7 lições para sua empresa se inspirar em equipes de Fórmula 1

7 lições para sua empresa se inspirar em equipes de Fórmula 1

Quando falamos de automobilismo, a principal categoria de corridas do mundo, a Fórmula 1, vem à nossa cabeça. Apesar dos holofotes ficarem em cima dos pilotos, a equipe é uma estrutura complexa. São mecânicos na pista, engenheiros trabalhando incessantemente para desenvolver novidades, profissionais de dados e inteligência para traçar as melhores estratégias. Todos esses processos exigem agilidade na gestão para conseguir os resultados esperados. Por isso, as lições de liderança no automobilismo são mais do que úteis para os seus negócios.

Outros artigos sobre liderança no esporte:
>> Como o boxe pode ajudar seus negócios em 5 dicas
>> 9 exemplos do tênis para a sua gestão
>> Lições do futebol americano para os negócios
>> Do basquete para os negócios: 6 lições inspiradoras

O que as corridas ensinam?

Além de toda a inovação, estratégia e análise de dados, a F1 conta com um extenso trabalho de equipe. São times multidisciplinares formados por profissionais do mundo inteiro, seja na fábrica ou nas corridas. A gestão de todos esses pontos traz valiosas lições de liderança no automobilismo. Selecionamos exemplos práticos de como é possível aplicar os métodos do esporte a motor na sua empresa. Confira:

>> Leitura recomendada: Tendências globais para gerenciar o capital humano

1. Engajar toda a equipe

Para quem vê de fora, parece que a organização se resume aos pilotos e apenas eles são decisivos. Mas, por trás deles, há mais de mil membros de uma escuderia de Fórmula 1 que trabalham duro para criar a oportunidade de vitória. São times que fornecem feedbacks transparentes para uma evolução constante do carro. Por isso, é importante construir uma cultura de sucesso na equipe de corrida. Assim como acontece na sua empresa, em que trocar informações ajuda a envolver as pessoas, a melhorar os processos internos e o atendimento aos clientes.

>> Leitura recomendada: Gestão de pessoas: Você sabe mesmo liderar?

2. Cooperação entre os companheiros

Entre os esportes, as corridas têm um conceito particular de companheiros de time. Porque, ao mesmo tempo que os pilotos correm para a mesma escuderia, eles competem entre si. Para ser campeão, então, é necessário vencer o seu colega. Porém, em uma análise primordial, o que importa é a cooperação entre eles para o título da equipe. Como mais uma das lições de liderança no automobilismo, a sua empresa precisa dividir as responsabilidades e incentivar a cooperação entre as pessoas para trilhar o caminho do sucesso.

Além disso, o companheirismo pode ser visto entre as escuderias. Na F1, quando havia declarado que se aposentaria em 2016, o brasileiro Felipe Massa foi aplaudido pelos membros de todas as escuderias em sua volta aos boxes após abandonar o Grande Prêmio do Brasil. Um piloto respeitado e carismático que conquistou colegas e adversários, que acabou voltando às pistas no ano seguinte. Os líderes inspiradores também conseguem ganhar o reconhecimento de outras equipes e até de outras empresas.

3. Preparação para a temporada

Para conseguir os resultados, o planejamento começa bem antes do piloto acelerar na primeira corrida. Desde o desenvolvimento do carro na fábrica, os treinos iniciais e dando atenção a todos os detalhes até entrar na pista. E, a cada prova, o que vale é determinar a tática correta para aproveitar os seus pontos fortes e enfrentar os adversários. No seu negócio, também é fundamental traçar objetivos e se preparar para chegar até eles. Por exemplo, querer melhorar a rentabilidade dos seus projetos e, então, remodelar seus processos, tornando as entregas mais eficientes.

4. “Big Data” como lições de liderança no automobilismo

Para tomar decisões mais assertivas em qualquer área, a coleta e a análise de dados se fazem necessárias. Na F1, a telemetria (sistema tecnológico para medir dados a distância) em tempo real utiliza sensores nos carros para monitorar as informações de estado dos pneus, motor e câmbio, entre outros diretamente dos boxes. Com base nos números, os líderes otimizam o desempenho na corrida. Já, nos negócios, o cenário não é diferente. Os gestores podem usar os dados na avaliação de desempenho das pessoas e para controle de produtividade da equipe.

