Publicidade mobile: conheça o perfil dos usuários e as tendências de marketing nessa plataforma

Publicidade mobile: conheça o perfil dos usuários e as tendências de marketing nessa plataforma

Rádio, televisão e mídia impressa já foram os grandes aliados da propaganda. Com o advento da internet, no entanto, tornou-se possível divulgar para um número maior de pessoas, com alcance internacional e a valores muito mais baixos. De poucos anos para cá, com a utilização massiva dos aparelhos móveis, não é surpresa que surjam também análises e discussões sobre a publicidade mobile.

Por que publicidade mobile?

O uso dos celulares e smartphones já ultrapassou o dos notebooks e PCs, chegando a 69% só entre os usuários brasileiros. Além disso, você mesmo já deve ter constatado o aumento exponencial das propagandas estilo in advertisement, ou seja, que aparecem dentro de sites e de mídias como jogos e vídeos, e que são muito aproveitadas nos aparelhos móveis, por serem compatíveis com aplicativos e extensões.

Com isso surgiram novos desafios para os publicitários, como a análise do perfil dos usuários mobile e como esses usuários se comportam em relação às propagandas digitais. Um de nossos artigos sobre publicidade digital aponta, por exemplo, que os usuários visualizam uma propaganda digital, em média, por somente 1,7 segundos.

>> Leitura recomendada: 10 anúncios que erraram ou acertaram ao usar a diversidade em 2017

Gerações Y e Z, os prodígios mobile

A maioria dos usuários mobile faz parte da geração Y (ou milennial, como é classificado quem nasce entre 1977 e 1990), e geração Z (a partir de 1990). Mas as gerações Y e Z ganharam, recentemente, outro apelido: um estudo da Adweek as aponta como “prodígios mobile”, tanto pelo tempo investido quanto pelo intenso engajamento dessas gerações com as tecnologias digitais e móveis.

Estudar os hábitos dessas gerações ajudará sua empresa a não somente identificar seus perfis, como também a entender o melhor momento para criar um anúncio, região de maior impacto e de compatibilidade com o produto ou serviço divulgado.

Em nosso artigo sobre estratégia digital, apresentamos o resultado de algumas pesquisas interessantes nessa área, como as redes sociais mais utilizadas e as tendências de investimento.

Comportamento das gerações Y e Z

De acordo com o estudo “The rise of the mobile prodigies” (O crescimento dos prodígios mobile), realizado pelo próprio AdWeek, millennials (geração Y) e a geração Z consomem diariamente 46% mais do seu tempo com seus dispositivos móveis do que com suas TVs. Os mais novos afirmam, ainda, que preferem perder a carteira do que o smartphone.

Ainda que as gerações mais antigas de usuários intensivos dos aparelhos móveis se recordem de como era o mundo antes dos smartphones, já não concebem como seria possível viver à moda antiga novamente

Isso porque os aparelhos móveis trouxeram inúmeras facilidades, desde compras em qualquer setor até a realização de transações bancárias, registros em texto, foto ou vídeo, comunicação instantânea e soluções das mais práticas às mais urgentes por meio dos milhões de aplicativos à disposição.

Como cativar os usuários com a publicidade mobile

Além de facilmente discerníveis, os prodígios mobile preferem receber tratamento que os individualize e não gostam de compartilhar seus dados à revelia, ou de qualquer jeito. Confira, abaixo, como essas características funcionam para melhor entender e conquistar esses usuários com a publicidade mobile.

Consumindo com moderação: apesar de haver usuários mobile de todas as idades, os prodígios mobile têm o perfil de escolher dentre os aplicativos que mais se adequam às suas necessidades, livrando-se dos que não se aplicam ou que não interessam mais. Isso porque os aparelhos têm limitação de espaço que exige seletividade desses usuários, promovendo a necessidade de constante adaptação por parte dos fornecedores de conteúdos digitais.

Solicitando dados do jeito certo: cerca de 80% dos usuários deletarão inevitavelmente aplicativos que demandem um preenchimento excessivo de informações, mas 60% fornecerão tranquilamente dados como geolocalização e hábitos de alimentação e de sono para receber feedback personalizado.

Cada cabeça, uma sentença: em se tratando de usuários mobile, não adianta agrupar por gênero, idade etc. Eles querem sentir que são únicos, com seus pensamentos e necessidades distintos. Trabalhe nesse sentido de individualização e sua marca logo se tornará favorita entre eles – 80% dos usuários móveis espera receber publicidade mobile focada em seus interesses específicos. Prever suas futuras tendências e necessidades, como a época em que repetirão uma compra, por exemplo, irá garantir sua lealdade.

Tendências da publicidade mobile para os próximos anos

Tendo investido na análise dos perfis dos usuários mobile, siga as tendências a seguir para melhor interagir com seu público-alvo. Como os vídeos estão entre os recursos mais utilizados da publicidade mobile e digital, vale a pena conferir também nosso artigo sobre videomarketing!

Atacando em rede

Estima-se que o marketing dentro das redes sociais corresponderá a 20% do total da verba investida até 2019. Além de Instagram e Facebook, que fazem uso de links patrocinados, os e-mails também entram como grandes responsáveis por essa fatia. Para apostar nas redes sociais, estude bem o seu público para saber em qual rede se concentram seus usuários mais relevantes e qual o tipo de conteúdo que eles esperam encontrar.

Investindo na onipresença

Sim, depois de pesquisar por um sapato no Google, você passará a receber diversas propagandas de calçado enquanto navega. Isso porque essas lojas que oferecem produtos relacionados à sua busca perfazem um sistema de remarketing, retendo consumidores que pararam no meio do caminho sem finalizar a compra.

Geolocalização

Esta é uma técnica ainda em desenvolvimento, mas que em breve será muito utilizada. Imagine, por exemplo, um usuário que acompanha e segue diversos perfis de cuidados e curiosidades para pets em seu Facebook e Instagram. Por meio dessa análise, é possível sugerir que ele visite um pet shop quando estiver passando por perto de um. O mesmo se dá com restaurantes, lojas de roupa etc.

Vídeos

Estima-se que a publicidade em vídeos deva crescer até 18% em dois anos, alcançando rendimentos que superam a faixa de 35 bilhões de dólares. Para investir nesse estilo de publicidade, é importante reunir não somente uma equipe de profissionais nessa área, como também pesquisar os canais mais relevantes para prováveis parcerias de divulgação com conteúdo de marketing inserido no vídeo, ao invés de anúncios pré-vídeo. Esse segundo estilo é menos invasivo e pode angariar público de forma mais natural.

Falando em prodígio, conheça a ferramenta que organiza o fluxo do seu trabalho

Se você está procurando um software que te ajude a analisar o desempenho de seus projetos de publicidade mobile, pode contar com o Runrun.it. A ferramenta de gestão online é reconhecida por ajudar equipes de agências e marketing a organizarem prioridades, projetos e o fluxo de trabalho.

Com ele, você consegue enxergar os processos do seu negócio de forma clara e mantém a comunicação entre suas equipes simples e direta. Tudo para que você assuma maior controle de suas operações, de modo a não ser pego de surpresa por algum movimento inesperado do mercado. Faça um teste grátis agora mesmo: http://runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>