Gestão estratégica: Armadilhas mentais contra boas decisões

Gestão estratégica: Armadilhas mentais contra boas decisões

Que o ser humano não é completamente racional não é novidade para ninguém. Mas o surpreendente é que cometemos equívocos de pensamento mesmo quando acreditamos que estamos usando a lógica.

Partindo de experiências e sensações muito pessoais, e sem nem mesmo perceber, as pessoas cometem erros de decisões por priorizarem o emocional. Desta forma, selecionamos aqui 10 armadilhas mentais para evitar, elaborar uma melhor gestão estratégica de seus negócios e se proteger de deslizes na hora da tomada de decisão.

1. Ter excesso de confiança 

O ceticismo é a arma contra essa armadilha. Duvidar das próprias projeções e pensar em cenários pessimistas é fundamental para decidir melhor.

2. Iludir-se com a fama

Muitos profissionais bem sucedidos estudaram em Harvard. Porém, isso não significa que você também será se estudar lá. Para qualquer projeto que exija esforço, analise seu perfil e seja bastante crítico antes de se jogar de cabeça.

3. Acreditar na unanimidade

Em 1950, o psicólogo Solomon Ash comprovou como a pressão do grupo desvirtua o bom senso. Ele fez um experimento: uma pessoa avaliava o tamanho de algumas linhas. Quando estavam sozinhos, costumavam acertar. Mas, quando dividia a sala com um ator que respondia errado de propósito, tinham mais propensão a errar. Em 30% dos casos, a pessoa avaliada creditava a resposta equivocada. É uma fragilidade que requer atenção: desconfie das unanimidades.

4. Só enxergar os sucessos 

Como o sucesso produz maior visibilidade do que o fracasso, tendemos a olhar mais para as histórias que deram certo e menos para projetos, investimentos e carreiras que não decolaram. Portanto, a melhor maneira de encarar a realidade é conhecer tanto projetos, empresas e produtos que deram certo quanto errado.

5 .  Sentir-se ameaçado pelos líderes

Tenha em mente que líderes também erram. Não caia na tentação de levar o pensamento a um nível inferior para não contrariar o chefe, por temê-lo. Mantenha-se crítico e desafie quem, teoricamente, sabe mais. Isso aumenta a liberdade e a autoconfiança.

6. Achar que, se não aconteceu, nunca vai acontecer

É um engano perigoso, pois cria um falso mapa de riscos mental. Foge disso quem convive com pessoas que têm opiniões e estilos de vida diferentes: a diversidade funciona como um escudo.

7. Ficar preso à reciprocidade

O ser humano em geral, não gosta de se sentir culpado. Por isso, fica pressionado a retribuir e pode misturar as relações, como favorecer um cliente que ofereceu ingressos para o futebol, ou qualquer outro tipo de benefício e presentes, portanto, a dica é recusar presentes e favores.

8. Pensar que muito esforço significa bons resultados

Quando alguém dedica muita energia a uma tarefa, tende a superestimar os resultados. O nome disso é justificativa do esforço. Sempre que investir em algo que demandou esforço, examine friamente o resultado — e apenas o resultado.

9. Não abandonar uma ideia ruim

Quanto mais energia se gasta, maior a pressão interna para não desistir. O problema é que se anda em círculos: o projeto ruim não abre espaço para um novo projeto melhor. Na hora de continuar ou não com algo, não importa o que já se investiu, mas qual é a estimativa de futuro.

10. Sentir-se tranquilo porque está bem informado 

Muitos acreditam na sensação de que, quanto mais informação disponível, melhores as decisões tomadas. Mas não se engane, nem se sinta seguro porque está com todos os dados em mãos. A melhor dica é prestar atenção nos fatos presentes na hora de tomar uma decisão.

Tomar decisões melhores requer de você uma mentalidade visionária e uma boa gestão estratégica. Em suma, requer que você analise os vários lados de uma questão, ouça sua equipe e pessoas de fora e alinhe os desejos do seu público às expectativas do seu negócio. E uma das eternas expectativas de uma empresa formada por times que lidam com diversos clientes é manter sua produtividade e sua satisfação lá em cima.  Experimente então, o Runrun.it, a ferramenta online de gestão de equipes usada por mais de 150 mil empresas de 130 países. Comece agora:  http://runrun.it

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>