>> Leitura recomendada: Entenda o que é Big Data Analytics

5. Velocidade, equilíbrio, foco e precisão

Falamos dos pilotos e da estrutura do time de Fórmula 1, mas não podemos esquecer do chefe de equipe que coordena todo o trabalho. Com a missão de filtrar as informações e tomar as medidas necessárias, o responsável precisa apresentar habilidades específicas. Entre elas, ter inteligência para controlar as emoções e equilíbrio para pesar os pontos favoráveis e negativos. Tudo em meio às rápidas decisões exigidas em uma corrida. Da mesma maneira que os gestores de empresas têm que se apoiar na inteligência emocional para lidar com clientes, custos, projetos e colaboradores.

6. Inovação e agilidade

Nas equipes de F1, não se pode perder tempo – literalmente! Em uma corrida, milésimos de segundo fazem diferença entre uma vitória ou não. Por isso, a melhoria e a aplicação de novidades nos carros deve ser constante. Se demorar para promover as mudanças, o concorrente fatalmente irá superá-lo. O seu negócio também pode aplicar essas lições de liderança no automobilismo. Afinal, inovar é primordial para o crescimento de qualquer empresa. E não somente no sentido tecnológico. É possível inovar na sua forma de gerenciar equipes, no seu relacionamento com clientes e na gestão financeira.

7. Tecnologia para evoluir carros e negócios

Para construir um carro vencedor, há um longo estudo de engenharia, aerodinâmica e mecânica. E a tecnologia é peça chave nas engrenagens da Fórmula 1. Ela está presente em cada componente para buscar o máximo desempenho. Das pistas para o seu negócio, essas lições de liderança no automobilismo também são adotadas. Você, por exemplo, pode contar com um sistema para automação de processos e do fluxo de trabalho na sua empresa. Ou se você tem uma equipe de TI, a tecnologia é fundamental para desenvolver as soluções e serviços para o seu cliente.

Ídolos das pistas e lições de liderança no automobilismo

Não importa a época em que correram. Com ou sem as inovações tecnológicas. Os pilotos têm que trabalhar junto com o time que lhes dá suporte para buscar os resultados. Além do que, precisam melhorar o seu próprio desempenho e estar em constante evolução para atingir o alto nível em um esporte extremamente competitivo. Agora vamos mostrar as lições de liderança no automobilismo de grandes nomes e personagens históricos.

1. Juan Manuel Fangio

Dono de cinco títulos mundiais na Fórmula 1 por quatro equipes diferentes, dominou o esporte na década de 1950. Seu recorde de conquistas demorou quase 50 anos para ser superado. É membro do Hall da Fama da categoria e considerado o melhor piloto da história, segundo estudos. É um exemplo de amor ao esporte e comprometimento.

  • Dedicação e entrega: “Você precisa de muita paixão, porque tudo que você faz com muito prazer, você faz bem.”
  • Desenvolvimento: “Você deve sempre se esforçar para ser o melhor, mas não deve acreditar que é.”

 

>> Leitura recomendada: Como implantar a melhoria contínua na gestão

2. Jim Clark

Um dos mais talentosos e versáteis pilotos da história, o britânico foi bicampeão mundial de Fórmula 1 (1963 e 1965) e faz parte do Hall da Fama. Também ganhou as mais tradicionais provas do automobilismo, como as 24 Horas de Le Mans e as 500 Milhas de Indianápolis. No entanto, um acidente durante uma corrida tirou a sua vida em 1968.

  • Esforço e planejamento: “Não acredito em má sorte. Mas sim que algo deu errado.”
  • Satisfação no trabalho: “O automobilismo é meu hobby.”

 

3. Michael Schumacher

Único heptacampeão na história, conquistou cinco títulos seguidos com a Ferrari e detém inúmeros recordes. Chegou a se aposentar em 2006, mas retornou em 2010, correu mais três temporadas e parou em definitivo. No fim de 2013, sofreu um grave acidente de esqui e seu tratamento domiciliar é mantido em sigilo. Sua trajetória impressionante e a busca pelo sucesso foram suas principais lições de liderança no automobilismo.

  • Alcançar o sucesso: “Apenas ser um piloto medíocre nunca foi minha ambição. Esse não é meu estilo.”
  • Obstinação: “Eu sempre achei que os recordes estavam lá para serem quebrados.”
  • Persistência: “Você nunca deve desistir e deve sempre continuar lutando mesmo quando só há uma pequena chance.”

 

>> Leitura recomendada: Você está preparado para o sucesso?

