70 termos de marketing para você conhecer e aplicar

70 termos de marketing para você conhecer e aplicar

Os métodos de marketing despertam o interesse das pessoas que desejam saber como e quando se comunicar de maneira estratégica. E para conhecer esse segmento a fundo, é importante conhecer os termos de marketing

Para facilitar a sua compreensão e imersão nesse universo tão rico e plural, preparamos um guia com 70 termos de marketing que vão te ajudar a produzir conteúdos e campanhas com maior propriedade, gerando resultados assertivos para o seu negócio. 

 

Práticas e metodologias de marketing 

A primeira categoria do nosso glossário de termos de marketing é focada nos conceitos e métodos que envolvem todo o planejamento, e estratégias que serão executadas para que a sua agência, empresa ou negócio tenha total domínio sobre as ações desenvolvidas. 

1 – Inbound Marketing: Esse conjunto conquista e estabelece uma relação com os clientes com seus conteúdos, que trazem conhecimentos valiosos para a resolução de problemas. 

2 – Marketing de Conteúdo: Consiste no processo de planejar, desenvolver, publicar e compartilhar conteúdos valiosos que auxiliam o público e aumentam a autoridade da marca nos segmentos de atuação. 

3 – Marketing 5.0: Termo de marketing bastante recente, criado por Philip Kotler, autor que é referência na área. O marketing 5.0 estabelece uma nova fase na comunicação, com a sinergia da automação tecnológica e criatividade humana. 

4 – Marketing Digital: Envolve todas as ações organizadas na internet, utilizando as tecnologias disponíveis para levar adiante suas mensagens e comercialização de serviços e produtos.

5 – Outbound Marketing: Usando a publicidade, propaganda e a mídia paga ao seu favor, o outbound marketing é mais ativo em ofertar seus produtos e serviços de maneira bem direta. 

6 – Automação de Marketing: Bastante associado à implementação dos robôs na área, o termo automação de marketing se refere a todas as atividades de atração, nutrição e conversão de marketing em que são utilizadas ferramentas para tornar os processos de marketing automáticos. 

7- Mídia Paga: É toda a produção de conteúdo que envolve um investimento financeiro para obter os resultados planejados. Com esses anúncios, as marcas têm mais alcance, engajamento, conversões e aumento da base de clientes. 

8 – Endomarketing: Esse conceito abrange as ações de marketing voltadas para os profissionais internos da empresa. Entre as atividades realizadas está o fortalecimento do engajamento e a coalizão dos colaboradores em torno dos objetivos da marca. 

9 – Growth Marketing: Modalidade do marketing tradicional, que surgiu para suprir as necessidades da transformação digital. Nela, os profissionais seguem uma rotina de experimentos e análises com o objetivo de atrair leads qualificados pelo menor custo de aquisição e com o maior lifetime value (LTV). 

10 – SEO (Search Engine Optimization): Bem famoso, o SEO diz respeito à otimização dos mecanismos de busca, ou seja, uma série de práticas que aperfeiçoam os conteúdos orgânicos, principalmente de blogs, para que eles fiquem bem posicionados nas páginas de pesquisa. 

11 – SEM (Search Engine Marketing): Traduzindo, esse termo significa Marketing de Mecanismos de Buscas. É um grupo de estratégias que tem a intenção de promover um site nos buscadores como Google e Bing.

Sua diferença para o SEO é que essa estratégia envolve mídia paga e por isso apresenta resultados mais imediatos. 

12 – Earned Media: Mais conhecido como mídia ganha, esse termo de marketing abrange toda a veiculação de informações sobre sua marca, produtos e serviços feita por outros canais de comunicação, como imprensa, clientes e comunidades de forma orgânica, ou seja sem mídia paga. 

13 – Data Driven Marketing: Em bom português, trata-se do marketing guiado por dados. Basicamente, o data-driven marketing se apropria de informações coletadas por ferramentas de automação ou entrevistas com o cliente, como preferências e comportamentos para deixar a experiência do consumidor ainda mais personalizada. 

14 – ABM: O Account-Based Marketing (ABM) é uma estratégia de marketing focada em atrair contas que combinam com o seu produto ou serviço. É uma prática que gera um menor nível de leads, mas com alta qualificação, aumentando as probabilidades de conversão. 

15 – Agile Marketing: Fruto da gestão ágil, é uma metodologia de gestão de projetos acelerada e com objetivos nítidos. 

No Agile Marketing, o projeto é dividido em pequenas tarefas: as equipes identificam cada etapa do processo e concentram seus esforços na execução delas com qualidade e objetividade até que o processo seja concluído. 

A cada entrega, os impactos do projeto são avaliados e melhorias são implementadas nos próximos ciclos, reduzindo as falhas. Conheça mais detalhes dessa estratégia no webinar com AC Soares, CEO do Runrun.it 

16 – Marketing de Influência: Utilizado no marketing digital, o influencer marketing consiste na inclusão de produtores de conteúdo conectados com o público-alvo em campanhas que visam conquistar e engajar novos clientes. 

17 – Remarketing: Como o nome deste termo de marketing indica, o remarketing é uma técnica que reexibe conteúdos para usuários que já acessaram os sites ou conteúdos da marca. 

As listas de remarketing para a audiência desejada são criadas por meio da inclusão de códigos no site, disponibilizado por plataformas como Google e Facebook Ads. 

18 – Martech: Fusão dos termos marketing e technology, o martech usa tecnologias disruptivas para estruturar, divulgar e oferecer produtos e serviços aos consumidores.

19 – Benchmarking: É um processo de pesquisa que analisa os concorrentes, em busca de referências bem sucedidas realizadas por empresas que são destaque em seus respectivos setores de atuação. 

A partir dessa busca, são desenvolvidas ideias e adaptações que podem ser aplicadas ou aprimoradas para a marca. 

20 – OKR: Trata-se da abreviação de Objectives and Key Results ou Objetivos e Resultados-chave. O OKR é um sistema de gestão que promove alinhamento e engajamento em torno das metas de marketing que devem ser conquistadas a curto prazo. 

21 – CMO (Chief Marketing Officer): Essa abreviação é equivalente a um profissional que ocupa um cargo de direção/coordenação do setor de marketing, sendo responsável pela elaboração do planejamento das atividades, gerenciamento de processos e equipes da área. 

22 – Co-marketing: Essa ação se estabelece a partir da parceria entre duas companhias ou mais na produção de um material ou evento em comum, nos quais os leads conquistados são compartilhados com ambas as organizações. 

23 – Branding: Esse termo de marketing deriva da palavra brand, que pode ser traduzida como marca. O objetivo desse tipo de estratégia é reforçar a forma com que a sua companhia deseja ser vista e reconhecida, tanto pelo público quanto pelo mercado, enfatizando os valores criados e seguidos pela empresa. 

Elementos e ações do Marketing 

O mundo do marketing é repleto de expressões e jargões particulares, que são aplicados para conduzir os processos e atividades de maneira prática e intuitiva, fazendo com que os profissionais envolvidos nesse meio entendam com o objetivo de suas ações. 

24 – Persona: É a personificação das características de um cliente ideal para o seu negócio. A partir de pesquisas de mercados e entrevistas com consumidores, é criado uma identidade que representa os hábitos, gostos e potencial aquisitivo de pessoas que a empresa deseja atrair para a sua base. 

25 – Lead: Todos os potenciais clientes que almejam adquirir ou consumir o que é produzido por sua empresa. Possuem diferentes fases de interesse e por isso são distribuídos no funil de vendas.

26 – Funil de vendas: Representado por uma pirâmide invertida, mostra os estágios dos clientes na jornada de compra. São eles: 

  • O topo, que marca as pessoas que ainda estão distantes da conversão, logo recebem conteúdos introdutórios que tem o objetivo de transformar o visitante em um potencial lead. 
  • O meio, indicando a presença do consumidor em uma etapa intermediária. Os materiais direcionados a essa fase tem um enfoque no relacionamento e na geração de confiança na marca. 
  • O fundo, mostrando que o cliente está propenso a adquirir o serviço ou produto oferecido. Aqui a comunicação é mais direta, mostrando os reais benefícios da aquisição. 
Imagem representando o funil de vendas, um dos termos de marketing
 

27 – CTA (Call To Action): A chamada para ação é um dos recursos mais utilizados, em diferentes formatos de conteúdos, para convidar as pessoas a curtirem, se inscreverem, acessarem ou realizarem outras ações. 

28 – Link Building: Trata-se da troca orgânica ou patrocinada de backlinks (links internos) dentro de blogs, sites e portais de empresas parceiras ou que se comunicam com uma base similar de clientes. 

29 – Algoritmo: Os algoritmos no marketing podem ser explicados como uma sequência de códigos que instruem os dispositivos e ferramentas a realizarem determinadas funções. 

Os algoritmos condicionam os resultados de buscas no Google, a visualização dos conteúdos nas redes sociais e assim por diante. 

De tempos em tempos, os algoritmos são atualizados a partir do comportamento do usuário nesses portais, aprimorando a experiência de entrega. 

30 – Nutrição:  Diz respeito ao ato de construir e manter um relacionamento com o público interessado no que a sua empresa oferece. A nutrição de leads acontece em diferentes etapas do funil, sempre trazendo conteúdos que podem despertar o desejo dos potenciais clientes. 

31 – Conversão: Como o nome do termo de marketing indica, é o momento em que o lead realiza a ação indicada pelo conteúdo ou anúncio, como a compra, a assinatura ou mesmo o acesso de um material. 

32- Keywords: As palavras-chave sintetizam qual é o tema principal de um conteúdo. A partir delas, é que são aplicadas as técnicas de SEO/SEM para otimizar o posicionamento desses textos nas páginas de busca. 

Da mesma maneira, as keywords também são o termo de marketing utilizado para simbolizar as palavras pesquisadas pelos usuários no Google. 

33 – Short e Long Tail: Os termos cauda curta e cauda curta são ligados ao tamanho das palavras-chave utilizadas para ranquear um texto ou determinado conteúdo nas páginas de pesquisa. 

Por exemplo, enquanto softwares de gestão é considerado uma short tail, softwares de gestão para marketing representa uma versão long tail. 

34 – Hiperlink: São palavras-chave que recebem uma marcação dentro de um texto sobre um assunto relacionado ou não. Esses trechos possuem um link interno que após o clique, direcionam o usuário para outra página focada no termo destacado. 

Formatos e ferramentas de marketing 

Para colocar os objetivos do planejamento de marketing em prática, é preciso contar com plataformas, mecanismos e formatos específicos de criação e distribuição dos conteúdos. 

35 – Landing Page: São páginas de “aterrissagem”, destinadas à conversão dos usuários. O objetivo delas dentro do marketing é fazer com que os visitantes acessem/baixem um conteúdo valioso ou adquiram um serviço/produto. 

36 – Blog: Relevantes desde os primórdios da internet, os blogs hoje são um meio de comunicação muito utilizado corporativamente para compartilhar informações importantes para o público, sendo porta de entrada para novos leads. 

Porém, hoje é muito popular no ambiente corporativo, pois o blog é um dos pilares fundamentais do marketing de conteúdo. Por meio dele é possível criar e divulgar materiais que aparecem nos mecanismos de buscas, geram tráfego e convertem.

37 – Materiais Ricos: É um conjunto de materiais que são capazes de aprofundar o conhecimento das pessoas, auxiliando na execução de tarefas cotidianas ou indicando ferramentas e procedimentos para tornar a vida dos clientes mais fácil, seja no âmbito profissional ou pessoal. 

Como exemplo de materiais ricos podemos citar os ebooks, infográficos, white papers, webinars, cartilhas, entre outros formatos. 

38 – E-mail Marketing: São conteúdos de marketing enviados para os contatos interessados nos assuntos veiculados por sua marca. Podem conter materiais ricos, convites para eventos, textos relevantes do blog, ofertas e demais conteúdos. 

39 – Newsletter: Correspondem a um tipo de boletim informativo, que traz atualizações importantes acerca do nicho de mercado, novidades da marca, materiais ricos e ofertas no formato de e-mail marketing. 

40 – Mailing List: É uma lista de contatos de e-mail, usadas para envios segmentados de  diferentes nichos de mercado. Existem diferentes tipos de mailing lists, sendo os mais tradicionais focados em veículos e profissionais de imprensa. 

41 – Testes A/B: São maneiras de realizar comparações entre materiais com o mesmo formato, na intenção de saber qual das opções performa melhor. 

Como exemplo podemos mencionar diferentes assuntos para um e-mail marketing, imagens e cores diferentes para Landing Pages e assim por diante. 

42 – Ebook: São arquivos/livros disponibilizados online que condensam conteúdos profundos e relacionados com a atuação da marca. Os ebooks muitas vezes funcionam como um mini tutorial ou manual sobre determinados assuntos, contextualizando o público ou mesmo oferecendo instruções valiosas para a realização de tarefas profissionais. 

43 – White Paper: São documentos mais aprofundados que os ebooks, pois exploram detalhes de pesquisas e relatórios com maior embasamento técnico. Por possuírem esse perfil similar a um guia, tem alto poder de conversão de leads que estão no meio e fundo de funil. 

44 – Webinar: Como palestras, os webinars são vídeos que apresentam novas ideias, conceitos ou dicas para os espectadores. Por promover a interação com os usuários, é um formato muito indicado para a conversão de leads. 

Plataformas e sistemas de marketing

45 – Mídias Sociais: São canais utilizados para veicular e compartilhar campanhas e informações para os clientes que fazem parte dessas redes sociais. Entre as mídias sociais mais relevantes para o marketing podemos citar YouTube, Instagram, Facebook, Twitter e mais recentemente, Tik Tok. 

46 – SLA (Service Level Agreement): É um contrato que formaliza serviços de marketing que serão realizados, os compromissos firmados por ambas as partes, os prazos para atendimento de demandas e demais detalhes que são fundamentais em um pacto comercial.

47 – API (Application Programming Interface): Termo de marketing que significa interface de programação de aplicativos, é uma série de códigos que possibilita a integração entre aplicativos e plataformas, fazendo com que eles utilizem funções ou sistemas de outro software.

48 – Google Search Console: Antes conhecido como Google Webmaster Tools, o Search Console é um serviço disponibilizado pela Google para auxiliar as equipes de marketing a monitorar, indexar, manter e solucionar problemas da presença de sites gerenciados nas páginas de pesquisa. 

49 – CRM (Customer Relationship Management): Trata-se de um sistema de gestão que agrega todas as informações mais importantes dos consumidores, desde os dados pessoais ao histórico de ações dentro do marketing. 

Termos que são métricas de marketing 

Geralmente representadas por siglas na língua inglesa, as métricas de marketing nos oferecem um panorama real do desempenho das campanhas e ações realizadas. A partir dessa interpretação dos dados, é possível tirar conclusões qualitativas que vão embasar as futuras tomadas de decisões, deixando os objetivos e metas cada vez mais assertivos. 

Então, vamos conhecer mais sobre esse grupo dos termos de marketing? 

50 – KPI (Key Performance Indicators): Os Indicadores-chave de Desempenho são usados para medir os resultados e a eficiência das estratégias de marketing. 

Por meio deles, é possível entender o sucesso e a relevância dos processos atuais e saber quais caminhos futuros a empresa deve tomar para manter ou recuperar o nível de crescimento. 

51 – CAC (Custo de Aquisição por Cliente): Indicador fundamental para todas as campanhas de marketing, o CAC é um cálculo que mostra qual é o valor investido pelas empresas para adquirir seus consumidores. Tem o objetivo de auxiliar a definir um orçamento das estratégias e evitar gastos excessivos. 

52 – LTV (Lifetime Value): Outro termo de marketing decorrente da língua inglesa, o LTV é traduzido como valor vitalício do cliente. Em suma, é uma previsão do lucro que é atribuído ao longo de todo o período em que o consumidor utiliza o serviço ou produto oferecido. 

53 – CPC (Custo por Clique): É um formato de cobrança pelos anúncios realizados. Nesse modelo, o anunciante é cobrado por cliques efetuados por usuários nas ofertas e conteúdos patrocinados. Para realizar esse cálculo, é só dividir o total gasto pelo número de cliques recebidos pelo anúncio.

54 – CPM (Custo por mil impressões): Outro modelo de pagamento por conteúdos patrocinados. Nesse formato, a empresa efetua o pagamento da campanha de marketing por cada vez que a mídia alcançar mil impressões. 

55 – CPA (Custo por ação): Assim como o CPC e CPM, trata-se de um método de pagamento de mídia patrocinada. Nesse caso, a empresa calcula a quantidade de ações realizadas dentro do conteúdo (inscrições, downloads, preenchimento de formulários, etc). 

56 – CTR (Click Through Rate): É a métrica que mostra a proporção de usuários que clicam nos links a anúncios de marketing digital. Para calcular esse indicador, basta dividir o número de cliques pelo volume de visualizações.

57 – CRO (Conversion Rate Optimization): Em português, esse termo de marketing significa Otimização da Taxa de Conversão. Essa métrica serve como estratégia para aprimorar os elementos que impactam na conversão e navegação do site, trazendo como retorno a melhora da experiência do usuário e o aumento das vendas.  

58 – Métricas de Vaidade: São uma série de números e indicadores que costumam ser expressivos, como a quantidade curtidas e seguidores nas redes sociais, mas que não são exatamente sinônimo de qualidade. 

59 – ROI (Return On Investment): A taxa de retorno sobre o investimento representa para o marketing um entendimento se os valores alocados em campanhas e publicidades estão fazendo o efeito esperado ou não. 

60 – Bounce Rate: São taxas de rejeição, capazes de mensurar os indicadores de um conteúdo. Se aplicam quando os usuários entram e saem rapidamente de uma página, realizam descadastro, ou não interagem com a mensagem oferecida. Por isso, quanto menores elas forem, melhor para a sua estratégia. 

61 – Lead Scoring: Podemos entender o lead scoring como um ranking, no qual as ações feitas pelos potenciais clientes rendem pontos para que as equipes de marketing entendam quais deles são mais qualificados e propensos a fechar negócio. 

Processos de marketing no Runrun.it 

Ter um software de gestão como o Runrun.it é fundamental para que as equipes de marketing fiquem alinhadas, definam fluxos de trabalho ágeis e inteligentes, colaborem com outros times e analisem os resultados obtidos. 

Na nossa ferramenta, existem diferentes termos e recursos que podem ser aplicados ao marketing, como você confere a seguir. 

62 – Kanban: Bastante utilizado por equipes ágeis, o kanban é um framework muito útil para o marketing, já que traz uma visão intuitiva e organizada das tarefas, facilitando o acompanhamento e a distribuição de demandas. 

63 – Workflow: Em tradução literal, o workflow significa o fluxo de trabalho. Nada mais é que um conjunto de técnicas que organizam e sequenciam os processos de marketing, deixando a realização do trabalho mais clara e produtiva. 

64 – Gantt: Usado no gerenciamento e execução de projetos, inclusive para marketing, o gráfico de Gantt promove a visualização das atividades que precisam ser feitas, a duração deles e o índice de capacidade de cada envolvido, permitindo uma distribuição de funções mais equilibrada.

65 – Lead Time: Esse termo de marketing é referente ao tempo que uma tarefa levará para ser executada e entregue por seus responsáveis. 

O lead time pode ser contabilizado por meio do timesheet automático, que mensura o tempo investido em cada etapa da jornada de trabalho. 

66 – Timesheet automático: É o sistema de acompanhamento de horas trabalhadas em cada atividade, em um projeto ou na rotina de trabalho por cada colaborador. No Runrun.it, é representado pelo play na tarefa e leva inúmeras vantagens para os profissionais de marketing. 

Formulários: São compostos por campos de perguntas cujo objetivo é coletar dados importantes do lead para conversão e retenção. 

Modelos de formulários como os do Runrun.it podem ser personalizados para o marketing, pois agilizam a solicitação de demandas, centralizam as tarefas e tornam o workflow mais dinâmico e eficiente. 

67 – Briefing: Também chamado de descrição, escopo ou resumo do projeto, o briefing é feito para facilitar o entendimento das demandas dos clientes e a posterior divisão de etapas e responsabilidades dos projetos. 

Com ele, os gestores e demais profissionais de marketing conseguem coletar, analisar e sintetizar os requisitos dos clientes com detalhes e de maneira centralizada. 

Quer baixar um modelo de briefing ideal para o marketing? Acesse o formulário e garanta o seu! 

 

68 – Backlog: É uma lista que contém breves descrições de todas as ações desejadas para uma campanha ou tarefa específica, que ainda não está em execução. 

No Runrun.it, o Backlog está representado na coluna inicial do kanban, mostrando as atividades planejadas que ainda não foram iniciadas. 

69 – Tasks: Bem familiares, as tarefas são atividades necessárias para a conclusão e entrega dos projetos de marketing. Dentro da área, elas são variadas, como criação de textos, imagens, configuração de anúncios, planejamento de campanhas e outras atribuições. 

As tarefas são peças fundamentais para você gerenciar as ações de marketing com o Runrun.it, já que dentro delas você consegue preencher todos os detalhes e passos importantes para o fluxo de trabalho em um lugar só. 

70 – Cronograma Online: Uma ferramenta que coloca na mesma página todas as informações de capacidade da equipe, prazos, volume de tarefas de marketing, responsáveis e muito mais para que o gestor de projetos tome as melhores decisões em alguns cliques. 

Com o Runrun.it, os profissionais de marketing conseguem desenvolver um cronograma online interativo, acompanhando a evolução das entregas, definindo prazos, organizando processos de maneira clara e personalizando o fluxo de trabalho. 

Crie sua conta gratuitamente para conhecer todas as possibilidades para o marketing: https://runrun.it/ 

termos de marketing” width=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>