Excesso de e-mails pode derrubar o seu desempenho

Excesso de e-mails pode derrubar o seu desempenho

A matéria de capa do Caderno Carreiras da Folha de S.Paulo trata de um tema fundamental, a perda de produtividade causada pelo excesso de e-mails. A seguir, trazemos um trecho desta reportagem e um maneira eficaz para resolver o problema.

“Um mês e meio de trabalho: esse foi o tempo que uma equipe da farmacêutica Boehringer Ingelheim calcula ter ganho ao reduzir o volume de e-mails enviados. O número caiu de 9.515 por pessoa em 2011 para 6.656 em 2012.

“Reduzimos em 2.859 o número de e-mails por funcionário. Se você contar que perde cinco minutos com cada mensagem, isso representa um mês e meio de trabalho por ano”, diz Fabio Rodrigues, 38, gerente da empresa responsável pela iniciativa, motivada, segundo ele, pelo fato de a equipe ter se tornado “escrava” da ferramenta.”

A redução do volume de e-mails é um dos principais benefícios trazidos pelo uso do runrun.it. Nele, todas as comunicações relativas a uma tarefa, projeto ou cliente ficam registradas em um ‘time-line’ específico, parecido com o que você tem no Facebook. Além disso é possível verificar muito rapidamente todas as evoluções ocorridas nas tarefas que foram abertas por você, para você ou naquelas em que você está apenas como um seguidor. Isso evita todo o tempo perdido percorrendo e-mails apenas para saber se eles necessitam de alguma ação sua ou não.

É comum que os usuários do runrun.it reportem uma redução de volumes de e-mail de 60%. Vale a pena conhecer o produto.

Conheça o http://runrun.it

E leia a reportagem da Folha na integra: empresas_agem_para_reduzir_emails.

POSTS RELACIONADOS:

E-mails demais?! Adestre o seu Facebook, Twitter e Gmail

Melhor desempenho passa por melhor planejamento

Melhor desempenho através de um bom descanso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>