4. Alain Prost

Ganhou o título mundial da Fórmula 1 quatro vezes (1985, 1986, 1989 e 1993) e travou uma das maiores rivalidades com Ayrton Senna. Ficou conhecido pelo seu estilo mais cauteloso e calculista na pilotagem, como mostra este texto da equipe McLaren. Também foi proprietário da equipe Prost entre 1997 e 2001, mas não teve o mesmo sucesso.

  • Metodologia: “Sempre trabalho da mesma maneira, desde o início do fim de semana. Então, eu sei no começo da corrida, de tudo que eu analisei durante o treino, se eu vencerei ou não.”
  • Minimizar os riscos: “Poderia obter melhores resultados se eu fosse atacar mais. Mas eu teria uma boa chance de cometer um erro.”
  • Estratégia: “Você não vai ganhar todas as corridas sendo o mais rápido. Isso não é possível. Então, é preciso encontrar outra forma.”

 

>> Leitura recomendada: Planejamento estratégico eficiente em 4 passos

5. Ayrton Senna

Grande ídolo brasileiro na Fórmula 1, conquistou três títulos (1988, 1990 e 1991) e foi vice-campeão duas vezes. É o quinto piloto com mais vitórias na categoria. Sua morte trágica e prematura, em Ímola, em 1994, comoveu o país. Rivalizou com Alain Prost dentro das pistas e se notabilizou pelo seu estilo veloz e agressivo. Seu jeito competitivo foi o seu legado e suas lições de liderança no automobilismo para o sucesso.

  • Empenho: “Eu não tenho ídolos. Admiro trabalho, dedicação e competência.”
  • Compromisso: “Não há meio termo para desempenho, comprometimento e esforço. Ou você faz algo muito bem ou não faz nada.”
  • Atingir o limite: “Com seu poder mental, sua determinação, seu instinto e a experiência, você pode voar muito alto.”

 

6. Emerson Fittipaldi

Primeiro brasileiro a fazer sucesso no automobilismo, foi bicampeão da Fórmula 1 em 1972 e 1974 e campeão da Fórmula Indy em 1989. Integra o Hall da Fama da Fórmula 1 e teve uma equipe própria com seu irmão Wilson Fittipaldi na F-1, mas com poucos resultados. Destacou a necessidade da estratégia em detrimento da velocidade.

  • Preparação: “A mente do piloto precisa ter uma capacidade de antecipação, coordenação e reflexo surpreendentes.”
  • Planejamento: “Você tem que visualizar um ou dois segundos à frente do seu carro, e o que você vai fazer antes de chegar lá.”

 

7. Jackie Stewart

De campeão de tiro, foi para as corridas. Foi tricampeão da Fórmula 1 (1969, 1971 e 1973), vice outras duas vezes e ainda correu as 24 Horas de Le Mans e as 500 Milhas de Indianápolis. Aposentou-se após a morte do piloto François Cevert na pista e virou embaixador da segurança, revolucionando o esporte com lições de liderança no automobilismo.

  • Atitude de líder: “É preciso liderança para melhorar a segurança e eu comecei o movimento no meu tempo.”
  • Superação: “Nem sempre é possível ser o melhor, mas sempre é possível melhorar seu próprio desempenho.”

 

>> Leitura recomendada: Como ser um bom líder em 8 passos

8. Bernie Ecclestone

Ex-piloto, ex-dono de equipe e um dos principais dirigentes da Fórmula 1. Foi pioneiro na venda de direitos televisivos da categoria e consolidou seu prestígio como gestor do esporte. Por mais de 40 anos, gerenciou os setores financeiro, de estrutura, logística e todos os contratos com as sedes das corridas.

  • Eficiência na gestão: “Você precisa ter um gerenciamento adequado se quiser seguir em frente.”
  • Autonomia: “Esqueça o que os outros opinam nos seus ouvidos. Sempre tome suas próprias decisões.”

 

9. Lella Lombardi

Uma das raras mulheres na Fórmula 1, correu entre 1974 e 1976 e é a única na história a pontuar no campeonato. Depois da F-1, Lella fez carreira com carros de turismo e também participou de uma prova na tradicional categoria americana Nascar.

  • Quebrando barreiras: “Quando eu tinha 8 anos, decidi que seria uma piloto de corridas.”

 

10. Danica Patrick

Não chegou à Fórmula 1, mas foi a mulher mais bem-sucedida no automobilismo americano. É a única a vencer uma corrida na Fórmula Indy em 2008. No ano seguinte, terminou as 500 Milhas de Indianápolis na terceira posição e completou o campeonato no quinto lugar. Também competiu na Nascar e incentivou mais mulheres a entrarem no automobilismo.

