Pessoas adoram confiança!

Pessoas adoram confiança!

Se você é um gestor de equipes, sabia que pode criar mais valor fazendo menos? Pelo menos é o que acha o Professor J. Keith Murnighan, da Kellogg School of Management e autor do livro: “Do nothing! How to stop OverManaging and Became a Great Leader.”, ou algo como: “Não faça nada! Como parar de gerenciar demais e se tornar um grande líder”.

Segundo o professor, líderes são programados para serem pró-ativos, querem dominar todas as entrelinhas do trabalho e acabam não confiando em seus liderados como deveriam. Ele acredita que as pessoas que recebem atitudes de confiança de seus gestores acabam motivadas de forma extraordinária e querem “provar” que merecem tal reconhecimento. Isso faz com que a equipe acabe entregando mais.

Nesse artigo, para a rede de TV CNN (link para artigo sobre micro-gestores), o professor dá algumas dicas para evitar o excesso de concentração dos gestores:

  1. Identifique o que cada membro da sua equipe faz melhor e aloque tarefas que necessitem de tais especialidades para eles.
  2. Trabalhe como um facilitador para seus liderados. Pergunte como vc pode ajudá-los a realizar melhor as tarefas.
  3. Confie nas pessoas. Estabeleça o que quer de forma clara e confie na entrega.
  4. Posicione-se como um mini-presidente da empresa. Converse e dê atenção aos membros da sua equipe. Isso faz com eles também confiem em você.

O Runrun.it pode ajudar você a gerenciar melhor sua equipe. Tudo de forma simples e clara. Crie uma conta grátis e comece agora mesmo.

POSTS RELACIONADOS:

Como ir além da liderança interpessoal

Aumente a produtividade de sua empresa tratando os funcionários como adultos

54% das pessoas não se sentem valorizadas no trabalho, e isso é pior entre as mulheres

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>