Como aumentar a produtividade no trabalho jogando

Como aumentar a produtividade no trabalho jogando

Guest-post produzido por Renê Chiari, especialista em Gestão de TI e fundador do blog ITSM na Prática, que tem como missão capacitar e habilitar profissionais de TI em boas práticas de gerenciamento de serviços.

 

Uma busca rápida pela Internet e você entrará em contato com diversos “gurus” e fórmulas prontas que prometem elevar a produtividade no trabalho da sua equipe. Mas, a verdade é que não existe um único demonstrador, e sim um conjunto de abordagens, técnicas, ferramentas, e, acima de tudo, condições organizacionais que favorecem e melhoria da produtividade das equipes e dos negócios. Muitas vezes a baixa produtividade pode estar ligada à falta de motivação ou de engajamento dos membros da equipe. Se este for o caso, uma das abordagens mais poderosas pode ser a Gamificação.

Um estudo da Gartner indica que, até 2015, 40% de 1000 empresas globais pesquisadas usariam a gamificação como mecanismo principal para transformar suas operações de negócio. Se a previsão se consolidou não sabemos (ainda não há um número atualizado), mas é fato que o método veio para ficar.

A gamificação é atualmente uma das formas mais eficientes para estimular e inspirar os colaboradores a mudar comportamentos, adotar novos processos (ou seguir os que já estão estabelecidos) e, consequentemente, melhorar a produtividade. A psicologia por trás do conceito é de usar um sistema regular e consistente de feedbacks (positivos) para motivar os ‘jogadores’ de um time, como: atribuição de pontos, medalhas, status, progressão de níveis, etc.

De acordo com Gabe Zichermann, autor do livro “A Revolução da Gamificação”, quando você torna o trabalho mais divertido, você produz resultados melhores. E quando você recompensa os colaboradores para se engajarem em atividades “divertidas”, eles se envolvem com mais frequência e de maneira mais profunda nas atividades que estão realizando.

Isso não é bem uma novidade. Quem nunca aprendeu mais sobre geografia jogando WAR do que replicando mapas em papel vegetal, que atire a primeira pedra! (Se você nasceu depois dos anos 90, talvez não saiba o que é desenhar mapas em papel vegetal).

E embora a aplicação da gamificação ao contexto corporativo possa ser considerada mais recente, cerca de 55% dos americanos afirmam estar interessados em trabalhar para uma empresa que usa gamificação como metodologia para aumento da produtividade.

Os elementos da gamificação 

Rajat Paharia, fundador da Bunchball e autor do livro Loyalty 3.0: How to Revolutionize Employee and Customer Engagement with Big Data and Gamification (Lealdade 3.0: Como Revolucionar o Engajamento dos Colaboradores e Clientes, em tradulção livre) apresenta o que ele chama de “Os 10 Mecanismos-Chave da Gamificação”:
– Feedback rápido
– Transparência
– Metas/Objetivos
– Medalhas (badges)
– Aumento de nível (level up)
– Integração
– Competição
– Colaboração
– Comunidade
– Pontuação

Quando você usa a gamificação para motivar ou estimular seus colaboradores, você precisa do consentimento deles. A participação deve ser voluntária para ser bem-sucedida.  Até mesmo a diversão, se feita de forma compulsória, pode não ser tão divertida assim.

Sendo assim, para a gamificação realmente surgir o efeito proposto, os colaboradores precisam:
– Reconhecer que estão participando de um jogo;
– Compreender as regras do jogo,
– Concordar que o jogo é justo.

Podemos adicionar os seguintes itens como fundamentais para o sucesso de uma iniciativa de gamificação:
– Disponibilidade de recompensas significativas;
– Regras claras e facilmente compreensíveis,
– Comprometimento total da gerência.

Como a gamificação aumentou a produtividade no trabalho de times de suporte

A gamificação está sendo integrada em softwares de Help Desk para melhorar o desempenho dos analistas e técnicos de suporte.  Em 2012 os analistas da Freshdesk passaram a ganhar medalhas com base no seu desempenho em atividades de suporte.

A Omnicare vinha enfrentando uma longa fila de espera em seu Help Desk, mesmo com funcionários experientes e bem informados sobre os serviços. A empresa decidiu criar uma solução de gamificação para melhorar a eficiência do Help Desk.  Foi estabelecida uma série de conquistas que os analistas poderiam obter, com base em desafios no início de cada turno.  Os analistas bem-sucedidos nos desafios eram recompensados em em um curto Espaço de tempo.

As iniciativas relacionadas à gamificação podem servir para recompensar os melhores recursos de equipes de suporte baseados na velocidade, eficiência e na qualidade do suporte. Estas iniciativas também ajudam as organizações a incentivarem seus colaboradores a compartilhar, aprender e crescer juntos, mesmo em diferentes localidades. A consultoria Deloitte, por exemplo, usa a gamification para aumentar significativamente a colaboração entre consultores no mundo inteiro.

Por onde começar?

– Se você pretende usar a gamificação é importante considerar as dicas a seguir:
– Delegue um ponto focal para levar a iniciativa adiante;
– Desenvolva o framework que será usado para desenvolver os jogos;
– Identifique os gaps de engajamento da equipe,
– Use a metodologia para endereçar quaisquer gaps de engajamento que sua organização esteja enfrentando.

Uma das implicações mais importantes de gamificação é que ela cria uma nova abordagem para motivar ou recompensar os colaboradores, sem alterar a natureza de uma tarefa ou de atividade do negócio.  Em outras palavras, a gamificação, quando bem instrumentalizada, consegue aumentar a produtividade sem compensação ou recursos adicionais.

Divirta-se! 🙂

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>