Liderança 360 graus: A sua deveria ser, mas será que é?

Liderança 360 graus: A sua deveria ser, mas será que é?

“99% de toda a liderança não parte do topo, mas do escalão médio de uma organização”. Quem disse isso foi John C. Maxwell, em seu best-seller Líder 360º. E o que ele quis dizer com isso? Basicamente, que você não precisa ser CEO ou gestor da empresa onde trabalha para ser visto(a) como líder. Inclusive, escrevemos um post listando 20 sinais de que você é líder mas não sabe. Da mesma forma, você não precisa esperar uma promoção para começar a aprender a liderar. Na realidade, se você admira alguém do seu trabalho, pode suspeitar de que por trás do seu carisma, pode estar uma liderança 360 graus. E você? Seria você um(a) líder 360 também? Continue para descobrir.

O que é Liderança 360 graus?

A hierarquia da companhia pouco importa para o(a) líder quando ele(a) é capaz de se pôr na pele dos outros profissionais, seja seu diretor, colega de mesa, estagiário ou ajudante de limpeza. O requisito para uma ser considerada membro da liderança 360 graus é ser capaz de influenciar pessoas de todas as áreas do seu convívio profissional.

• Liderar para cima, influenciando seus líderes;
• Liderar através, influenciando seus pares, e
• Liderar para baixo, influenciando todos aqueles que, de alguma forma, trabalham para você.

Persona_Joana

E como age um Líder 360?

Nossa memória pode ser ingrata. Gestores se esquecem de que foram colaboradores e desdenham pessoas, às vezes, reproduzindo um tratamento que receberam. Assim como colaboradores se esquecem de que podem ser os gestores de amanhã, e não tomam iniciativa, esperam sempre que alguém lhes diga o que fazer.

Por isso, questione-se o seguinte: Você seguiria o líder que você é? Você seria influenciado(a) por ele? Antes de mais nada, influenciar alguém é motivá-lo a fazer algo, por vezes, nunca feito. E motivar, por sua vez, é mais do que dar ânimo: é dar motivos. Motivos para trabalhar a favor de todos os níveis da empresa, aprendendo com as pessoas, independente da hierarquia.

1. Liderar para cima é quando aliviamos a carga do “chefe”, mostrando disposição para cumprir o que outros talvez não acreditem ser função sua. Liderar para cima envolve, por exemplo, sugerir melhorias para o ambiente de trabalho, já que nem sempre suas críticas ficam claras para seus supervisores. Além do mais, como você irá saber se sua ideia é uma solução para descomplicar, enquanto ninguém puder julgá-la?

2. Liderar através é quando oferecemos ajuda aos nossos colegas, quando temos condições, para que eles também alcancem resultados positivos. É quando reconhecemos suas conquistas. Por isso, acaba que liderar implica ter ao menos um bom amigo no trabalho. Alguém que você convidaria para te acompanhar em um curso de aperfeiçoamento, um workshop, ou até mesmo alguém que você traria para o convívio familiar.

3. Liderar para baixo é quando dizemos às pessoas que confiamos na sua capacidade. Isso as instigará a provar serem ainda melhores, para não te decepcionarem. Liderar para baixo é cumprimentar as pessoas, é chamar pessoalmente para uma reunião, é colaborar com quem faz a limpeza dos espaços. Liderar para baixo é entender quais são os planos de seus colaboradores, abrir as portas para sugestões e – nunca se esqueça – é dar motivos para um desempenho excepcional, antes de cobrar por metas.

Runrun.it

Mantenha-se em contato com toda a sua equipe e permita que ela partilhe conhecimento entre si. Isso motiva. Experimente o Runrun.it, o software gerenciador de projetos profissional que organiza todas as tarefas em lista, segundo a prioridade que seus colaboradores devem seguir. Conta ainda com relatórios digitais de status de cada projeto, tempo, clientes e custos. Experimente grátis: http://runrun.it

liderança 360 graus

4 thoughts on “Liderança 360 graus: A sua deveria ser, mas será que é?

    1. Fernando, que ótimo que você gostou e, ainda melhor, que você concorda. Te desejo sorte para ser um líder 360º e inspirar outros a te seguirem. Abraço!

  1. Concordo plenamente com o artigo e fica aqui mais uma reflexão,
    Gestão não é só para os que tem o poder de exerce-la e sim para todos que sabem exerce-la. O simples fato de tomar uma decisão sem a necessidade de recebe-la como ordem é a melhor gestão, e assumir a responsabilidade dessa ação é ser líder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>