Como começar um programa de inovação na sua empresa

Como começar um programa de inovação na sua empresa

O programa de inovação é uma ferramenta capaz de concentrar e potencializar as diversas ideias que circulam dentro e fora da empresa. Ele faz com que a inovação se transforme numa atividade consistente e alinhada aos objetivos gerais da organização, considerando avanços tanto nos produtos quanto nos processos internos.

Para implementar um programa de inovação é preciso atender algumas bases, que iremos discutir mais à frente, garantindo comunicação fluida, liberdade na geração de ideias e espaço para testá-las na prática.

Empresas que inovam sem esse método podem ter algum grau de sucesso, mas estarão caminhando no escuro. O programa de inovação entrega um caminho sólido pelo qual todos os colaboradores podem se guiar, somando esforços para que o resultado coletivo seja amplificado. Saiba mais!

 

Quais as vantagens do programa de inovação?

Ao utilizar um programa de inovação, temos dois objetivos principais:

1. Fazer com que as iniciativas em andamento na empresa possam dialogar entre si, trocando ferramentas e descobertas para impulsionar umas às outras;

2. Gerar e testar um número crescente de ideias com potencial transformador, tanto em grande escala quanto nos processos mais cotidianos.

 

Quando atingimos esses objetivos, podemos estabelecer as fundações para um crescimento sustentável, e a empresa não dependerá somente da próxima grande ideia para se manter competitiva no mercado onde atua ou explorar um novo setor.

A depender das áreas em que o programa de inovação cause mudanças, também veremos benefícios como:

  • Aumento da produtividade, com o desenvolvimento de ferramentas e processos mais eficientes;
  • Redução nos custos, conforme novas formas de produção evitem falhas e desperdícios;
  • Qualificação da equipe, à medida que seus membros desenvolvem novas habilidades para garantir o sucesso dos projetos em que atuam.
  • Maior engajamento dos colaboradores, que ao defender e executar suas próprias ideias terão um motivo concreto para vestir a camisa da organização;
  • Colaboração entre profissionais e departamentos variados, promovendo trocas que irão estimular uma inovação ainda mais intensificada no interior das áreas em contato.
 

Como começar um programa de inovação?

Um programa de inovação inclui diversas partes, e algumas delas são ótimos pontos de partida para implementá-lo. Elas permitem que as empresas ganhem maturidade, consolidando sua identidade inovadora para dar passos cada vez maiores conforme experimentam os frutos da sua iniciativa.

Comece com o intraempreendedorismo

Para que um programa de inovação traga bons resultados, é preciso conceder algum grau de autonomia aos profissionais envolvidos: eles devem ter espaço e ferramentas para dar vida às suas ideias.

Essa também é a fórmula por trás do intraempreendedorismo, através do qual pequenas “empresas” podem se formar no interior da organização. Elas podem conduzir melhorias no próprio negócio ou explorar novos mercados, sem que a companhia precise deslocar toda sua estrutura para essa iniciativa.

Muitos gestores acreditam que estimular os intraempreendedores é um risco, pois eles podem se tornar competidores. A realidade, no entanto, vem mostrando resultados diferentes, já que os profissionais tendem a permanecer na organização e seus projetos servem apenas para fortalecê-la.

>> Leitura recomendada: Domine a arte da retenção de talentos

Mesmo no caso de um spin-off – quando o intraempreendimento demonstra tanta força que uma nova empresa pode ser criada – as duas organizações costumam atuar como parceiras, crescendo de forma conjunta ao invés de competir entre si.

Capacite sua equipe

Uma postura autônoma deve receber, como contrapartida, profissionais capacitados para atender às demandas trazidas pela inovação. Ter uma boa ideia é apenas o primeiro passo e eles precisam lidar com os desafios que surgem a partir daí.

Além do domínio técnico sobre as funções exercidas, todos os colaboradores envolvidos em um programa de inovação podem se dedicar ao desenvolvimento de soft skills. Elas favorecem a comunicação e a liderança, incluindo habilidades como gestão de produtividade, negociação, tomada de decisões assertivas e assim por diante.

Também devemos considerar as deep skills, que envolvem, sobretudo, a relação do indivíduo com ele mesmo. Alguns exemplos são a autoestima e a motivação intrínseca, que permitem navegar por ambientes complexos sem perder a confiança no seu próprio trabalho.

Num contexto mais geral, é importante que os colaboradores à frente de novos projetos também estejam capacitados para lidar com os conceitos e ferramentas da inovação corporativa. Ela oferece uma visão estratégica de negócios para que os atuais e futuros líderes da companhia possam alinhar cada projeto específico ao desenvolvimento global da organização.

Promova a mudança de cultura

Se existe um fator capaz de predizer a velocidade com que uma empresa inova, é a sua cultura. Ter profissionais criativos e bem capacitados, sem um ambiente no qual eles possam concretizar seu potencial, é um verdadeiro desperdício.

É difícil apontar, em detalhes, como a cultura de uma empresa deve ser, afinal cada organização tem mercado, equipe e gestores únicos. Uma mesma dinâmica não vai ser aplicada com sucesso em qualquer caso, mas existem alguns elementos que tendem a funcionar em todos eles:

  • Abertura à comunicação: as ideias precisam fluir com alguma liberdade e os colaboradores, em todos os níveis, devem ser orientados para garantir que isso ocorra. Os profissionais, sobretudo gestores, nunca podem reprimir ou inferiorizar quem traz sugestões, mesmo quando elas não são viáveis.
  • Decisões assertivas e criteriosas: se os profissionais entenderem que as sugestões de algumas pessoas recebem mais atenção e não há um critério objetivo para isso, eles vão guardar suas ideias para si mesmos.
  • Espaços formais de troca: algumas pessoas têm iniciativa para levar suas propostas ao escritório do gestor, enquanto outras precisam de espaços como sessões de brainstorming para se expressar.
 

Lance um Programa de Ideias

Ele é a base para o programa de inovação e diz respeito aos estímulos para que ideias sejam compartilhadas, ambientes onde elas possam ser discutidas abertamente, recompensas para as melhores propostas e assim por diante.

Um Programa de Ideias pode ser implementado em poucos dias e ajustado ao longo do caminho. Ele pode ser o primeiro passo da sua empresa rumo a um programa de inovação, conforme as ideias são transformadas em projetos e executadas na prática.

Seus benefícios são diversos e podem ser transmitidos ao programa de inovação, aumentando o valor agregado da companhia, gerando eficiência para os seus processos internos, reduzindo custos e capacitando os profissionais. 

Um programa de inovação pode assumir várias formas para se adequar às necessidades da sua organização. Seja trabalhando com uma estrutura simples e ágil ou envolvendo uma grande empresa com vários times, o importante é garantir que todos possam se comunicar de forma rápida e organizada.

Como vimos, adotar um programa de inovação traz diversos benefícios. Antes um diferencial competitivo, ele se torna uma ferramenta cada vez mais necessária para que uma empresa possa existir – afinal, com tantas mudanças atingindo competidores e consumidores, inovar é a única forma de se manter relevante!

Use  softwares para implementar o programa de inovação

As etapas que listamos (gerar, escolher e implementar) até podem ser feitas com papel e caneta, mas o processo ganha eficiência quando um software para gestão da inovação entra em cena.

Um programa de inovação pode resultar entre dezenas e milhares de ideias e trazer retornos financeiros reais. Um software como o AEVO Innovate, a maior plataforma de Gestão da Inovação da América Latina, que conta com mais de 250 mil usuários, possui os recursos adequados e permitirá identificar os melhores critérios de escolha, oferecer espaços de discussão e garantir que as propostas se tornem projetos sólidos, além de gerenciar uma implementação bem sucedida.

Ele contempla toda etapa do Programa de Inovação, desde a criação do banco de ideias, até a fase de implementação, gamificação dos colaboradores, conexão com startups para auxiliar nos desafios da empresa e gestão das metas e KPIs de cada projeto.

Para organizar todas as etapas do projeto de inovação em sua empresa, engajar as pessoas e melhorar a comunicação e registrar toda troca de ideias, você pode utilizar um gerenciador de projetos como o Runrun.it. Com o software, é possível alinhar os procedimentos estruturados no planejamento, gerir as tarefas relacionadas e acompanhar as atividades executadas em tempo real numa só tela. 

Além disso, a ferramenta possui indicadores de desempenho e capacidade, que mensuram o tempo aplicado em cada atividade e a disponibilidade de cada usuário envolvido no projeto, fortalecendo uma visão transparente sobre a produtividade da equipe. Crie sua conta e faça o teste grátis: http://runrun.it

programa de inovação” width=
 

Conteúdo desenvolvido em parceria com o AEVO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>