5 habilidades para aprimorar a sua gestão de equipes

5 habilidades para aprimorar a sua gestão de equipes

Para fazer uma boa gestão de equipes, todo líder precisa procurar aprimorar certas habilidades que envolvem inteligência emocional.

Nesse artigo, resumimos em cinco as competências que você tem de desenvolver e colocar em prática para realizar uma gestão de equipes eficiente e ser um profissional de sucesso. 

 

Conhecendo melhor a gestão de equipes

O que é gestão de equipes e quais os seus benefícios?

A gestão de equipes é um conjunto de práticas adotadas pela liderança com o intuito de aumentar a produtividade sem que haja perda de qualidade, motivar e engajar a equipe.

Além disso, a gestão de equipes envolve controlar as entradas de demandas, o acompanhamento das entregas e o auxílio para ajudar com qualquer dificuldade que apareça, ajudando a encontrar as melhores soluções para que os objetivos da empresa sejam alcançados.

Neste sentido, utilizar um gerenciador de tarefas pode ser um diferencial, já que essas ferramentas são aliadas da produtividade pois estimulam a organização, diminuem a necessidade de realizar reuniões com a equipe, automatizam e agilizam os processos.

No Runrun.it, por exemplo, é mais fácil delegar tarefas e organizar a pauta da equipe. O software também permite ver em que atividade cada colaborador está trabalhando e se há riscos de alguma demanda atrasar ou se alguma pessoa da equipe está sobrecarregada.

Cuidar dos colaboradores e manter um clima organizacional harmonioso são algumas das boas práticas de gestão de equipes. Isso envolve incentivar o aprimoramento profissional do time para reter os talentos na empresa.

Como benefícios, uma boa gestão de equipes traz tranquilidade no ambiente de trabalho, desenvolvimento profissional, organização e entregas de valor feitas dentro do prazo.

Como fazer a gestão de equipes

Todo trabalho em equipe fica melhor estruturado com a presença de um líder. Se você foi escolhido para ocupar esta vaga, tenha certeza de que foi visto em você competência, alinhamento com os objetivos da empresa e a habilidade de lidar bem com as pessoas.

Veja abaixo mais algumas dicas de como fazer a gestão de equipes.

1. Reúna os melhores talentos na sua equipe e cuide deles

Identifique os profissionais certos para cada vaga, sem deixar de lado a diversidade e a inclusão. 

Lembre-se sempre: os melhores resultados são construídos pelas pessoas, não desperdice os talentos que estão sob a sua responsabilidade. Motive-os e dê a eles as melhores ferramentas para realizar o trabalho.

2. Valorize a aprendizagem e a criatividade

Crie oportunidades para os membros da equipe experimentarem novas ideias e perspectivas, por exemplo, oferecendo treinamento e palestras. 

3. Não tenha medo de errar

Cultive a cultura do “erro amigo” na empresa, para que a equipe se sinta confiante compartilhando suas ideias brutas, como insights de um projeto.

>> Leitura recomendada: Como a vulnerabilidade na liderança pode fortalecer a conexão do time

4. Experimente novas ideias

Cogite separar uma reserva modesta do orçamento para experimentar as boas ideias novas. 

5. Atualize-se sempre

Faça treinamentos, tenha um mentor, estude e desenvolva-se junto com o seu time!

6. Pratique a resiliência na gestão de equipes

  • Baseie-se em fatos;
  • Defina prioridades;
  • Saiba o que não é negociável para a rentabilidade de clientes;
  • Centralize a tomada de decisões;
  • Fortaleça a transformação digital.
 

E se você deseja se aprofundar ainda mais a respeito de gestão de equipes, não deixe de conferir este vídeo:

Saiba mais sobre liderança resiliente lendo o artigo em nosso blog, você vai gostar. Também separamos uma lista com 6 TEDs que valem a pena você assistir!

Como realizar a gestão de equipes remotas

As tendências para o futuro do trabalho apontam para jornadas mais flexíveis e modelos como o trabalho remoto, longe do escritório, e o híbrido, quando os colaboradores intercalam dias de trabalho a distância com visitas à empresa.

Como liderar uma equipe neste cenário? A gestão de equipes remotas requer um pouco mais de empatia e confiança, além de muita organização e controle sobre o que está acontecendo.

