Qualidade e produtividade depois da Copa, mas com um sorriso no rosto

Qualidade e produtividade depois da Copa, mas com um sorriso no rosto

A Copa acabou com a qualidade e a produtividade na sua empresa? É hora de recuperar o trabalho perdido! De acordo com o Índice Runrun.it de Produtividade (IRRP), junho teve uma performance mais baixa que maio e abril. Mas o entusiasmo com o campeonato mundial de futebol não precisa morrer. Gretchen Rubin, em seu best-seller The Happiness Project, apresenta o conceito de “contágio emocional”, isto é, as pessoas capturam e reproduzem a alegria, a tristeza e a raiva alheia. Um colaborador feliz pode melhorar o humor de seus colegas e, por isso, se torna crucial para a saúde de uma equipe engajada.

Em uma pesquisa da “iOpener – Institute for People and Performance”, trabalhadores autodeclarados motivados relataram gastar 80% de sua semana com tarefas ligadas ao trabalho, enquanto trabalhadores menos motivados usavam 40% do seu tempo para o mesmo fim. E que gestor não deseja colaboradores satisfeitos que doem mais tempo para suas tarefas por vontade própria? Aqui estão 5 dicas para tornar sua empresa um lugar mais feliz, com os mais altos níveis de qualidade e produtividade.

1. Sem bisbilhotar

Você não gostaria de ter um chefe olhando por cima do seu ombro a cada meia hora para assegurar como você está produzindo. Mais do que nunca, existe um grande grupo de profissionais autodidatas, ambiciosos o bastante com a sua própria performance, que trabalham bem melhor sem um gestor sempre por perto. Liberdade para pensar por si mesmos é o que os leva a amar o que produzem, porque se assumem responsáveis e se sentem merecedores pelo sucesso reconhecido.

2. Reconhecer o bom trabalho

Para evitar frustrações e reduzir a ansiedade do pessoal, fique ciente de qual é o temperamento de seus colaboradores. A Geração Y (nascidos na década de 80) vem se tornando uma força de trabalho maioral e demanda um reconhecimento constante. Como gestor, você deve ter algo de positivo para dizer sobre seus colaboradores e seu trabalho. Então diga.

3. Definir metas

Estabeleça uma meta para o fim do dia ou para o próximo mês e, se atingida, celebre. Dar aos seus colaboradores um desafio vai motivá-los a produzir melhor e até antes do previsto. Então, que tal um happy hour, um almoço mais longo ou, se viável, meio dia de folga? São recompensas simples, mas que vão revitalizar seus colaboradores e lhes dar mais unidade para produzir os mesmos resultados fora de um sistema de recompensas.

4. Desafiar o pessoal

Você tem um problema dentro de sua organização que precisa de conserto? Desafie uma equipe para identificar, avaliar e chegar a uma solução. Os membros se sentirão aptos a promover uma mudança maior do que seu papel na empresa determina, beneficiando a sua autoestima e a sua produtividade.

5. Flexibilizar o horário

Firmar um horário muito rígido para todos os seus colaboradores chegarem à empresa pode, em contrapartida, instigá-los a encerrar o expediente sem nem um minuto a mais. Em vez de começar a trabalhar necessariamente às 8h, por que não permitir que eles cheguem até as 9h30? Essa flexibilidade permite que o trabalhador cumpra suas tarefas no seu melhor espaço de tempo, quando a qualidade do seu desempenho é superior. Todos saem ganhando.

Você conhece o Runrun.it? É uma ferramenta online bastante intuitiva criada justamente para manter a qualidade e a produtividade de sua empresa. Experimente grátis: http://runrun.it

 

Você também pode gostar de ler:

 

Gerenciamento de Tarefas: 5 Dicas Infalíveis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>