  • Igualdade: “Eu nunca me vi como uma ‘garota piloto’. Eu sou apenas um piloto.”
  • Desempenho: “Sei o que é preciso para ir rápido e sinto que a cada ano eu aprendo lições valiosas sobre como melhorar.”

 

>> Leitura recomendada: 15 exemplos de sucesso de mulheres no poder

Filmes inspiradores para a sua gestão

Dos personagens emblemáticos para as telonas, separamos sete histórias reais retratadas nos filmes. As produções contam com lições de liderança do automobilismo que você pode aplicar nos seus negócios.

1. Rush – No Limite da Emoção (2013)


Expõe uma das maiores rivalidades da história da Fórmula 1. A temporada de 1976 colocou frente a frente o disciplinado e perfeccionista Niki Lauda contra o carismático e despojado James Hunt. Baseado na história real, o filme mostra os dois pilotos indo ao limite físico e psicológico, atrás de cada vitória e do título mundial. Um conflito que foi superado e serve como uma das lições de liderança no automobilismo.

>> Leitura recomendada: Dicas para a gestão de conflitos no trabalho

2. Senna (2010)

Mostra a história do tricampeão mundial desde a sua estreia na Fórmula 1 em 1984. Passa pela rivalidade com Alain Prost, a sua busca pela perfeição e até a sua morte prematura uma década depois. A vida pessoal e o status de estrela também são abordados com depoimentos e imagens inéditas.

3. 1: Vida no Limite (2014)

Embalado pelos sucessos de Rush e Senna, o documentário registra a história da Fórmula 1 desde seu início modesto. Mostra a década de 1970 quando os pilotos eram tratados como estrelas e como os riscos do esporte levaram a muitas mortes no período. A produção destaca a questão da segurança, com uma série de depoimentos de pilotos e dirigentes, que lidaram com a perda de amigos nas pistas.

4. Williams (2017)

Documentário focado na carreira e família do lendário fundador da equipe Williams, Frank Williams. Aborda a trajetória da escuderia até os dias atuais, quando passou a ser comandada por Claire Williams, filha de Frank. A produção também retrata a ascensão de Frank à fama e como um acidente no seu auge o deixou em uma cadeira de rodas.

5. McLaren (2017)

Narra a história de Bruce McLaren, o neozelandês fundador da equipe de Fórmula 1. Além de ser um talentoso piloto, seu espírito de liderança o motivou a criar o seu próprio time. Carismático e pioneiro, mostrou como um homem de origem humilde poderia enfrentar as grandes potências do automobilismo e se tornar campeão.

>> Leitura recomendada: 6 tipos de liderança: Descubra o seu

6. Ferrari: Corrida para a Imortalidade (2017)

A década de 1950 foi marcada pelo surgimento da icônica escuderia Ferrari na Fórmula 1. De mecânico a piloto, empresário, fundador da montadora e da equipe de corrida, Enzo Ferrari foi uma das figuras mais importantes do meio e deixou uma série de lições de liderança no automobilismo. O filme mostra toda a trajetória de vitórias, derrotas e tragédias envolvendo os pilotos da equipe italiana.

7. Fim de Semana de um Campeão (1972)

No documentário, o cineasta Roman Polanski passou um fim de semana com Jackie Stewart, enquanto ele tentava vencer o Grande Prêmio de Mônaco de 1971. Apresentou um panorama sobre a vida do talentoso piloto em seu auge. O encontro de três dias deu origem ao filme em 1972. Depois de 40 anos, ganhou nova versão com um reencontro entre Polanski e Stewart.

Se quiser conhecer e assistir a mais filmes com o automobilismo como plano de fundo, confira essa lista do site especializado IMDB.

Solução inteligente para acelerar a sua gestão

Como as lições de liderança no automobilismo indicam caminhos na área de inovação e estratégia, a sua empresa pode contar com uma ferramenta inteligente de gestão, como o Runrun.it. Um software completo para melhorar o fluxo de trabalho, gerenciar os projetos e, com o Dashboard, acompanhar todas as informações em tempo real, em uma única tela.

Com o Runrun.it, você também formaliza a comunicação com a equipe e faz o controle de horas trabalhadas das pessoas. Com o sistema de “play, pause e entrega” nas tarefas, é possível colher os dados de desempenho. E, assim, você pode tomar decisões mais assertivas e ter melhores resultados.

Teste grátis agora: http://runrun.it.

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>