RR Hacks

As piores práticas com o Runrun.it – não caia nessa roubada

Ao escolher o Runrun.it para ser a ferramenta de gestão da sua empresa, o ideal é que você saiba como funciona cada recurso do software e oriente sua equipe sobre a melhor maneira de usá-lo. Se precisar de ajuda, basta acessar nossa seção de cursos ou nosso site de suporte. E as RR Hacks de hoje são para garantir que você não está fazendo mau uso do sistema, cometendo injustiças com a equipe e impedindo que sua empresa seja mais produtiva. Confira 5 atitudes que você NÃO deve tomar:

1. Usar o Runrun.it como uma simples lista de tarefas

Nunca se esqueça de que um dos recursos mais poderosos do Runrun.it é gerar relatórios de tempo e custos, e isto só acontece quando as tarefas, mais do que listadas e agendadas, são trabalhadas. Sem dar o play/pause nas tarefas, ou mesmo corrigir o tempo gasto nelas, jamais será possível calcular nem quando os projetos e tarefas serão entregues de verdade nem quanto custaram. Sem contar que se torna muito mais difícil conhecer a disponibilidade de cada colaborador e identificar e eliminar gargalos no fluxo de trabalho.

2. Comparar RR-Ratings de profissionais com cargos diferentes

Refrescando a memória: o RR-Rating é a nota que o Runrun.it atribui a cada profissional conforme um peso configurado pelo administrador da conta em relação ao número de tarefas em que o usuário esteve envolvido, tarefas entregues, entregues dentro do prazo, reabertas, entre outros aspectos. Portanto, só faz sentido comparar as notas de profissionais da mesma área, que executam tarefas parecidas. Com o RR-Rating, você tem como saber quem deve recompensar e com quem conversar sobre um desempenho aquém do satisfatório.

3. Deixar de configurar jornadas de trabalho flexíveis

O Runrun.it é uma ferramenta pensada por quem conhece as diferentes rotinas dos profissionais e, por isso, permite configurar uma jornada de trabalho específica para cada dia da semana, para cada profissional. Afinal, é fundamental que seus colaboradores possam trabalhar em suas melhores condições de hora (e de lugar, como home office), sem ter sua produtividade comprometida ou mensurada de forma incorreta. Percebeu que precisa rever a jornada de trabalho de alguém? Acesse Administrar > Usuários > Jornada. Caso ainda exista algum descompasso de tempo, é sempre possível ajustar o tempo manualmente na opção Tempo do menu lateral. Apesar de não ser o mais indicado.

4. Ajustar todo o tempo manualmente

Se existe algo ultrapassado, que sua equipe não precisa mais usar, é uma planilha de hora. O Runrun.it existe para poupar esse trabalho burocrático, muitas vezes arbitrário, de preencher o tempo gasto em cada tarefa. Adicionar e subtrair tempo é possível e isso serve para corrigir distrações, caso você tenha se esquecido de pausar ou iniciar uma tarefa. Não deixe que isso vire rotina. Quando um profissional ajusta suas horas manualmente, pode errar na conta e, assim, comprometer a real medição da sua produtividade.

5. Usar a ferramenta como método de coerção

Que tipo de líder pode ser uma inspiração ameaçando para conseguir um bom rendimento dos colaboradores? Use o Runrun.it para que todos conheçam suas prioridades e ganhem tempo para produzir mais. No entanto, não elimine o diálogo, já que agora você pode se comunicar através das tarefas, nem faça uma análise fria dos dados. O sistema oferece números que devem ser interpretados pelo gestor – e esta responsabilidade não pode ser automatizada. O que sucede a interpretação dos dados é justamente dialogar com os colaboradores e encorajá-los, sobretudo em tempos de crise.

Você também pode gostar de ler:

Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo

    Ao assinar a newsletter, declaro que conheço a Política de Privacidade e autorizo a utilização das minhas informações.

    Compartilhe!

    Assine nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo