Matriz SWOT, ou FOFA, para analisar e tomar decisões precisas

Matriz SWOT, ou FOFA, para analisar e tomar decisões precisas

Uma matriz, ou análise SWOT, tem como objetivo analisar as Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças de uma empresa, levando em consideração fatores internos e externos, assim como o macro e o micro ambiente. A sigla SWOT vem do inglês Strengths, Weaknesses, Opportunities, and Threats.

Veja o que você vai encontrar neste artigo sobre matriz SWOT:

 

A análise SWOT consiste em uma análise aprofundada e detalhada da situação da empresa, para ajudar tomar decisões. O principal objetivo é dar um diagnóstico estratégico que deve prever e prevenir condições negativas, além de firmar diretrizes que façam o empreendimento se diferenciar. Isto porque combina fatores externos (as forças e as fraquezas) aos externos (as oportunidades e as ameaças).

Por exemplo, imagine a seguinte situação: você está insatisfeito com a performance da sua equipe e cogita rever seus processos de trabalho – e até implementar uma nova estratégia. Em casos mais extremos, renovar a equipe. O mais provável é que você avalie os prós e os contras dessa iniciativa, verificando o que ela tem de bom e de ruim. Somente após essa cuidadosa análise você acabará por seguir adiante – ou não. Se você já viveu algo assim, provavelmente tem familiaridade com o assunto de que trataremos aqui.

Uma outra aplicação da análise SWOT é justamente o entendimento do seu posicionamento do mercado, ainda mais em relação aos concorrentes. Isso porque fica claro nas ameaças e fraquezas o que outras empresas do mesmo segmento tem, assim como quais são os seus pontos de destaque em relação a eles, nas oportunidades e forças.

O que é matriz SWOT?

 

A sigla SWOT se refere a:

  • S, stregths, as forças;
  • W, weakenesses, as fraquezas;
  • O, opportunities, as oportunidades;
  • T, threats, as ameaças.
 

No Brasil, a análise SWOT é conhecida como matriz FOFA (F de forças, O de oportunidades, F de fraquezas e A de ameaças). Simpático, não? Agora, falando sério: se você precisa colocar mais gás em suas entregas e ainda não conhece a metodologia, está perdendo uma ferramenta de gestão fundamental.

Apesar de ser um termo muito conhecido no meio corporativo, você pode aplicá-la até na sua vida pessoal, seja para comprar um imóvel ou decidir trocar de emprego ou não.

>> Leitura recomendada: O que temos a aprender sobre as crises de 1929 e 2008

Onde utilizar a matriz SWOT? 

A matriz SWOT é usada como base para a gestão, ainda mais se você está pensando no planejamento e na definição de estratégias para o próximo ano. Isso porque essa é uma maneira prática e visual de enxergar o cenário atual da sua empresa, quais são as oportunidades que podem ser exploradas e quais ameaças devem ser controladas. 

Dessa forma, vale a pena revisar alguns pontos da sua matriz SWOT, garantindo que essas informações estejam 100% atualizadas, para serem  incluídas no plano. 

Se quiser saber mais sobre como elaborar um planejamento estratégico eficiente, o nosso CEO, Antonio Carlos Soares, preparou um Webinar com dicas preciosas sobre o assunto:

Como fazer uma matriz SWOT?

  1. 1. Escolha o seu objeto de análise 

    O primeiro passo para você começar a montar a sua análise SWOT é escolher um tema, ou uma demanda específica, que será analisada. Por exemplo, você pode escolher analisar os efeitos de uma mudança de estratégia, reestruturação do time de uma determinada área, ou o posicionamento da sua marca no mercado. 

  2. 2. Defina forças e fraquezas

    Agora que você já sabe o que vai analisar, defina quais são os pontos fracos e fortes. Ou seja, descubra quais são as forças: novos profissionais, ar renovado, novas perspectivas de expor seus esforços dentro da empresa, algo que só você oferece no mercado, etc. 

    É nesse momento que você lista todos os recursos que dispõe, o que de melhor pode ser oferecido, e quais resultados podem ser melhores. 

    Em seguida, você deve entender quais são as fraquezas: o tempo de amadurecimento de novos funcionários, aceitação de novos processos, pontos em que os concorrentes são melhores, demora na apresentação dos resultados, e por aí vai. Tudo aquilo que pode prejudicar o cenário que você está analisando. 

    É importante ressaltar que esse é o momento para você analisar o micro ambiente interno, ou seja, olhar para a sua empresa e levar em consideração apenas as variáveis que estão no seu controle. 

  3. 3. Análise ameaças e oportunidades

    Chegou o momento de verificar o ambiente externo. Ou seja, tudo aquilo que você não consegue controlar. 

    Nesse quesito, são observadas as oportunidades – novos olhares para os processos que já existem, experiências, tendências em surgimento, novas necessidades, ampliação da marca, expansão da equipe, etc. Ou seja, tudo o que pode gerar reconhecimento e valor para o seu trabalho e o da nova equipe.
     
    As ameaças também devem aparecer no seu radar. Você deve atentar para todos os perigos que o cenário pode apresentar, como o concorrente antenado às suas mudanças, tendências não significam sucesso, queda na qualidade das entregas, mudança de KPIs… enfim, tudo o que puder afetar negativamente a receita ou a imagem da sua nova área.

    Além disso, é importante levar em consideração fatores políticos e socioeconômicos, já que essas são variáveis que pertencem ao ambiente externo, que você não pode controlar, mas que podem ter um impacto direto no seu posicionamento de marca, por exemplo, o que pode ser importante para um eventual planejamento de gerenciamento de crise. 

  4. 4. Colocando a matriz SWOT na prática 

    Uma das principais vantagens da análise SWOT é que você consigue enxergar as principais informações de um cenário, para analisá-las com mais precisão, sem deixar de considerar fatores importantes no processo. 

    Por isso, chegou a hora de refletir sobre as informações coletadas e montar uma decisão favorável. 

    Uma dica é listar todos os pontos levantados em um quadrante, separado nesses quatro aspectos. Depois, dê uma nota de prioridade para cada item, seguindo o critério de sua preferência, e classifique cada item da lista de cinco (excelente) a um (fraco). Multiplique a nota de prioridade pela classificação, e logo você obterá um valor x sobre aquele item final. Isso te dará uma visão ampliada sobre onde focar esforços.

>> Leitura recomendada: Baixe aqui um modelo de SWOT e outras ferramentas de gestão

Matriz SWOT na prática

A análise SWOT ganha ainda mais importância em tempos turbulentos como os atuais. Porque é quando o cenário externo fica mais agitado, com ameaças ganhando dimensão. Assim, você precisa avaliar com todo cuidado possível todos os passos que está prestes a dar, para que não se veja engolido por algum risco não previsto.

Com ela, você vai conseguir entender se a sua ideia inovadora não passa de uma bobagem mirabolante – antes de colocá-la em prática e sujar sua reputação profissional. Assim, ganhará confiança, segurança e força para lidar com os imprevistos e situações desafiadoras que certamente virão.

FAQ sobre matriz SWOT

O que é matriz SWOT? 

Uma matriz, ou análise SWOT, analisa as Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças de uma empresa, levando em consideração fatores internos e externos, assim como o macro e o micro ambiente. 

O que significa SWOT? 

SWOT vem do inglês e significa Strengths, Weaknesses, Opportunities e Threats.

O que significa FOFA? 

FOFA nada mais é do que a tradução de SWOT para o português: Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças. 

Como fazer uma a matriz SWOT? 

Você pode utilizar a matriz swot para analisar um cenário específico da sua empresa, entender o seu posicionamento de marca, as possíveis consequências de uma mudança de estratégia, entre outros cenários. 

Como montar uma matriz SWOT? 

Liste todos os pontos levantados em um quadrante, separando os quatro aspectos fundamentais. Depois, dê uma nota de prioridade para cada item, seguindo o critério de sua preferência, e classifique cada item da lista de cinco (excelente) a um (fraco). Multiplique a nota de prioridade pela classificação, e logo você obterá um valor x sobre aquele item final. Isso te dará uma visão ampliada sobre onde focar esforços.

Realizou a análise SWOT? É hora de organizar a gestão

A matriz SWOT deve ser um dos primeiros passos de qualquer ideia – seja ela um novo empreendimento ou uma tentativa de guinada profissional. E depois da ideia ter saído do papel, você vai precisar organizar os projetos relacionados a ela. Sem isso, aquelas oportunidades e forças que você identificou podem simplesmente não dar em nada.

O Runrun.it é uma ferramenta indicada para organizar todas as demandas do negócio. Através da visão do todo proporcionada pela plataforma, vai ficar mais fácil para você identificar os seus gargalos – que podem ser uma ameaça – assim como as suas forças. Além disso, você também terá acesso a dashboards e relatórios gerenciais para analisar em tempo real seus resultados. Faça o teste grátis: http://runrun.it

matriz swot

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>