao cumprimentar. Se o seu ambiente de trabalho não é igualitário, você está no século errado;
  • Lembre-se de que você é provavelmente a pessoa menos importante na empresa. Quem lida com os clientes é a mais importante;
  • Seu sucesso será medido pelo crescimento e desenvolvimento depois que você partir. É por isso que você deve pensar sobre a sua própria sucessão desde o primeiro dia em que for nomeado(a);
  • Você não é definido(a) por seu trabalho. Você passará e será esquecido(a). Acredito que buscar um legado é uma missão tola.

Primeiros passos de um CEO de startup

Usman Majeed, CEO do e-commerce de eletrônicos TechTwurl.com, diz que é necessário discernir o CEO de uma corporação do CEO de uma startup ou pequeno negócio. Sendo o seu o segundo caso, Majeed pode contribuir falando sobre a execução e a manutenção de um negócio online. “Começamos sendo só eu e outro rapaz na faculdade – que mais tarde partiu. Então, decidi procurar mais pessoas para trazer à empresa e esta foi a melhor decisão que eu tomei até aquele momento. Este é o resumo de qual foi o meu trabalho:

Website
– Contratar programadores e designers;
– Construir modelos para programadores codificarem;
– Certificar-me de que todos os recursos necessários são conhecidos desde o início, para economizar custos;
– Testar o site para verificar que cada funcionalidade funciona e se está atualizado;
– Manter backups regulares;
– Saber como usar back-end, front-end e host para ser capaz de controlar o website você mesmo.

Marketing
– Usar SEO para o site;
– Pensar estratégias para Facebook e Twitter;
– Encontrar sites adequados para postar banners;
– Usar o MailChimp para enviar newsletters aos clientes;
– Ir a eventos de redes sociais e participar de desafios.

Contabilidade
– Criar várias contas bancárias para uso comercial, uma para receber pagamentos, uma para fazê-los, outra para investimentos. Gerenciar o fluxo de dinheiro entre as contas;
– Registrar todos os itens, nomes de clientes, preços de custo, preços de venda, taxas, lucros e receitas;
– Gerenciar retornos;

Faturamento
– Enviar os pagamentos aos clientes, acima de tudo;
– Manter o controle de pagamentos, como webhosting, certificados SSL, despesas com envio, licenças e quaisquer outros pagamentos recorrentes;

Atendimento ao cliente
– Lidar com todas as questões de serviço ao cliente por e-mail,
– Verificar são as formas de pagamento viáveis.”

Ufa! Bastante, né?

(Bônus) Steve Jobs: Como viver antes de morrer

Independente do tamanho da sua empresa, um dos problemas mais graves do(a) CEO é a baixa produtividade do seu pessoal, por falta de um controle de equipe inovador. Mas e se você pudesse automatizar o trabalho burocrático e saber exatamente em que cada um está trabalhando e quando as tarefas deverão ser entregues? Conheça o Runrun.it, o software de gestão de equipes e projetos que faz isso por você. Teste grátis: http://runrun.it

 

Você também pode gostar de ler:

Criando equipes altamente produtivas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>