A transformação digital é uma realidade. Veja o que sua empresa pode ganhar com ela

A transformação digital é uma realidade. Veja o que sua empresa pode ganhar com ela

A cultura pop está repleta de clichês divertidos de vovozinhas que não sabem programar um videocassete ou pais que não entendem “essa tal de internet”. Em filmes e seriados, isso é engraçado. Na gestão de uma empresa, é muito perigoso. Afinal de contas, a transformação digital chegou para todos os mercados, e ignorá-la não é uma opção.

Os gestores ultrapassados e a transformação digital

Pode parecer um clichê, mas o mundo hoje é digital. Por mais óbvio que isso pareça para nós e para você – que está lendo este texto em um blog, na internet – ainda existe gente que acredita que pode administrar uma empresa sem se preocupar com isso. Para estes gestores, a transformação digital é apenas uma parte do negócio, ou, pior ainda, uma coisa passageira ou restrita a certos segmentos de mercado.

CEOs com esta mentalidade acreditam que apenas ter um departamento de TI ou de inovação já é o suficiente para preencher o quesito “empresa digital”. Mas de nada adianta confinar a inovação em uma área isolada da organização enquanto a cultura da empresa e a gestão ainda mantêm uma mentalidade antiga. Logo a força desta cultura obsoleta irá desfazer todos os esforços de criatividade e reverter a transformação digital.

Acompanhando os avanços

Segundo o “Trust Barometer”, um relatório anual da agência Edelman que mede a confiança da população em instituições, apenas 37% dos entrevistados confia em CEOs. No Brasil, além do abalo gerado pelos escândalos de corrupção, a imagem dos gestores por trás de grandes empresas ainda é manchada por outros fatores negativos. A percepção de que estes profissionais são inescrupulosos, corporativistas e antiquados permeia o relatório.

Como mudar esse cenário? Neste texto sobre liderança corporativa, oferecemos algumas sugestões de como lidar com uma nova geração de colaboradores. Além de um reposicionamento cultural e comportamental, uma mudança de mentalidade em relação à tecnologia também pode ser muito útil para minimizar a crise de confiança.

Além disso, abraçar a transformação digital é uma obrigação de toda empresa que tenha esperanças de sobreviver em um mercado de concorrência agressiva e em constante mudança. Não se trata de uma moda, mas de uma questão de sobrevivência.

>> Leitura recomendada: As empresas fintech estão mudando o mercado e a sociedade. Por isso você precisa conhecê-las

Tendências e ferramentas para adotar a transformação digital

Já falamos aqui no blog sobre algumas tendências de inovações tecnológicas que estão transformando o ambiente corporativo. Apenas para relembrar, estas tendências incluem:

Modernização e crescimento da cultura digital

Cada vez mais, empresas que valorizam o uso de ferramentas digitais em suas operações tomam a dianteira na corrida pela transformação digital. Controle otimizado de custos e prazos, acompanhamento em tempo real de projetos e comunicação facilitada entre os colaboradores estão entre alguns dos benefícios de uma empresa que se utiliza destes recursos.

Ampliação ou substituição dos atuais modelos de gestão

As diversas formas de gestão abordadas aqui no blog se complementam e evoluem para acompanhar os novos tempos. Bons gestores devem estar sempre informados e não ter medo de se atualizar e se reinventar. Com as novas políticas de gestão, espera-se também uma maior motivação da equipe, que enxerga na liderança uma mentalidade moderna e aberta.

Produtividade em nuvem

Espera-se que a utilização de ferramentas de gestão em nuvem suba de 15% em 2015 para mais de 60% em 2020. A onipresença destas inovações tecnológicas proporcionará o trabalho simultâneo e paralelo de diversas pessoas em um mesmo projeto, eliminando uma série de relatórios, e-mails desnecessários e outras burocracias.

Quer saber mais sobre modelo de negócio e entender como empresas utilizam a tecnologia de forma criativa para ganhar mais? Leia este texto sobre modelo de negócio.

Decidindo como um CEO moderno

Como vimos, grande parte da transformação digital passa por uma mudança de atitude da gestão. Abaixo, listamos um roteiro das decisões fundamentais que um gestor deve tomar para atualizar a cultura da empresa.

Para onde minha empresa deve ir?

Para tomar esta decisão, além dos dados de mercado e comportamento do consumidor, o gestor deve extrapolar estas informações para um futuro minimamente previsível. Não tenha vergonha de copiar ideias de inovações tecnológicas de outros setores. Pense, por exemplo, onde sua empresa estaria se o todo o mercado e sua interação com os clientes fossem digitais.

Quem irá liderar o esforço?

O CEO pode ser o líder do movimento de transformação digital. Muitos executivos ficaram famosos como o rosto à frente de grandes guinadas corporativas. Mas é importante saber quem serão os membros que irão acompanhá-lo nesta jornada. Estes profissionais devem ser experientes em inovações tecnológicas e ter perfil de liderança. Mais ainda, precisam de autoridade para promover dentro da empresa os conceitos chave da cultura digital: Foco no consumidor, mindset colaborativo e tolerância ao risco.

Como vender essa mudança aos membros da organização?

Convencer sócios e colaboradores da importância da transformação digital pode ser complicado. O CEO deve focar-se em conseguir influenciadores dentro e fora da empresa, e utilizar uma linguagem de campanha, com mensagens claras e atraentes. Os objetivos da transformação devem estar bem definidos para resistirem às pressões da busca por lucros em curto prazo.

Onde posicionar a empresa no ecossistema digital?

Por sua natureza “enxuta” e por exigir investimento reduzido, é relativamente fácil entrar no mercado digital. Muitas vezes isso coloca em confronto direto empresas estabelecidas e novos entrantes. Uma estratégia para escapar desta competição é perceber quais nichos oferecem uma oportunidade de complementação, ou seja, onde você pode transformar concorrentes em parceiros.

Como decidir durante a transformação digital?

“Tudo dá certo, até dar errado”. Esta frase define bem os planos em longo prazo. Durante a transformação digital, o CEO e sua equipe selecionada devem reavaliar os rumos frequentemente. Reuniões semanais para conferir se as coisas estão indo como planejado são um preço baixo para se pagar por um salto digital de sucesso.

Como alocar os recursos financeiros de forma rápida e dinâmica? No momento da transformação digital, a empresa precisa de mais agilidade nas decisões orçamentárias. Tradicionalmente, estas decisões são anuais. Durante a transição, elas devem mudar para o menor tempo possível, por exemplo, mensais. Decisões polêmicas como reduzir gastos com a estrutura original “antiga” podem ser exigidas. Não tenha medo, isso faz parte do processo de atualização.

O que fazer, em que ordem? Tão importante quanto as alterações do processo de transformação digital é a ordem em que estas mudanças são implementadas. Às vezes, o impulso ou lucro gerado por uma ação pode facilitar – ou até mesmo possibilitar – uma nova etapa. Faça as projeções com calma e maximize seus resultados. Este texto aqui do blog traz mais informações sobre gestão da inovação.

Empresas tecnológicas trabalham digitalmente

Se você quer que sua empresa não fique parada no tempo e trabalhe como os melhores exemplos de organizações modernas e tecnológicas, você precisa utilizar ferramentas digitais de gestão.

Com Runrun.it você mantém todo o trabalho de suas equipes na nuvem, de forma simplificada, automática e clara. Aumente sua produtividade com Runrun.it e leve sua transformação digital até o fim. Experimente grátis: http://runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>