Uma bússola para seus negócios: Como a cultura organizacional pode ser o norte para sua empresa

Uma bússola para seus negócios: Como a cultura organizacional pode ser o norte para sua empresa

Seus colaboradores sabem dizer quais são a missão, visão e valores de sua empresa? Mais importante ainda, você sabe? A satisfação de vender de uma empresa, assim como a satisfação de comprar de um cliente, está muito mais ligada a uma experiência ampla que a simples troca de dinheiro. Uma empresa consegue o máximo desempenho de seu capital humano quando há um objetivo claro do que ela representa, acredita ou busca.

Se você concorda que toda empresa deve ter um propósito, vai gostar de ler este texto aqui.

Os três pilares

Missão, visão e valores são os pilares essenciais na construção da cultura de sua empresa e fortalecimento do capital humano. Os três conceitos são interligados e muitas vezes podem ser confundidos. Então, é importante entendermos bem suas definições. Com estes pontos bem estabelecidos, o comportamento de seus colaboradores pode ser direcionado e sua empresa pode se diferenciar das concorrentes.

Vamos falar sobre capital humano? Neste texto, você encontra mais sobre o assunto.

Você pode aplicar os três pilares em empresas de grande porte ou mesmo em pequenos negócios, se possível logo no começo das operações. Se você é o gestor de uma empresa em que ainda não existe um conjunto de missão, visão e valores, não se desespere. Sempre é tempo de consolidar estas ideias.

E muitas empresas chegam até mesmo a mudar esses pilares durante sua existência, conforme a evolução do mercado ou detecção de inadequações.

Missão: O que a empresa é?

Comecemos pelo primeiro conceito. A missão é a expressão resumida do propósito da organização. É a finalidade de sua existência, o motivo pela qual foi criada. A missão define a identidade da empresa e geralmente permanece igual ao longo do tempo.

Lembre-se, toda empresa quer ganhar dinheiro, isso não é uma missão. Sua missão deve ser algo que o diferencie dos outros, mas de forma sucinta e direta, e que se aplique no presente. Ela serve para orientar – e sobretudo para inspirar – os profissionais a enxergar o todo de seu trabalho e produzir de forma sinérgica. Por exemplo, esta é a missão da Nestlé:

“Oferecer ao consumidor brasileiro produtos reconhecidamente líderes em qualidade e valor nutritivo, que contribuam para uma alimentação mais saudável e agradável, gerando sempre oportunidades de negócios para a empresa e valor compartilhado com a sociedade brasileira.”

Visão: O que a empresa quer ser?

Da mesma forma que a missão, você deve ser objetivo e direto na hora de compor a visão de sua empresa. A visão se refere a um objetivo almejado pela empresa. Por exemplo, uma empresa pode ter a visão de tornar-se líder de mercado em seu segmento. Pode desejar popularizar certo tipo de comportamento em um intervalo de tempo definido, ou para um futuro próximo.

Geralmente, a visão apresenta estes dois pontos característicos, uma meta ideal a alcançar e um horizonte no futuro. Ela tem a função de estabelecer objetivos no longo prazo para inspirar e motivar os profissionais. Por exemplo, esta é a visão da Natura:

“Por seu comportamento empresarial, pela qualidade das relações que estabelece e por seus produtos e serviços, será uma marca de expressão mundial, identificada com a comunidade das pessoas que se comprometem com a construção de um mundo melhor através da melhor relação consigo mesmas, com o outro, com a natureza da qual fazem parte e com o todo.”

Valores: Como unimos os dois?

Os valores de uma empresa geralmente são expressos em uma lista um pouco mais extensa que a missão e a visão. São filosofias e bandeiras pelas quais a organização – e seus colaboradores, por consequência – se compromete a trabalhar.

Cada passo dado pela empresa deve, então, passar por este crivo. Uma empresa cujos valores incluem, por exemplo, respeito ao meio ambiente, deve pautar suas decisões por isso, e os colaboradores devem entender em lutar por essa bandeira. Uma marca vinculada ao valor “inovação”, deve estar sempre buscando oferecer produtos e serviços criativos e inovadores. Por exemplo, estes são os valores do Grupo Pão de Açúcar:

“Humildade: Estar sempre aberto para ouvir, para aprender e para buscar, cada vez mais, níveis de excelência na gestão de Companhia.”

“Disciplina: Capacidade de garantir os resultados planejados, nos prazos estipulados, mesmo diante da velocidade característica do varejo.”

“Determinação e Garra: Parte integrante do DNA da Companhia, auxilia na superação dos desafios e obstáculos do dia a dia do negócio.”

“Equilíbrio Emocional: Habilidade em trabalhar os momentos bons e ruins, com o mesmo nível de alegria e motivação.”

Resumindo, pode-se dizer que a empresa sai do seu presente (missão) e busca seu futuro (visão) através de sua forma particular de trabalho (valores). É importante lembrar que missão, visão e valores devem estar em sintonia. Se os três conceitos não se complementam ou não fazem sentido no ambiente onde sua empresa está, vale a pena refletir e repensar.

Para entender melhor quando e como mudar sua cultura organizacional, que tal ler este texto?

Como definir sua missão, visão e valores

Para definir sua missão, encontre o principal benefício que sua empresa oferece a seu público alvo. Depois, defina qual é o diferencial que você tem em relação a seus concorrentes. Defina se há algum interesse ou objetivo especial que deva constar na missão. Elabore em uma frase curta um conceito que englobe tudo isso: benefício, diferencial e interesse especial. Confira com os outros membros da organização se eles concordam com isso.

Para definir sua visão, estipule um tempo, digamos, daqui a cinco anos. Estabeleça como você gostaria que sua empresa estivesse daqui a cinco anos e estabeleça algum indicador mensurável para utilizar como meta. Da mesma forma que a missão, crie uma frase simples, e valide-a com os outros interessados da empresa.

Agora, para definir seus valores, tente enxergar sua empresa como uma pessoa. Como essa pessoa deveria ser conhecida, lembrada e admirada? Se as qualidades que você imaginar para esta pessoa servirem como caminho entre missão e visão, você encontrou seus valores.

Testando sua missão, visão e valores

Já elaborou sua missão, visão e valores, mas não tem certeza se aquilo tudo faz sentido? O professor Marcelo Nakagawa, coordenador do Insper, elaborou um roteiro de perguntas para você seguir. Veja abaixo:

  • A missão está bem definida?
  • A missão aplica-se especialmente à sua empresa?
  • A missão apresenta o benefício da empresa?
  • Colaboradores e parceiros consideram a missão inspiradora?
  • Colaboradores consideram a missão desafiadora?
  • É fácil comunicar a missão para colaboradores, parceiros e clientes?
  • Há, pelo menos, um objetivo bem definido na visão?
  • A visão é mensurável?
  • Colaboradores consideram a visão inspiradora?
  • Colaboradores consideram a visão desafiadora?
  • Os itens da lista de valores são realmente importantes?
  • A lista de valores é inspiradora?
  • A lista de valores pode ser praticada por todos na empresa?
  • A lista de valores pode ser usada em um processo seletivo?
  • A lista de valores pode ser usada na avaliação dos colaboradores?

Se sua resposta foi “não” para alguma dessas perguntas, dê um passo para trás e reveja seus conceitos. Se todas as suas respostas foram “sim”, parabéns, você conseguiu elaborar um conjunto de missão, visão e valores eficiente.

Só boas intenções não bastam

Se você consolidou sua missão, visão e valores, agora é hora de aplicá-los na empresa. Deixe os conceitos expostos em letreiros, manuais e folders, e reforce-os sempre que puder. Todos devem trabalhar com uma única intenção.

Para saber mais sobre coordenar os esforços de suas equipes para um mesmo objetivo, recomendamos este texto sobre OKR.

Mais importante que a comunicação formal, ensine também pelo exemplo. Gestores e líderes têm o poder de inspirar e espalhar a cultura da empresa muito mais do que materiais impressos. Missão, visão e valores devem ser utilizados também nos treinamentos e nas avaliações, para que se tornem orgânicos e naturais aos membros da equipe.

Se você quer aprender mais sobre o assunto, recomendamos a entrevista com o sociólogo Ondino Marcondes, aqui no blog.

Todos em uma mesma direção, com tecnologia em gestão

Manter equipes e colaboradores sintonizados no mesmo objetivo não é fácil. Determinar a direção que você quer seguir com seus esforços é apenas o começo. Para trabalhar com mais produtividade e organização, você precisa de ferramentas de gestão modernas e práticas.

Com Runrun.it, você mantém a comunicação clara, as metas bem estabelecidas e todos com a mesma missão, visão e valores. Teste grátis hoje mesmo: http://runrun.it.

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>