Conheça os passos e ferramentas para adotar a humanização no trabalho

Conheça os passos e ferramentas para adotar a humanização no trabalho

A humanização no trabalho é um dos reflexos mais evidentes das transformações sociais e tecnológicas que impactaram nossos hábitos nos últimos anos. Com a visão mais clara de que investir em pessoas gera benefícios em diversas esferas do negócio, as empresas tendem a desenvolver práticas mais próximas aos ideais dos seus profissionais. 

Para seguir nesse caminho, as organizações tomaram  medidas em diferentes frentes de atuação, como as melhorias no ambiente de trabalho físico e virtual, a adoção de ferramentas mais ágeis e flexíveis e programas focados no plano de carreira, aumentando a sensação de pertencimento dos talentos. 

Por esses atributos, a humanização no trabalho é uma das práticas que direcionam as empresas rumo a um novo modelo de negócio, mais sustentável, produtivo e equilibrado. 

Sabendo disso, que tal conhecer os passos para colocar essas mudanças em ação com inteligência em sua empresa?

Nesse artigo, vamos contar um pouco mais como desenvolver um clima organizacional mais saudável e de que maneira a tecnologia pode impulsionar sua gestão rumo a essa dinâmica de trabalho. 

 

O que é a humanização no trabalho? 

Ao falar de humanização no trabalho não há como deixar de falar que ela é guiada pelos preceitos de uma metodologia administrativa que ganha mais espaço a cada dia: a gestão humanizada

Trazendo um olhar diferente para as relações profissionais, esse tipo de gestão considera as individualidades das pessoas, seus anseios, projetos, competências e pontos de aprimoramento sem deixar de lado o planejamento e os objetivos organizacionais. 

Assim, a humanização no trabalho é definida como um conjunto de ações que possibilitam o bem-estar no espaço de atuação, como o uso de ferramentas que facilitam a execução e entregas das tarefas, a promoção da diversidade, o incentivo à colaboração e as iniciativas de desenvolvimento profissional. 

Os pilares do trabalho humanizado 

Por muito tempo, as políticas de gestão empresarial foram voltadas para a  lucratividade e no alcance dos resultados a curto prazo. 

No entanto, a postura de deixar as pessoas em segundo plano aumentou o índice de insatisfação no emprego e consequentemente a taxa de rotatividade das empresas. 

Em contrapartida a essa postura tradicional, companhias de diferentes segmentos de atuação conciliaram seus valores aos interesses de suas equipes, incluindo os profissionais em rodadas de planejamento estratégico e construindo conjuntamente práticas de humanização no trabalho. 

Dentre os pilares que fundamentam essa mudança estão a criação de um ambiente de trabalho amigável, o investimento em capacitação, a liderança compartilhada, a adaptação aos novos cenários e a equidade na distribuição de salários e benefícios. 

A priorização do bem-estar e do crescimento profissional provocou mudanças positivas nas organizações, principalmente em relação ao nível de pertencimento.

Segundo estudo da Harvard Business Review, colaboradores que estão felizes no trabalho são mais produtivos, eficientes e inovadores. 

Além de tudo, a humanização no trabalho contribui para reforçar o posicionamento de uma marca diante da comunidade, tornando-a assim como uma referência de boas práticas que devem ser seguidas. 

Como criar um ambiente de trabalho humanizado  

Bastante relacionado a espaços confortáveis, com áreas de descanso e lazer, o ambiente de trabalho ideal possui outros aspectos importantes para a execução das tarefas diárias, especialmente quando consideramos jornadas flexíveis como o trabalho remoto e o híbrido. 

A humanização no trabalho passa também pela disponibilização de uma infraestrutura completa, que dá ao profissional o suporte necessário para a realização das atividades.

Ou seja, é preciso que as equipes tenham à sua disposição equipamentos, softwares e licenças que permitam o cumprimento das atribuições com autonomia. 

Por exemplo: no escritório ou em casa, é imprescindível que o colaborador tenha clareza sobre o andamento dos projetos.

Logo, um software de gestão como o Runrun.it faz total diferença ao otimizar o acompanhamento dos processos e permitir a seleção do modo de visualizar as demandas nos diferentes modelos de quadros. 

A gama de funcionalidades da plataforma também favorece a organização do fluxo de trabalho bem como a interação entre equipes e clientes, facilitando o envio de arquivos, a troca de feedbacks e as aprovações diretas com os clientes, trazendo o reconhecimento pelas entregas de qualidade. 