Nós já falamos aqui em nosso blog sobre as competências essenciais no trabalho remoto. Autodisciplina, comunicar-se bem e de forma não-violenta, trabalho em equipe, concentração, pensamento crítico e educação continuada são algumas dessas habilidades.

E não é só a pessoa da gestão que precisa possuí-las. Você precisa identificá-las em sua equipe para que o trabalho remoto funcione.

No trabalho remoto, a tecnologia tem um papel fundamental na gestão de equipes. É essencial contar com uma plataforma que promova a conexão de todos os membros da equipe. 

Melhor ainda se essa plataforma realizar uma gestão eficiente e na nuvem, que organize as tarefas e projetos da sua empresa de forma simples e rápida.

No Runrun.it você monitora as interações e a troca de informações e tem acesso a relatórios gerenciais da sua equipe que irão ajudar no desenvolvimento de planos de ação e na criação de estratégias. 

Trabalhar de forma remota fica mais fácil com o Runrun.it. O software oferece um Dashboard no qual você pode criar e fixar as métricas mais importantes da sua empresa, facilitando a prática da gestão à vista.

Na ferramenta, você consegue acompanhar tanto os indicadores de desempenho quanto os indicadores de produtividade da sua equipe.

Além disso, é possível ter uma visão do todo e gerenciar as tarefas com o simples ato de arrastar no recurso Quadros. Se preferir, há também o modo de visualização no gráfico de Gantt.

Escolha visualizar os projetos em modo Kanban ou Gantt

>> Leitura recomendada: 5 dicas para manter a sua equipe criativa no home office

5 habilidades para realizar uma boa gestão de equipes

1. Autoconsciência

Você diria que tem capacidade de reconhecer e entender como está o seu humor hoje? Sem medo de assumir, você reconhece seus pontos fracos e, sem arrogância, seus pontos fortes?

Faça uma reflexão. Como seu estado de espírito pode afetar os outros? Líderes autoconscientes são figuras extremamente interessantes. 

Primeiro, porque confiam em si mesmos, mas sabem fazer uma autocrítica realista, construtiva. E, segundo, porque têm um senso de humor apurado, no sentido de que sabem zombar de si mesmos sem se sentirem rebaixados.

São, em suma, pessoas que inspiram no time a autonomia, o desejo de ser alguém forte.

2. Autocontrole

Sabe esses impulsos de ansiedade, medo, às vezes raiva, que estorvam a cabeça da gente? Pois é. Assim como os colaboradores, líderes frequentemente passam pelo mesmo problema, muitas vezes em escala ainda maior.

Mas, para ser um bom gestor, é preciso redirecionar essas ondas de pessimismo e autossabotagem. É por isso que a gestão de equipes está tão ligada a pensar bem antes de agir.

É assim que você saberá lidar tranquilamente com as diferenças entre as pessoas e, com certa serenidade, driblar os obstáculos do percurso. E é assim, também, que você será lembrado como referência de confiança e equilíbrio emocional.

Ter inteligência emocional é crucial não apenas para administrar as próprias emoções, como também as das pessoas ao seu redor.

[TESTE] Descubra aqui o seu nível de inteligência emocional!

Segundo o autor e jornalista científico Daniel Goleman, “não importa o que os líderes pretendam fazer – seja criar uma estratégia ou mobilizar equipes para a ação -, seu sucesso depende de COMO eles o fazem. Mesmo que façam tudo da maneira certa, se os líderes falharem na tarefa primordial de conduzir as emoções na direção correta, nada do que fizerem funcionará tão bem quanto poderia ou deveria”.

Em outras palavras, os líderes devem canalizar a motivação da equipe para o cumprimento dos objetivos. Como a motivação é uma qualidade emocional, eles precisam tentar conhecer melhor e manejar as expectativas e sentimentos dos colaboradores a fim de garantir que todos permaneçam comprometidos.

3. Motivação

Esta é uma das habilidades mais críticas, porque é o resumo do que o gestor representa: paixão pelo trabalho, vontade de estar ali. Enfim, razões que extrapolam o salário no fim do mês e o status na roda de amigos.

O gestor é um otimista, mesmo diante dos erros e é isso que encoraja. Otimista, mas sensato, é claro.

É importante lembrar que você será o símbolo do compromisso com a organização – para não dizer organismo, já que são pessoas que a compõem.

E o compromisso da equipe começa quando ela se sente inspirada a perseguir objetivos em nome do coletivo, e não da glória particular.

>> Leitura recomendada: Equipe de alta performance: os segredos para turbinar os resultados

4. Empatia

Empatia significa entender e se relacionar com os sentimentos dos outros e pode ser traduzida pelo eterno bordão: “Coloque-se no lugar do outro”.

Quando o líder da equipe entende as emoções que as outras pessoas podem sentir – o que envolve um autoconhecimento profundo –, dá um generoso passo rumo ao respeito da organização.

Além disso, lembre-se de que você será responsável por recrutar e reter talentos na empresa e, como já disse: sem sensibilidade para conciliar diferentes culturas de colaboradores e também de clientes, nada feito.

Essa é uma habilidade tão importante na gestão de equipes que, um artigo da consultoria Development Dimensions International chega a ponto de classificar a empatia como a maior habilidade de liderança individual necessária hoje em dia.

Afinal, líderes que têm essa capacidade muito bem desenvolvida formam equipes mais leais e engajadas.

Por outro lado, a falta de confiança e de apreciação dos superiores geralmente é a principal razão pela qual as empresas não conseguem fazer a retenção de talentos – os melhores colaboradores abandonam o barco quando não são reconhecidos pelo seu trabalho.

>> Leitura recomendada: Alta rotatividade de pessoal e produtividade são inimigas. Descubra como reduzir o turnover

5. Vínculos

Finalmente, chegamos ao último dos conselhos: crie vínculos com as pessoas encontrando pontos em comum entre você e seus colaboradores.

Mas nada de forçar a barra – seja honesto quanto aos seus valores e você já será convincente.  Instigue também os outros a se conhecerem melhor dentro da equipe. 

Listamos abaixo algumas práticas que você, como responsável pela gestão de equipes, pode adotar para criar vínculos:

  • Dedique-se a conhecer e analisar as habilidades e as necessidades dos colaboradores;
  • Passe conhecimento para frente treinando os membros da sua equipe;
  • Se você ou algum membro do seu time está com alguma dificuldade que você não sabe como resolver, procure dentro da sua empresa quem é o profissional mais habilitado para ajudar,
  • Forneça feedbacks personalizados e estimule as pessoas de sua equipe a dizerem o que elas pensam sobre seu trabalho também.
 

Um software que facilita a sua gestão de equipes

A gente sabe que no dia-a-dia corrido de uma empresa muitas vezes não há tempo o bastante para que você se dedique a aprimorar essas habilidades. Afinal, são competências que não se desenvolvem do dia para a noite.

Por isso, se você precisa de mais tempo para se conhecer melhor e ficar com a equipe sem toda aquela pressão e urgência, você pode adotar um software de gestão do trabalho como o Runrun.it.

A plataforma permite automatizar a gestão de tarefas e ajudar na organização da rotina de todos. O Runrun.it também oferece informações para entender onde o tempo da sua equipe está sendo alocado, quem está sobrecarregado e quem precisa mudar seu fluxo de trabalho.

O seu tempo e o dos seus colaboradores é o recurso mais importante da sua empresa. Faça um teste grátis: https://runrun.it/

 
gestão de equipes”=

9 thoughts on “5 habilidades para aprimorar a sua gestão de equipes

  1. |||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    Prezados, parabéns pelo conteúdo!

    No meio digital há tanta farofa no ar que se convencionou à pesca seguidores a necessidade de mostrarmos argumentos de interesse aos passeadores…

    A pauta dessa seção é digna de melhor iluminação nessa tal janela virtual escancarada para o mundo, porém, menos apreciada do que realmente merece.

    Nossa torcida para que Vossas Senhorias ocupem mais espaço nos objetivos de empreendedores e faça grande sucesso nesse País.

    Cordiais saudações,

    Eurípedes de Freitas

    |||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

    1. Olá, Euripedes. Agradecemos pelo seu comentário sobre o nosso artigo. Esperamos que o conteúdo tenha sido realmente enriquecedor para você! Continue visitando o nosso blog para mais conteúdos informativos! Um abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>