Com a cabeça no lugar: dicas de técnicas para afastar o estresse

Com a cabeça no lugar: dicas de técnicas para afastar o estresse

Assim como nossos músculos, nossa mente precisa de doses balanceadas de esforço e descanso. Um cérebro produtivo deve ser desafiado regularmente, mas também deve ter intervalos periódicos para não se exaurir. Para tentar encontrar o ponto ideal entre o ócio intelectual e a estafa mental, hoje vamos falar um pouco sobre estresse no trabalho.

24 horas por dia de expediente

Você acorda, esfrega os olhos, levanta-se da cama e, antes de escovar os dentes, já está pensando em trabalho. E-mails para responder, reuniões para preparar, conferir metas, dar feedback aos funcionários… Se não tomarmos cuidado, o estresse no trabalho começa antes de entrarmos na empresa.

No entanto, apesar da conotação negativa que a palavra assumiu nos últimos anos, o estresse também pode ser um importante motivador para nosso desempenho. Assim como certos profissionais trabalham melhor com prazos apertados ou metas ousadas, desafiar nossa capacidade nos mantém alertas e produtivos. Mas é bom ressaltar: só até certo ponto.

De forma excessiva, a pressão pode causar ansiedade, depressão e outros males. O American Institute of Stress calcula que, hoje, cerca de 60% das consultas a um médico no país resultam de problemas e doenças ligados ao estresse no trabalho. Para os pacientes, isso gera queda na qualidade de vida. Para as empresas, alto índice de absenteísmo, rotatividade e queda na produtividade.

O ambiente hostil

A maioria dos líderes e gestores parece entender muito bem a primeira parte do processo – pressionar uma equipe pode conseguir ótimos resultados. No entanto, eles parecem ignorar o ponto em que esta pressão passa a comprometer o ambiente profissional. O gestor que souber identificar e controlar o estresse no trabalho conseguirá colher os frutos sem os malefícios.

Para orientar profissionais de todos os níveis hierárquicos a alcançar este ponto de equilíbrio, separamos três metodologias para controlar o estresse no trabalho. Falaremos sobre elas no próximo tópico. Mas, se você quiser saber mais, também recomendamos este texto sobre qualidade de vida no trabalho.

Breakout Principle

O primeiro método de controle do estresse no trabalho que vamos abordar é o Breakout Principle, ou Princípio de Ruptura. Herbert Benson, fundador do Mind/Body Medical Institute e professor da Harvard Medical School, descreve o processo nas seguintes etapas:

O profissional inicialmente se concentra em um problema ou tarefa até atingir o nível de estresse ideal para a máxima produtividade.

Após algum tempo, a mente começa a se cansar. Ao sentir este ponto de fadiga, o praticante do método deve interromper a o trabalho e fazer algo totalmente diferente. Uma pausa para o café, uma caminhada, brincar com o cachorro, tomar um banho…

Com este choque, a pessoa atinge a terceira etapa, onde o cérebro está mais tranquilo e focado, e a atenção e força de vontade voltam com tudo. A mente torna-se criativa e pronta a tomar decisões.

Finalmente, na última etapa, um novo “estado normal” é definido, em que o rendimento estimulado permanece, às vezes indefinidamente. Se necessário, repita o processo.

Mindfulness

A segunda forma de utilizar o estresse no trabalho a seu favor é o chamado Mindfulness, ou Atenção Plena. Na contracorrente do hábito moderno de “multitasking” ou multitarefas, a doutrina Mindfulness prega que evitemos ocupar nossa mente com dezenas de atividades e preocupações simultâneas. Ao focar em apenas uma tarefa por vez, nossa produtividade aumenta e a pressão contraproducente cai. Para praticar o mindfulness, aí vão algumas dicas:

Realize os exercícios por 10 minutos ao dia. Recomenda-se praticar pela manhã, mas você pode escolher qualquer hora do dia. Escolha um lugar confortável, silencioso e sem interrupções. Respire pausadamente, observando seus pensamentos com distanciamento e sem refletir sobre eles. Pense em cada parte do seu corpo, pés, pernas, mãos, braços, coluna, pescoço…

Evite ler e-mails no começo do dia. Esta é a hora de maior foco e criatividade. Aproveite este horário para atividades importantes e decisões estratégicas. Olhar seu e-mail o fará perder o foco e desperdiçar este potencial.
Desligue as notificações de e-mail ou mensageiros do celular. Essa suposta praticidade causa mais danos que benefícios. Em vez de reagir aos estímulos, consulte de forma ativa as mensagens a cada hora inteira, ou com a frequência realmente exigida pelo seu trabalho.

Chega de “multitasking”. Mantenha-se focado em uma única tarefa com todas as suas energias. Quando sentir que sua atenção está flutuando, isole-se mentalmente de estimulo externos até que você consiga voltar ao trabalho.
Faça “check ups” mentais regulares. A cada duas semanas, pare para conferir se sua disciplina em mindfulness está funcionando. Releia estas dicas. Converse com outros praticantes e reflita sobre o método e os resultados.

A metodologia mindfulness propõe que deixemos de fazer as coisas no “piloto automático”, mesmo que sejam tarefas rotineiras e simples. Estar mentalmente presente em cada situação é importante para a produtividade e valorização do tempo, assim como controle do estresse no trabalho. Para ler mais sobre como administrar o tempo no trabalho, leia este texto aqui.

Meditação

Nossa terceira dica é a técnica mais conhecida de combate ao estresse no trabalho: a meditação. Nascida na Índia, a prática conta com mais de 2500 anos de existência. Embora geralmente relacionada a um estilo de vida mais espiritual, beirando o religioso, a meditação recebeu recentemente o aval da medicina ocidental. Seus benefícios à saúde incluem redução de estresse, melhoria do sistema cardiovascular, combate à insônia, alívio da dor, reforço do sistema imunológico e aumento da concentração. Veja algumas maneiras de começar a praticar:

  • Encontre um local calmo. Pode ser um parque, ou mesmo uma sala mais tranquila dentro da própria empresa. Fique confortável.
  • Alongue-se antes de começar a prática e marque o tempo de meditação desejado em um alarme, algo entre 5 a 20 minutos.
  • Sente-se com a coluna reta, mas em uma posição confortável. Feche os olhos e respire lentamente, prestando bastante atenção na inspiração e expiração.
  • Tente não pensar em nada. É difícil, mas tente não se focar em nenhum pensamento. Para facilitar, repita mentalmente um mantra, uma palavra qualquer que o ajude a se guiar e não pensar em estímulos externos.
  • Tenha uma vida saudável. Tente associar a prática da meditação a uma alimentação balanceada e um sono reparador.
  • Pratique regularmente e reflita sobre seu progresso. A meditação é uma jornada, não um ato. Você vai perceber os benefícios aos poucos.
  • Se quiser, você pode baixar um aplicativo para seu smartphone para auxiliar na meditação. Embora novas opções surjam diariamente, hoje sugerimos o Headspace, o Calm e o Sattva, para iOS e Android.

Quer saber mais sobre meditação? Que tal ler este texto aqui do blog sobre meditação?

Deixe o estresse no trabalho para lá com ferramentas digitais

Mantenha a cabeça fria e a produtividade em alta deixando os processos simplificados com softwares de gestão. Para manter o estresse no trabalho em cheque, conte com Runrun.it.

Com tudo organizado automaticamente, as prioridades estabelecidas, o tempo bem utilizado e sua equipe visualizando claramente tarefas e objetivos, você e sua empresa atingem as metas com tranquilidade! Experimente grátis: http://runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>