Comportamento organizacional: dicas para manter um ambiente saudável e produtivo na sua empresa

Comportamento organizacional: dicas para manter um ambiente saudável e produtivo na sua empresa

De forma resumida, o comportamento organizacional abrange o dinamismo das empresas levando em conta as especificidades de pessoas, grupos, equipes e unidades que buscam alcançar objetivos em comum no sentido de garantir competitividade e sustentabilidade.

E por que ela é importante? Talvez um exemplo mais extremo te ajude a entender. No clássico de terror Invasores de Corpos, a humanidade vai gradualmente sendo substituída por réplicas alienígenas, seres apáticos que executam suas tarefas de forma automática e sem emoção. Felizmente, não somos assim. Cada indivíduo traz sua própria bagagem de experiências, reações e paixões para o trabalho. Ao misturar dezenas, centenas e até milhares destes indivíduos em uma empresa, o resultado pode ser incrível, ou catastrófico. Por isso estudar o comportamento organizacional é tão importante.

O que você verá neste artigo sobre comportamento organizacional:

 

O que é comportamento organizacional?

Em seu livro Comportamento Organizacional: A dinâmica do sucesso das organizações, Idalberto Chiavenato, autor de dezenas de livros na área de administração de empresas e recursos humanos, define:

Comportamento organizacional é o campo de estudo que abrange a dinâmica das organizações visualizadas como um todo, envolvidas em um ambiente dinâmico e mutável, internamente constituídas por pessoas, grupos, equipes e unidades táticas que buscam alcançar objetivos estratégicos, táticos e operacionais de curto, médio e longo prazo no sentido de garantir competitividade e sustentabilidade para atender as expectativas de seus stakeholders.

De forma simplificada, é o estudo de como o comportamento das pessoas de uma organização afeta os outros a seu redor, assim como os efeitos que estas relações têm sobre o desempenho da empresa.

Efeitos do comportamento organizacional na empresa

Compreender o comportamento organizacional é essencial para a manutenção de um ambiente saudável e produtivo dentro da empresa. Reforçar a cultura empresarial e fortalecer laços entre os colaboradores é uma função fundamental da gestão de pessoas. A prática norteia o trabalho dos líderes, dando-lhes a capacidade de antecipar e evitar atritos e problemas individuais ou coletivos entre os funcionários.

Além disso, com um estudo cuidadoso do comportamento organizacional, gestores podem elaborar e estruturar métodos de liderança e estratégias de gestão adequadas para atingir as metas e os resultados desejados. Por fim, avaliar continuamente o ambiente da empresa e o comportamento organizacional também oferece uma vasta gama de informações aos responsáveis pelas diversas áreas.

Estas informações podem ser usadas para atrair e reter talentos, evitar o turnover e promover engajamento, produtividade e harmonia entre os colaboradores. Além, de evitar erros na gestão de pessoas.

Avaliando o comportamento organizacional

Antes de iniciar sua análise do comportamento organizacional de sua empresa, é importante definir qual esfera você deseja observar.

No indivíduo: Nesta esfera, avaliam-se os objetivos, resultados e fatores que dificultam o crescimento ou desfavorecem o ambiente de trabalho de cada indivíduo. São também estudadas as expectativas, motivações, habilidades e competências de cada colaborador. A partir destes dados, consegue-se determinar quais atividades são mais compatíveis com suas capacidades e talentos, maximizando sua produtividade.

No grupo: Aqui, o foco são as equipes e a interação entre elas. Avaliam-se as funções desempenhadas, a qualidade de comunicação e interação uns com os outros, além da influência e o poder do líder.

Através desta abordagem, é possível conectar as equipes e fazer com que as pessoas consigam trabalhar com maior sinergia, motivando funcionários e dando mais retornos financeiros para a empresa.

Critérios de Avaliação

Abaixo listamos alguns fatores relevantes que impactam a cultura empresarial e devem ser avaliados na esfera individual e do grupo:

  • Performance e desempenho: Crescimento, envolvimento, entrega de tarefas e entrosamento.
  • Ausências: Faltas e seus impactos para os indivíduos e para a corporação.
  • Participação ativa nos projetos: Como os talentos da empresa têm sido usados na resolução de problemas e criação de novas soluções.
  • Postura colaborativa: A facilidade com que equipes e indivíduos se dispõem a ajudar.
  • Adaptação às mudanças: Como a resistência afeta as transformações e evolução da empresa.
  • Receptividade a novos desafios: O que impede que os funcionários e equipes estejam abertos a novas propostas.
  • Comprometimento com os resultados: Qual o impacto que a falta de compromisso causa na empresa.
  • Iniciativa e proatividade: Qual é a facilidade com que colaboradores e equipes se mobilizam para cada necessidade.
  • Criatividade e inovação: Propor novas soluções tanto para a criação de tarefas quanto para melhorar o desempenho de equipes dentro da empresa.
  • Motivação e engajamento: Fatores que ajudam a evolução no desempenho das equipes e que melhoram o clima organizacional.
  • Senso crítico e analítico: Coerência das ideias e sugestões para criação de estratégias.
  • Foco e produtividade: Capacidade de concentrar-se em tarefas e finalizá-las com eficiência.
  • Comunicação e profissionalismo: Qualidade nos relacionamentos interpessoais.
  • Percentual de turnover: Valores de rotatividade e suas causas.

 

Ferramentas de Avaliação

Para avaliar os pontos acima, verificando se a sua cultura empresarial está bem fundamentada e como está o comportamento organizacional, você pode usar algumas ferramentas bem interessantes. Por sorte, a maioria delas já foi abordada aqui no blog.

A primeira delas é a pesquisa de clima organizacional. No texto “Por que e Como fazer uma pesquisa de clima organizacional“, explicamos com maiores detalhes este processo, mas adiantamos que é uma ótima ferramenta para entender como está a satisfação e a felicidade de seus colaboradores.

A segunda forma de testar como anda o clima na sua empresa é a avaliação 360 graus. Nela, colaboradores, líderes e gestores, de diversos níveis hierárquicos, avaliam-se cruzadamente para detectar fraquezas e oportunidades.

A terceira sugestão que temos é a avaliação de desempenho. Nesta modalidade, o foco principal é o resultado e a produtividade de cada indivíduo ou de cada equipe. Adaptando esta avaliação para um enfoque mais comportamental, consegue-se um panorama detalhado do comportamento organizacional.

Finalmente, a entrevista “Cultura empresarial: 81% das maiores empresas do Brasil têm visões de uma mesmice impressionante” com o sociólogo Odino Marcondes apresenta uma visão muito interessante sobre como a cultura empresarial pode ser uma força motivadora ou destruidora da moral de seus funcionários.

Deixe a tecnologia te ajudar

Pessoas devem fazer o trabalho de pessoas. Deixe sua equipe livre para fazer o trabalho humano enquanto ferramentas online te auxiliam a organizar a gestão. Conheça o Runrun.it, o software de gestão que ajuda líderes e colaboradores a produzir mais e de forma mais organizada. Gerencie seu capital humano, facilitando a comunicação entre pessoas, organizando demandas e projetando com clareza prazos e custos. Faça o teste grátis: http://runrun.it.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>