O perigo mora nos detalhes: dicas de como ser um bom líder no dia a dia

O perigo mora nos detalhes: dicas de como ser um bom líder no dia a dia

O tema liderança é constantemente abordado por aqui – você já deve ter percebido. Não poderia ser diferente, já que a todo momento surge algo novo a se aprender. Sempre há uma nova técnica, uma nova metodologia ou um novo aprendizado a ser conhecido. Por mais competente e habilidoso que seja um gestor, sempre haverá espaço para ele se aprimorar. E, para que entenda, cada vez mais, como ser um bom líder.

Antes de aprofundar o tema, temos dois artigos para te indicar: Aqui você aprende como liderar uma equipe em três palavras-chave. E também as melhores opções de curso de liderança para você se aperfeiçoar.

Agora, para contribuir com seu aprendizado sobre como ser um bom líder, queremos compartilhar algumas dicas mais específicas. Referem-se, principalmente, aos detalhes da sua liderança – que, embora pareçam não ter importância, fazem toda a diferença na relação diária com seus colaboradores.

Uma simples careta pode colocar tudo a perder

Antes de mais nada, é bom que você saiba que está sob constante vigilância de seus funcionários. Cada sinalzinho de sua expressão pode ser captado por eles. Então, não importa quão bom seja o clima organizacional da sua empresa: basta um cenho franzido e os ventos podem mudar de direção.

Neste artigo, Leila Velez, fundadora da empresa de cosméticos Beleza Natural, compartilha seus aprendizados sobre como ser um bom líder nos detalhes.

Conta a gestora que, caso você não esteja nos seus melhores dias, é muito provável que a equipe sinta isso. E um sentimento que você gostaria muito de reter, quando percebido, pode se espalhar feito rastilho de pólvora. Ainda que você não tenha essa intenção, a sua organização, ou a sua equipe, sempre terá muito de sua própria personalidade.

No fundo, não existe muito aquela história de “faça o que eu digo, não o que eu faço”. Na maioria das vezes, a sua influência como líder é muito maior do que você imagina. Então, todo o cuidado é pouco: legitimidade é fundamental, claro, mas treinar sua poker face de vez em quando não faz mal algum.

Regra básica de como ser um bom líder: seja o exemplo

Mesmo que não queira ser esse exemplo. Não tem saída. Assim como a forma com que você cuida dos seus clientes molda o atendimento da sua empresa, a maneira como você trata seus subordinados vai influenciar a forma como eles tratam uns aos outros.

Leila Velez também afirma que o comportamento do gestor resulta em “um treinamento por osmose, mais relevante do que qualquer treinamento em sala de aula”. Portanto, independentemente de características da personalidade, lembre-se sempre de que você tem uma “responsabilidade maior de ser o exemplo do que gostaria de ver retratado por todos os seus colaboradores”.

A atenção que você dá a determinados detalhes, como venda, qualidade ou organização, será balizadora de como os demais se voltarão para esses itens. Então, se deseja vendas espetaculares, serviço encantador, qualidade nota mil, saiba que muito depende não só da sua equipe, mas muito de você!

Cada perfil no seu devido lugar

Como ser um bom líder sem saber identificar potenciais e fraquezas da equipe? Impossível! É preciso intuir qual perfil será mais adequado para uma tarefa específica, e qual não servirá.

Se você não tem esse “tino” naturalmente, é provável que só o obtenha com a experiência (nem sempre positiva, é verdade). Mas selecionar bem a equipe já facilita demais o trabalho. Sugiro a leitura deste artigo sobre recrutamento e seleção, que traz dicas preciosas para você entrevistar melhor seus candidatos.

Liderar bem é recrutar bem

Entre as características do líder, uma das mais importantes é saber identificar a pessoa certa para a vaga certa. Selecionar o perfil adequado para o seu negócio não só é fundamental para os resultados lá na frente, como evita sérios problemas. Já imaginou colocar uma pessoa muito tímida em um posto que necessite de iniciativa e expansividade? Ou uma pessoa agressiva em um cargo que exija comedimento e ponderação? Problema na certa!

>>Leitura recomendada: Gerenciamento de conflitos: o que fazer para manter a harmonia na equipe

Procure recrutar pessoas que gostem do seu produto, que se identifiquem com sua marca, que valorizem o seu negócio, que estejam alinhados à cultura da empresa. Esta é uma dica valiosa de Leila Velez – e poderia ser de qualquer outro bom líder.

Pode demorar um pouco, mas vale o esforço. Porque, mais do que colaboradoras, as pessoas serão representantes, embaixadoras da sua empresa, do seu produto ou serviço, perante os clientes.

Por último: antena sempre ligada

Não tem como ser um bom líder se você se cercar de pessoas que só executam bem enquanto você estiver presente. E aqui entra a importância de se ter uma cultura de resultados bem estruturada.

Quando sua equipe está imersa na cultura, sua tarefa de liderar fica muito mais fácil. Então, olho vivo nos detalhes, para que desvios do caminho que você considera ideal para o negócio não ocorram.

A propósito, segue um link se quiser ler uma boa reflexão sobre como e quando transformar sua cultura organizacional.

Artigos que você vai querer ler:

Para terminar, existem ferramentas de gestão que foram criadas para quem precisa liderar. Como o Runrun.it, verdadeiro braço direito do gestor, que organiza todas as demandas do negócio. Com a solução, você fica sabendo quando as tarefas e projetos serão entregues, quem as está realizando e quanto vão custar de fato. Faça o teste grátis desta ferramenta e veja agora mesmo como ser um bom líder: http://runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>