Descubra como desenvolver o diferencial competitivo da sua empresa

Descubra como desenvolver o diferencial competitivo da sua empresa

Quando uma empresa se destaca em relação aos seus concorrentes, é comum dizer que ela possui um diferencial competitivo. Essa caracterização está ligada, principalmente, ao alinhamento que a organização possui em relação às expectativas do mercado, no qual os serviços e produtos oferecidos conversam com as necessidades do consumidor. 

Mais que um adjetivo no meio corporativo, o diferencial competitivo é um conjunto de práticas baseadas nas competências técnicas e comportamentais que impulsionam as empresas a alcançarem bons resultados e ao crescimento exponencial. 

Os diferenciais competitivos costumam ser atrelados ao pioneirismo e a uma mentalidade inovadora que torna a marca uma referência a ser seguida. Contudo, esses valores também são associados ao método de gestão realizado pela organização e pela forma como ela espalha essa cultura autêntica dentro da própria companhia. 

Nesse artigo, vamos contextualizar o que faz uma empresa ter um diferencial competitivo, como desenvolver e ser reconhecida por esses atributos e por que uma gestão estratégica é essencial para se sobressair no cenário corporativo. 

 

O que é diferencial competitivo?

O diferencial competitivo é o entendimento do que a empresa oferece de melhor em relação aos seus produtos e serviços e como isso é bem visto pelos consumidores, público-alvo e até mesmo pela concorrência. 

Esse diferencial competitivo é fruto das estratégias definidas no planejamento e de uma ótima gestão de projetos, que acompanha minuciosamente as tendências vigentes no mercado, realizando uma análise de dados precisa para mensurar os resultados e definir os próximos passos. 

Nos aspectos que configuram o destaque das organizações diferenciadas estão a experiência do usuário, o relacionamento com os clientes, uma visão inovadora do segmento no qual está inserida e o alinhamento com os recursos tecnológicos provenientes da transformação digital, como a automação de processos que otimiza o fluxo de trabalho ao utilizar sistemas inteligentes. 

Um ponto fundamental para que uma empresa desenvolva seus diferenciais competitivos é a transparência da cultura organizacional da marca, tanto no âmbito externo quanto interno. Quando os valores institucionais são amplamente divulgados, é mais fácil para os colaboradores se identificarem com os propósitos e executarem suas atividades seguindo os modelos de gestão incentivados pela companhia. 

Com o entendimento da cultura corporativa, a gestão de processos funciona de maneira mais orgânica, com a execução, visualização e otimização de atividades, sendo realizada de maneira mais orgânica. A partir de uma postura descentralizada, há espaço para mais lideranças absorverem o ideal da empresa e a conduzirem em um caminho de sucesso, no qual os pontos positivos serão destacados e podem se transformar em diferenciais competitivos. 

As características de um diferencial competitivo 

O diferencial competitivo diz muito a respeito da imagem que uma empresa passa ao seu público e até mesmo a forma como ela gerencia seus projetos. Mesmo sendo variados conforme cada instituição, existem alguns quesitos que formulam um diferencial competitivo. Confira a seguir quais são essas características: 

Ser único 

Para ser reconhecida pelo público, uma marca precisa oferecer funcionalidades exclusivas, que não são percebidas na concorrência. Esse atributo pode ser tangível, como o produto e  um serviço prestado, ou mesmo uma particularidade da empresa, que pode ser referente ao relacionamento com seus clientes, ou o método de desenvolver suas soluções. 

Durável 

Um diferencial competitivo se mantém relevante ao longo do tempo, mantendo o seu padrão de qualidade e adaptando-se às novas necessidades que surgem na área de atuação atendida. Logo, a sustentabilidade da solução proposta irá garantir a fidelidade do público e o retorno sobre o investimento. 

Valioso  

Pensando na era da tecnologia, a satisfação do consumidor vai além do custo/benefício ou da entrega recebida. Ela se configura no conjunto da obra ao todo, tanto na praticidade em contar com o produto ou software, quanto na experiência positiva de uso que é gerada continuamente. Assim, ser valioso é um diferencial competitivo indispensável. 

Humanizado 

Para ser diferenciada, a empresa precisa causar uma boa impressão e mostrar empatia pela dor do seu público-alvo. Por isso, ter uma visão humanizada é essencial para atender as expectativas, contribuir para a resolução dos problemas e fidelizar pessoas que se identificam com a proposta possibilitada pela organização. 

Como definir seu diferencial competitivo 

Muitas marcas são conhecidas mundialmente por entregar o diferencial competitivo que atrai consumidores fiéis que viram verdadeiros defensores da empresa. Entre os exemplos costumeiramente lembrados estão a Netflix, que migrou do serviço de locação de filmes para se tornar uma plataforma de streaming com produções originais. Ou mesmo a Disney, que transformou o encantamento num universo lucrativo. 

O que há em comum entre essas grandes corporações é o conhecimento do seu core business, traduzindo, da sua atividade principal, ao definir o foco de atuação, potenciais clientes e o cenário apresentado pelo mercado. Com esse conhecimento e estratégias aplicadas, diversas companhias conseguiram inovar e estabelecer seu diferencial competitivo. 

Para que isso seja possível, é preciso pensar nos objetivos e metas que irão compor seu planejamento estratégico. Quanto mais direcionadas forem, maior a probabilidade de a sua empresa conseguir resultados expressivos. 

Um método bem inteligente para ter uma visão mais assertiva na sua gestão de negócios é utilizar a Meta SMART, prática focada em pontos fundamentais para definir um planejamento e os diferenciais competitivos. Com essa fórmula, você poderá elaborar metas específicas, mensuráveis, atingíveis, realistas e adequadas ao momento vivenciado pela sua empresa. 

Além da aplicação dessa metodologia, há outros quesitos que você não pode perder de vista quando falamos em diferencial competitivo, como o capital humano, o mapeamento de processos, uma gestão vinculada à tecnologia, a comunicação e o uso de ferramentas digitais.

>> Leitura recomendada: O que é BPM e como fazer a gestão de processos da sua organização

A gestão de pessoas pode ser um diferencial competitivo? 

Vestir a camisa da empresa virou um mantra para representar que uma empresa tem um ótimo nível de engajamento e que seus colaboradores são vistos como verdadeiros apoiadores da marca. 

Entretanto, apesar da intenção de fazer com que essa postura vire um diferencial competitivo, muitas vezes isso pode soar como um discurso vazio quando não há um cuidado contínuo com o bem-estar profissional e pessoal com o quadro de funcionários. 

Hoje em dia, não restam dúvidas da importância dos profissionais para o sucesso de uma organização. Portanto, é preciso que as empresas atentem seu olhar para a gestão de pessoas, uma área que está diretamente envolvida com o índice de satisfação e pertencimento dos trabalhadores dentro das corporações.

Mais que promover a aclimatação e contribuir para a retenção e desenvolvimento de talentos, a gestão de pessoas é um diferencial competitivo quando é utilizada como um instrumento para propagar uma visão empresarial que engloba todos os colaboradores em torno dos objetivos da empresa, de maneira inclusiva e cooperativa. 

Por meio de capacitações e treinamentos de lideranças, as empresas conseguem espalhar uma filosofia de trabalho por todos os seus departamentos, tornando as relações mais horizontais e participativas. Com espaço para canais de diálogo, integração entre equipes e oportunidades para a contribuição dos projetos em andamento, os colaboradores absorvem com mais facilidade o formato de gestão defendido pela companhia. 

Sendo assim, a motivação e o desejo pelo crescimento coletivo se espalha de maneira natural por uma empresa e isso gera reflexos nítidos para meios externos, pois o colaborador conseguirá transpor os benefícios vivenciados no ambiente de trabalho para outros círculos de convívio, se tornando um evangelizador da marca.

Por consequência, a imagem pública será positiva pelas transformações internas promovidas, o que de fato é um grande diferencial competitivo. 

A contribuição do marketing para o diferencial competitivo 

Estabelecer conexões verdadeiras com o público é uma forma de entender as necessidades e assim criar um diferencial competitivo relevante. O marketing sempre foi um meio de elaborar estratégias de aproximação com os clientes e num mundo digital isso faz ainda mais sentido. 

Com a automação sendo usada pela área da comunicação, é possível coletar informações relevantes dos clientes por meio do data-driven marketing, que permite a análise de dados e interpretação deles, entendendo as motivações, preferências e comportamentos do consumidor, aprimorando, assim, a experiência dele e deixando-a cada vez mais personalizada.

Essa cultura de dados é uma aliada do plano de marketing, pois auxilia as equipes a tirarem as informações do papel, criando insights inovadores e a construção de uma jornada de acordo com as necessidades do cliente em potencial, baseando-se também na vivência das pessoas. 

O marketing digital é um meio de reforçar os diferenciais competitivos de uma organização em momentos distintos das etapas de compra, desde o primeiro contato da pessoa com a marca até o pós-venda, oferecendo assistência e uma rede de relacionamento capaz de fidelizar clientes com a organização, trazendo o sentimento de comunidade ao redor da marca. 

Processos internos criam diferenciais competitivos

Empresas que investem em programas de inovação e na melhoria dos processos internos tendem a se destacar da concorrência, gerando um diferencial competitivo para a marca. Essas mudanças são otimizadas com a implementação de tecnologias com softwares de gestão que promovem flexibilidade e agilidade na realização dos projetos. 

A transformação digital nas empresas ocorre quando a organização adota princípios da gestão 4.0 em seu cotidiano de trabalho. Esse modelo, proveniente da quarta revolução industrial, incentiva a integração dos canais de comunicação, a virtualização dos processos internos, a automação dos sistemas e a análise das informações coletadas na execução dos projetos, por meio de um acompanhamento de ponta a ponta. 

Quando assimilada por uma organização, essa conduta envolve princípios da gestão ágil, na qual o funcionamento das ferramentas é mais importante que os processos burocráticos, enfatiza a colaboração com os clientes e responde com mais frequência as possibilidades de mudança durante a realização dos projetos. 

Nesse aspecto, contar com gerenciadores de projetos ajuda na organização dos trabalhos em andamento, na análise da capacidade da equipe em criar novas funcionalidades e no registro de insights e informações importantes que podem ser levantadas com potenciais diferenciais competitivos. 

Encontre seu diferencial competitivo com o Runrun.it

Eleito pelo G2 Crowd como o software de gestão mais fácil de usar, o Runrun.it conta com recursos tecnológicos que flexibilizam o desenvolvimento dos projetos e mantém gestores e colaboradores conectados sobre as decisões mais importantes da empresa em uma tela. 

Com indicadores de produtividade personalizados e funções automatizadas, é possível priorizar as tarefas mais importantes, gerenciar custos do projeto e tomar decisões com mais precisão, o que é fundamental para descobrir o diferencial competitivo da sua organização e realizar planos de ação para que suas vantagens sejam reconhecidas pelo mercado. 

Experimente a ferramenta criando sua conta grátis: https://runrun.it/pt-BR/

diferencial competitivo” width=

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>