Não há uma saída?

Por Mauricio Preto*

Permita-me provocar uma reflexão. Há cerca de 30 anos permeio por praticamente todos os segmentos produtivos do país. Percebo que nos últimos 15 anos os executivos de todos os setores estiveram focados em cortar custos e aumentar a produtividade. Nos últimos 2 anos tenho notado que muitas metas de eficiência não são mais alcançadas.

Que a pressão tem aumentado e há muito pouco espaço para redução usual dos custos. Mas, mesmo assim a baixa produtividade é tema corriqueiro. É grande a indignação da liderança com o desempenho das equipes, dos objetivos não alcançados e das metas parcialmente cumpridas. E quantos planos ousados estão sendo postergados. Será que não há uma saída?

*Mauricio Preto é CEO da SIL e Fundador do Movimento da Nova Produtividade.

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo

    Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

    Compartilhe!

    Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo