Como ganhar vantagem competitiva com um gerenciador de tarefas

Como ganhar vantagem competitiva com um gerenciador de tarefas

A vantagem competitiva coloca uma empresa à frente de seus concorrentes de mercado. No passado era comum que as empresas se destacassem se valendo de recursos naturais e humanos, mas na atualidade os recursos tecnológicos ganharam importância quando o assunto é competitividade.

Segundo o vice-presidente de operações da SAP América Latina, Fernando Lewis, ao longo da história, poucas tecnologias tiveram uma aceitação tão rápida entre as empresas, incluindo as pequenas e médias, como a computação na nuvem. Softwares de gestão na nuvem, como o Runrun.it, têm se consagrado por melhorar a produtividade do trabalho e estão se tornando o braço direito dos gestores.

Em nossa pesquisa, 47% disseram que um gerenciador de tarefas como o Runrun.it 1) deixa as prioridades mais claras para os funcionários, 2) preserva o histórico das tarefas e capital intelectual da empresa, e 3) melhora o controle sobre o tempo investido nas tarefas, projetos e clientes. A vantagem competitiva que isso representa não é pequena. Confira:

Agora, a briga é de igual para igual

Você há de convir comigo que não é coerente pedir que a equipe traga ideias inovadoras para enfrentar a concorrência sendo que o ambiente de trabalho não propicia a inovação. É por isso que uma das providências mais eficientes é transferir o fluxo de trabalho para a nuvem, inaugurando a partir daí uma cultura de inovação.

Pouco importa o tamanho da sua empresa, o software de gestão de tarefas organiza a casa e a coloca no páreo com empresas até maiores, mas que não cuidam da gestão como a sua. A tecnologia abre espaço na agenda do(a) gestor(a) para que se concentre em novas estratégias de negócios, e se livre dos trabalhos burocráticos.

A simplicidade que todos estão procurando

A vantagem competitiva só cresce, uma vez que a empresa se moderniza e automatiza sem tem de arcar com os altíssimos custos de aquisição de licença de software nem com a implementação de uma infraestrutura especial: bastam os computadores que cada um já usa.

Além disso, a interface intuitiva e limpa de um gerenciador de tarefas lembra a dos apps que usamos todos os dias em nossos celulares e tablets. Talvez nem seja preciso treinar sua equipe para usar a ferramenta.

De todo modo, contratar a ferramenta significa também ter à disposição uma equipe de suporte atenciosa e capacitada para entender a realidade da empresa. A questão é que: se você sente que é disso que precisa, não espere que seus concorrentes sintam o mesmo antes de você.

Comunicação e controle também são vantagens competitivas

O(A) gestor(a) consegue acessar o sistema a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à internet, seja para visualizar o painel com as tarefas em que cada um de sua equipe está trabalhando e o tempo gasto, seja para consultar a equipe, tomar decisões e comunicá-las, por meio de comentários (esqueça os e-mails).

Com poucos cliques, o(a) gestor(a) obtém relatórios de custos e tempo do período que quiser. Tudo isso é possível porque esse tipo de ferramenta agrega todos os clientes, projetos e tarefas e para trabalhar, basta clicar em play na tarefa.

Como cada tarefa tem seu título, responsável (ou até sequência de), tipo e cliente/projeto (além de espaço para descrição, anexos e comentários), o sistema faz cálculos e informa ao gestor a previsão de entrega – de pequenas tarefas a grandes projetos.

Precisa de um gerenciador de tarefas, para facilitar sua vida e ganhar vantagem competitiva? Quer substituir a planilha de horas por um sistema que estima a data de entrega das próximas tarefas? E que tal uma hierarquia configurada para eliminar demandas de pseudochefes? Com relatórios de tempo e custos disponíveis, o Runrun.it é o que você está procurando. Teste grátis: http://runrun.it

Você também pode gostar de ler:

vantagem competitiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>