As relações entre lideranças e suas equipes é outro ponto que precisa ser considerado na composição de um bom ambiente de trabalho. 

Por meio de metodologias de gestão empáticas e da comunicação não-violenta, é possível abrir canais de diálogo seguros, nos quais ambos os lados conseguem trocar impressões sobre suas necessidades e ambições, fortalecendo o vínculo e o espírito de equipe. 

Completando os insumos que oportunizam a humanização no trabalho quando falamos no clima organizacional estão os benefícios educacionais, as rotinas de descompressão, o apoio psicológico e a flexibilização da jornada. 

Incentivando o sentimento de pertencimento

A satisfação em pertencer ao local de trabalho é um processo contínuo, que ganha força com a valorização de propostas inovadoras, do reconhecimento pelo envolvimento e da disposição para trabalhar em equipe. 

Atos como esses parecem simples, mas são importantes quando lembramos que o engajamento é um dos fundamentos da humanização no trabalho. 

Para se sentir como peça relevante no trabalho, o profissional deve ser inserido em todas as etapas, do planejamento à avaliação dos resultados.

Assim, ele desenvolverá a atitude de dono e irá adquirir maior confiança para sugerir propostas de melhorias que vão trazer benefícios aos demais colaboradores. 

Uma prática inclusiva e que coloca todos na mesma página é a metodologia OKR. Essa prática de gestão contemporânea estimula a participação de profissionais de variadas áreas, não apenas diretores e líderes, para a criação de objetivos e resultados-chave que podem ser alcançados a curto e médio prazo.

A mensuração dos esforços e resultados do OKR é melhor compreendido com o uso do Runrun.it, uma vez que com essa forma de gestão à vista, os membros da sua equipe conseguem ver as entregas realizadas, métricas e indicadores de desempenho, que trazem mais transparência para os feedbacks, indicando os caminhos a serem seguidos futuramente. 

Humanização e tecnologia 

Com frequência, os recursos tecnológicos são colocados como antagonistas da humanização do trabalho. Isso acontece pela ascensão da automação e do surgimento de funções que podem ser controladas por robôs. 

No entanto, os dois lados não são opostos. Inclusive, é cada vez mais nítido que há uma sinergia entre a inteligência artificial e a criatividade humana, que juntas são capazes de propor revoluções no mercado de trabalho. 

Com a transformação digital, foi possível virtualizar diversas atividades, o que desburocratizou a rotina das pessoas, dando a elas mais tempo para realizar tarefas analíticas com inteligência e dados gerados pelas próprias ferramentas. 

Inclusive o Runrun.it é um bom exemplo de software que aprimorou a gestão de tarefas. Com as funcionalidades disponíveis no sistema, os profissionais conseguem centralizar as solicitações, organizar as prioridades e atualizar o status dos projetos de forma simples e intuitiva. 

Humanizar o trabalho diz respeito a trazer métodos que facilitam a realização de atividades procedurais e que alinham o desenvolvimento de produtos e serviços às necessidades dos clientes. 

É por isso que as automações do Runrun.it são vistas como aliadas dos profissionais, pois permitem a geração e coleta de dados valiosos, a criação de modelos de tarefas e projetos personalizados, reunindo as informações na mesma página. 

Como a humanização no trabalho também envolve o ato de delegar tarefas com equilíbrio, o Runrun.it dispõe de recursos que ajudam a implementar uma jornada mais flexível. 

Um deles é o play na tarefa, timesheet automático capaz de mensurar o tempo investido em cada atividade.

Com isso, o gestor pode montar uma rotina de trabalho que mescle projetos de diferentes durações no período desejado, sem ultrapassar a carga horária do profissional ou sobrecarregá-lo com atividades complexas em deadlines apertados. 

Outra maneira de mostrar a capacidade dos colaboradores é por meio do gráfico de Gantt, que representa visualmente o tempo que cada atividade ocupa na agenda do profissional. Assim, é possível alocar novas tarefas conforme a disponibilidade da pessoa de maneira transparente e justa. 

Agora que você já conhece os diferenciais do Runrun.it que proporcionam a criação de um ambiente humanizado no trabalho e o total acompanhamento da sua gestão, crie sua conta e faça o teste grátis: https://runrun.it/

humanizacao no trabalho” width=

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>