Tudo online e em tempo real: conheça as tendências da computação em nuvem

Tudo online e em tempo real: conheça as tendências da computação em nuvem

Certamente, você e sua empresa já usam algum serviço na nuvem. Desde de dados valiosos da sua empresa até as fotos do seu celular e o backup de mensagens do seu Whatsapp. A rigor, qualquer busca de dados que não estejam alocados em um HD ao seu lado já pode ser considerada cloud. Pois é um sistema remoto que pode ser acessado por múltiplos usuários. Servidores, bancos de dados, softwares, análises, tudo isso entra no pacote. Mas, além de saber o que é computação em nuvem, é preciso acompanhar a evolução desse modelo.

O que é computação em nuvem?

É um modelo de trabalho online que permite tráfego mais ágil de dados e a resolução de problemas de armazenamento. Mas, disso, talvez você já saiba. O que precisa conhecer é a série de tendências que levam essa modalidade online para além da forma como as soluções são utilizadas.

Já listamos neste artigo alguns desafios de pequenas e médias empresas na gestão de TI. Mas agora vamos tratar de novidades na nuvem que impactam todo o mercado. Confira:

Co-localização

Imagine um coworking de data centers. Você fica a um passo de uma conexão de alta velocidade, se beneficia do fluxo de dados ultra rápido e não se compromete com a contratação de um fornecedor de serviços em cloud.

Dave Bartoletti, vice-presidente da empresa americana de pesquisa de mercado Forrester Research, afirma neste artigo que uma grande vantagem dos “Co-los” é que você está a uma distância de uma conexão direta de alta velocidade para qualquer provedor de nuvem pública. Assim, a estratégia multicloud se torna viável e você pode testar serviços como o Google Cloud sem precisar fazer toda a migração.

Gestão inteligente do orçamento cloud

Recursos ilimitados de TI e cobrança sob demanda? Parece perfeito, mas, com a evolução do mercado e novas ofertas da computação em nuvem, administrar os custos ficou cada vez mais complexo. A contenção de gastos se tornou uma realidade. Este artigo da CIO levanta boas práticas para o gerenciamento de custos na nuvem.

Nuvens públicas, privadas e hiperconvergência

Em um primeiro momento, os gerentes de TI com receio da segurança se voltaram a criar suas próprias nuvens. Porém, para conseguir um nível aceitável de segurança, com padrão e processos confiáveis, o investimento é astronômico. A saída é a utilização de soluções híbridas e o maior uso de containers de aplicação — regiões isoladas do restante da máquina hospedeira (seja ela física ou virtual), que podem prover os recursos operacionais necessários para receber um processo ou uma aplicação.

Enfim, são as Soluções de Infraestrutura Hiperconvergentes (HCI), que oferecem recursos de computação, armazenamento e redes pré-integradas, para uma implementação mais rápida e acessível. Trata-se literalmente de aproveitar o melhor dos mundos — eis aí a essência de o que é computação em nuvem.

Para o alto e além

O crescimento da computação em nuvem pode ser creditado à grande expansão no mercado de SaaS (Software as a Service). Para as empresas acompanharem o ritmo de crescimento do tráfego de dados, a solução é migrar para um modelo elástico, sob demanda e com capacidade de expansão para um patamar muito mais elevado.

Segundo o “7º Global Cloud Index Forecast (GCI)” publicado pela Cisco, o tráfego de dados triplicará até 2021. E de todos esses zettabytes de informação, 95% será feito via nuvem.

Isso representa um nível de virtualização de ambientes de trabalho sem precedentes. Tudo será online e você precisa saber explorar o melhor dessa revolução de Internet das Coisas, carros e cidades inteligentes, sistemas de saúde integrados com outras utilidades digitais. Aqui, no blog, já abordamos as tecnologias disruptivas e como elas farão com que essa previsão de tráfego na nuvem se cumpra.

>> Leitura recomendada: Conheça edge computing, a próxima fase no ciclo da IoT

Superação de obstáculos

Após entender o que é computação em nuvem, é preciso saber que as principais barreiras para a adoção de cloud services são custos e segurança. Como vimos, a gestão inteligente do orçamento de computação na nuvem, e obviamente o crescimento desse mercado específico, superou a barreira financeira. Por outro lado, o desenvolvimento de novas tecnologias e a formatação de banco de dados em containers fizeram avanços significativos no campo da confidencialidade.

O resultado é que trabalhar na nuvem hoje muitas vezes é mais barato e mais seguro. Isso também explica a explosão do cloud. “Mesmo serviços de inteligência estão migrando para a nuvem”, afirma Thomas Barnett, diretor da Cisco.

Ao se tornar mais acessível e confiável, a computação em nuvem se faz cada vez mais necessária. O Big Data, por exemplo, ocupava 18% dos servidores do mundo em 2016. Esse número vai pular para 30% de todos os dados armazenados daqui a três anos.

>> Leitura recomendada: Organize a governança de dados da sua empresa

Sua empresa está no “Cloud first” ou já passou para o “Cloud Only”?

Basicamente, as empresas adotaram o “Cloud First”, que é colocar como prioridade na estratégia de TI o uso de sistemas remotos online. Mas uma evolução natural desse pensamento foi além de adotar como prioridade, para colocar como exclusividade – tudo tem que ser na nuvem. Abordamos esses pensamentos de nuvem e um caso emblemático de um fundo de investimentos dos Estados Unidos neste artigo.

Ao observar a trajetória de empresas, é comum a organização já nascer na nuvem, como é o caso de startups e corporações recentes. E, para te ajudar como empreendedor, listamos sete vantagens do gerenciamento via nuvem aqui. Por outro lado, também há a migração de estruturas já existentes. Nesta situação, o processo deve ser gradual, começando pela escolha de prestadores de serviços em cloud e continuando com a progressão dessas soluções.

Prepare-se para voar mais alto

Como vimos, não apenas o armazenamento e tráfego dos seus dados pode estar na nuvem. Sua gestão de projetos, de custos e o fluxo de trabalho também. O Runrun.it é uma plataforma online que auxilia a integração de times multidisciplinares e a realização de projetos de todos os tamanhos com gerenciamento de clientes, tarefas e comunicação entre a equipe. Se é para se atualizar e entrar na nuvem de vez, que tal começar experimentando os efeitos de uma plataforma? Faça um teste grátis: http://runrun.it

 

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>