Gestão estratégica: 5 Hábitos que podem torná-lo um CEO

Gestão estratégica: 5 Hábitos que podem torná-lo um CEO

Líderes de sucesso não conquistaram essas posições por acaso. Seus comportamentos, posicionamentos, gestão estratégica, ações e hábitos lhes garantiram o destaque. Se você pretende aumentar seu poder ou a influência em seu trabalho, que tal seguir algumas ações típicas desses líderes? Siga essas cinco dicas e dê um upgrade na sua carreira!

1. Concentre sua energia e atenção no que é necessário 

Você nunca se tornará um CEO se pensar que será promovido simplesmente por se dedicar a uma tarefa demandada para você. É importante mostrar aos outros que podem confiar em você, independentemente do que esteja fazendo. Aqueles que se tornam CEOs investem mais tempo em entender a razão de ser mais profunda da organização, descobrir uma nova iniciativa para ajudar a cumprir os objetivos da empresa e deixar aos que têm poder a tarefa de tirar esses objetivos do papel.

2. Crie e cultive a cultura da empresa

Um dos trabalhos mais importantes de um CEO é criar e cultivar a cultura da empresa. Se você quiser se tornar um CEO, é preciso entender como fazer isso. Então, pergunte a si mesmo: que tipo de pessoas chegam na frente? Que comportamentos levam alguém a ser demitido? Será que esses valores ajudam ou atrapalham no crescimento da empresa? A empresa implementou sistemas de avaliação e medição de desempenho de acordo com esses valores? Se você espera algum dia liderar uma empresa, em sua gestão estratégica pessoal, deve enxergar o que seu empregador atual faz bem e em que pontos poderia melhorar. E pensar o que e como faria de forma diferente se você fosse o chefe.

3. Remova os obstáculos que impedem os outros de ter sucesso

Isso significa que se concentrar unicamente em suas próprias necessidades irá dificultar sua ascensão interna. Para mostrar aos líderes da sua empresa que você tem potencial para um dia tornar-se CEO, comece a pensar sobre como você pode ajudar os outros a fazer seu trabalho de forma mais eficaz. Afinal de contas, um líder talentoso vai gastar tempo ouvindo os encarregados. Ao ouvir os outros, os líderes são capazes de descobrir quais obstáculos impedem o crescimento das pessoas. E vão usar seu poder para eliminar essas barreiras, transformando a empresa em um ótimo lugar para gente talentosa com novas ideias.

4. Desista do controle, mas mantenha a responsabilidade por sua equipe 

Um CEO deve motivar grupos de pessoas a trabalhar em equipe. Se o CEO foi subindo aos poucos dentro da empresa, durante sua ascensão foi responsável por muitos grupos, ainda que indiretamente. Para se manter no topo, é preciso desistir de algo que costuma amar: comandar as pessoas que fazem o trabalho e investir na gestão estratégica. Para se tornar um bom CEO, aprenda a abrir mão do controle – repasse responsabilidade aos outros. Diga-lhes que o seu papel é o de fornecer orientação e o deles é descobrir como chegar lá.

5. Se você não ama o que faz, desista 

O CEO deve reunir diferentes habilidades à medida que a empresa cresce. Pode ser fácil ver que um CEO em fase inicial precisa ser bom em vender ou criar um produto. Mas ele também deve se comunicar bem com as muitas partes interessadas e certificar-se de que a empresa segue normas e procedimentos. A parte mais difícil é ver se você se encaixa nas exigências da função de “CEO em evolução”. Para isso, existem questionamentos: o trabalho que você faz é fundamental para o sucesso da empresa? Você é a melhor pessoa para fazer esse trabalho? Você gosta do que faz? Se a resposta a qualquer destas perguntas é não, então encontre alguém para fazer o trabalho e procure outra coisa para fazer.

Líderes excepcionais também são capazes de aumentar a produtividade do seu time. Simplesmente por reconhecerem que tarefas burocráticas como enviar e-mails, reuniões de acompanhamento e preencher planilhas de horas podem ser substituídas por um software de gestão. Saiba como funciona e experimente grátis o Runrun.it, adotado em mais de 100 mil empresas do mundo: http://runrun.it
04

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>