Sílvio Celestino: Não confunda felicidade com facilidade

Sílvio Celestino: Não confunda felicidade com facilidade

O toureiro está na arena. Sozinho e rodeado de público, espera o touro escapar do portão. Ele não sabe o que o espera. Ele é como nós, no começo da nossa vida profissional, quando também não sabemos quem seremos. Mas quando o touro surge, o bom toureiro não foge da arena. Ele também não saca um revólver e atira no touro. O que o toureiro faz é olhar o touro de frente e, quando avança, dá um passo para o lado, tão pequeno quanto suficiente para que o animal passe por ele e, imediatamente, se volta novamente para o touro. Na sua trajetória profissional, você é o toureiro, e não conseguirá render seu touro em um único golpe (e, se conseguisse, não fascinaria seu público).

 

Se dá medo, é bom sinal

Um(a) profissional que se habituou com as tarefas que cumpre todos os dias, há tempos, e não se propõe a assumir novas responsabilidades não fará grande carreira. Tampouco chegará a um cargo de liderança. As tarefas mais árduas nos desgastam, porque temos medo de falhar. Eu, no entanto, torço é para que você se proponha desafios, que te façam amadurecer e te preparem para um dia, sendo líder, ensinar outros a serem. Torço para que o melhor dos mundos te aconteça e que você encontre ao menos um grande líder que te treine para a vida, que te mostre que, se dá medo, é bom sinal.

 

“A vida é fácil, nós que complicamos”

Muita gente diz isso, mas honestamente, não penso que seja o caso. Nessa linha de raciocínio, muita gente também confia que existam atalhos para o sucesso profissional. Isso pode ser muito frustrante, quando o profissional envelhece e sente que já não tem mais tempo para reverter seu fracasso. Na nossa vida, por maiores que sejam os problemas, não há nada como um dia após o outro para varrê-los. Meu conselho é que você não deseje uma vida com poucos problemas, ou problemas menores. Em vez disso, se você desenvolver suas habilidades, e por maiores que sejam as dificuldades e os desafios, você terá capacidade de lidar com um de cada vez.

 

Não há garantias

Não há garantias de que você sairá ileso(a). Aliás, é provável que você ganhe grandes cicatrizes ao longo do tempo. Mas, se prestar atenção à realidade, aprenderá que cada uma delas tem um significado. A história que essas cicatrizes guardam, que é a sua história, deverá ser contada para fazer outras pessoas, hoje na plateia, se prepararem para seus próprios desafios, seus próprios touros. O que é fácil não é preciso desejar, já acontece. Isso não quer dizer que você deva desejar mais sofrimento, mas buscar mais habilidades, responsabilidades e desafios que te dão frio na barriga só de pensar.

 

silvio_celestino_blog

*Sílvio Celestino é colunista do Blog do Runrun.it, autor do livro Conversa de Elevador – Uma Fórmula de Sucesso para sua Carreira e sócio-fundador da Alliance Coaching. @silviocelestino.

 

 

Você também pode gostar de ler:

 

620x200_plan

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>