Estratégia digital: pesquisas apresentam ferramentas e tendências que você precisa conhecer

Estratégia digital: pesquisas apresentam ferramentas e tendências que você precisa conhecer

Recentemente, a Rock Content, empresa de marketing de conteúdo, apresentou ao mercado o resultado de duas pesquisas realizadas em parceria com a Resultados Digitais. Os títulos das investigações já dão ideia do foco: “Tech Trends” e “Content Trends“, ou seja, tendências de ferramentas e de marketing de conteúdo para agências. Agora, vamos compartilhar alguns dos principais achados dessas pesquisas, uma vez que são indispensáveis para você formular a estratégia digital mais efetiva e rentável para sua organização.

Antes, algumas palavras sobre a metodologia dos relatórios. No caso do primeiro, “Tech Trends”, os dados apresentados foram obtidos por meio de pesquisas online, respondidas por 366 agências de todo o Brasil no período de 1º a 24 de março de 2017. O questionário para coleta dos dados foi encaminhado para agências e divulgado nas redes sociais — Facebook, Twitter e LinkedIn —, podendo ser respondido por quaisquer representantes de agências que se identificassem com a pesquisa e quisessem compartilhar as práticas.

Quanto ao perfil dessas agências, a maioria é de marketing digital (37,4%) de menor porte, com um a 25 funcionários, seguidas por agências de publicidade e propaganda (13,9%).

Runrun.it entre as mais utilizadas

Na primeira pesquisa, os respondentes selecionaram, entre as opções fornecidas, todas as ferramentas utilizadas no dia a dia da agência. Assim, as questões permitiam uma seleção múltipla de alternativas.

E quando se trata de ferramentas de gestão, o Runrun.it está entre as mais utilizadas, aparecendo na resposta de 16,3% dos participantes da pesquisa. Pudera, uma vez que a solução existe justamente para colocar ordem no caos que muitas vezes toma as agências digitais e mesmo de publicidade.

Como a pesquisa mostrou, o Runrun.it é indispensável para a estratégia digital de muita gente, já que permite organizar e delegar todas as tarefas a serem feitas, estabelecer prioridades, organizar o fluxo de trabalho e acompanhar, bem de perto, o andamento dos processos. Da chegada do briefing à entrega do material, tudo por meio de uma interface super simples e prática de ser usada.

Soluções para todas as áreas

O Runrun.it facilita e agiliza a vida de todos os departamentos de uma agência. A criação terá ideia exata do volume de trabalho a ser realizado, e de quanto vai durar cada etapa. O mesmo vale para a produção, com prazos estritamente controlados. E o tráfego poderá monitorar tudo.

Já para a diretoria, o Runrun.it ajudará a avaliar se os recursos alocados para determinados clientes estão de acordo com a rentabilidade dos mesmos para a agência. Saiba mais sobre o uso da ferramenta em agências por meio da leitura deste artigo.

As tendências de uso das ferramentas

Retomando a pesquisa da Rock Content, encontramos também importantes indicações de tendências de uso dessas ferramentas.

Por exemplo, encontramos uma tendência de alta no uso de softwares de planejamento de recursos de empresas, mais conhecidos como ERP (48,9% das agências o fazem). São ferramentas que ajudam a gerir todo o trabalho administrativo e operacional de um negócio em um único sistema.

Entre as suas funcionalidades oferecidas, está a integração dos diversos departamentos de uma empresa, que possibilita a automação e armazenamento de todas as informações de negócios a partir de um fluxo único, contínuo e consistente. A maior parte usa ferramentas próprias de ERP, mas outras preferem produtos como o ContaAzul e o QuickBooks ZeroPaper.

Pouca atenção ao BI

Já as ferramentas de BI – que transformam informações em inteligência e colaboram para a melhoria dos processos de tomada de decisões – ainda são pouco utilizadas por agências digitais.

A pesquisa indica que somente 14,2% das empresas utilizam uma solução de Business Intelligence, como GoodData ou Qlik View.

>> Leitura recomendada: O que é BI e como a inteligência nos números pode organizar a sua empresa

Para onde vai o marketing de conteúdo

Já as tendências deste ano para o marketing de conteúdo foram apresentadas na pesquisa intitulada “Content Trends”. Lembrando que, quando falamos de marketing de conteúdo, referimo-nos a uma das formas mais eficazes de conquistar e educar seus clientes.

Isso porque, por meio do marketing de conteúdo, estabelece-se uma conversa com os clientes de uma marca, de modo que essa marca ofereça algo de valor em troca da atenção. O conteúdo pode ser pertinente ao negócio do cliente, contribuindo para o sucesso dele, ou pode simplesmente estar dentro de sua área de interesse, constituindo puro entretenimento. Leia mais sobre o assunto neste artigo aqui do blog.

Alguns destaques

Para a realização da pesquisa, foram ouvidas 3650 pessoas de todo o país, a maioria (31,2%) de agências de marketing e propaganda. O questionário foi dividido em duas partes: primeiro, perguntas específicas para profissionais que trabalham em empresas que adotam Marketing de Conteúdo, para entender os principais benchmarks dessa estratégia; depois, para aqueles que não trabalham atualmente ou que não atuam em negócios que praticam a técnica de conteúdo, perguntas voltadas ao consumo de conteúdo online.

E o relatório traz alguns achados importantes, dentre os quais destacamos os seguintes:

– Empresas que adotam a estratégia de Marketing de Conteúdo apresentam em média 2,2 vezes mais visitas e 3,2 vezes mais leads do que os negócios que não adotam a mesma prática.

– Empresas que produzem mais de 13 conteúdos mensais conquistam em média 4,2 vezes mais visitantes do que as publicam em menor quantidade.

– Publicações em blogs são responsáveis por conquistar uma média de 1,8 vezes mais visitantes para as empresas que praticam essa estratégia.

 

Conhecimento ainda básico

Além desses dados, separamos outras informações importantes. Por exemplo, em relação ao conhecimento de Marketing de Conteúdo por parte das empresas: a pesquisa revelou que a maioria dos respondentes (47,1%) afirma ser básico. Ou seja, já produziram alguns conteúdos, mas ainda não têm processos e estratégias bem definidas.

E quem produz esse conteúdo? De acordo com o relatório, a redação nas empresas que adotam a estratégia de Marketing de Conteúdo é realizada, principalmente, pelas equipes internas exclusivamente (60%).

As redes mais utilizadas e as tendências de investimento

Quanto à avaliação das redes sociais de acordo com as empresas, o Facebook é a mais bem avaliada com nota 3,6. Já Snapchat, Google+, Twitter e Slideshare apresentam as piores notas, com 2,7.

No último ano, o investimento destinado ao Marketing de Conteúdo, segundo os participantes, concentrou-se entre 1% e 10% do orçamento de Marketing (41,6%). Mas a tendência é de alta. Para os próximos 12 meses, a previsão da maior parte dos respondentes (69,5) é aumentar o orçamento destinado à estratégia.

Ou seja, são números e informações que, sem dúvidas, podem constituir uma ótima oportunidade de estratégia digital para você. Aproveite!

Artigos que você também vai querer ler:

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>