DevOps: desenvolvimento e operações em um só time, pelo bem dos projetos

DevOps: desenvolvimento e operações em um só time, pelo bem dos projetos

Tudo muda. tudo inevitavelmente evolui. No ambiente de TI, essa máxima é ainda mais verdadeira, já que o surgimento de novas tecnologias e metodologias transformam processos com muito mais rapidez do que em outras áreas. Isso exige, dos profissionais de Tecnologia da Informação, uma imensa capacidade de adaptação. Foi essa demanda que deu origem ao termo DevOps, que reúne as duas principais atividades de TI: desenvolvimento e operações. E agora vamos te ajudar a entender porque o conceito vem se espalhando com tanta rapidez por empresas do setor.

O que é DevOps, exatamente?

É o termo inglês originado da colisão entre “desenvolvimento” (Development) e “operações” (Operations). De acordo com este texto do blog The Agile Admin, o conceito surgiu da união de duas tendências de TI: a primeira é a infraestrutura agile, ou metodologia ágil, de que tanto falamos aqui no blog, e que consiste de uma abordagem agile e enxuta das operações de uma empresa de TI.

A segunda tendência é o entendimento de que a colaboração entre desenvolvimento e operações deve permear todos os ciclos de elaboração de um produto. Isso diz respeito também ao fato de que essas operações se tornaram mais e mais importantes num cenário orientado para serviços.

Neste sentido, o texto do Agile Admin traz uma esclarecedora definição sobre o conceito. Ela vem de Jez Humble, CTO do instituto DevOps Research: “o termo DevOps surge para designar uma comunidade multidisciplinar de práticas dedicadas ao estudo da construção, do desenvolvimento e da operação de sistemas resilientes que mudam rapidamente – e em escala”.

Ou, numa explicação menos técnica: DevOps são profissionais atuando juntos na prática de desenvolvimento e operações ao longo de todo o ciclo de um serviço – do design ao suporte do produto.

TI tradicional X DevOps

Muitos líderes e gestores de TI perguntam-se o que muda com o surgimento de DevOps. Bem, o resumo da ópera é o seguinte: as equipes de operações precisarão aprender a programar. Pois são as práticas de DevOps que permitem a uma empresa acelerar a disponibilidade de apps e serviços no mercado.

De acordo com esta matéria do portal CIO, isso representa um choque com as concepções tradicionais de TI, que não costuma carregar a “mentalidade desenvolvedora”. E, com a supervalorização atual do termo, é perfeitamente razoável que as organizações de TI mais tradicionais sejam céticas ou até mesmo abertamente avessas a ele. Mas é inegável: os novos tempos exigem que todos estejam trabalhando rumo a um objetivo comum – eis a base do pensamento ágil. E, nesse processo, a confiança gerada pela prática de DevOps é fundamental.

Confiança de que, como gestor, você entende de fato que falhar no início significa aceitar mais falhas – mas confiança também de que, ao final, essas falhas serão reduzidas por meio de mais resiliência. É por isso que aqueles com mentalidade de desenvolvedor podem ajudar muito a aprimorar a TI.

>> Leitura recomendada: Metodologia lean: descubra como enxugar os excessos da sua gestão

Implementando DevOps na sua empresa

Como dissemos, DevOps implica em combinações de habilidades. Em equipes de operações que saibam programar – não apenas scripts de gurus, mas os fundamentos de programação reais.

Para implementar a prática na sua empresa, é preciso saber que não há um caminho específico – há, sim, aquilo que funciona e que não funciona para a sua estrutura. Iniciativas bem-sucedidas neste campo têm as mais diversas origens: de times de desenvolvedores, de times de operações, top down, bottom up, de dentro das empresas, de consultorias etc.

Assim, não há um “manual de implementação” específico. Mas há algo fundamental, que é você, como líder, aprender tudo o que puder sobre valores, princípios, métodos de práticas de DevOps. E uma forma de conseguir isso, além de com colegas que conhecem o assunto, é realizar cursos online.

Abaixo, selecionamos algumas opções (em inglês):

  • DevOps Foundationsdisponível aqui, um conjunto de vídeos (com, ao todo, três horas de duração) criados para orientar iniciantes sobre todo o escopo de DevOps.
  • DevOps Foundations: Infrastructure Automationdisponíveis aqui, vídeos de duas horas sobre conceitos de automação de infraestrutura, com exemplos esclarecedores de aplicação.
  • DevOps Foundations: Continuous Deliverydisponível aqui está tudo o que você precisa saber sobre entrega contínua.

>> Leitura recomendada: O que é entrega contínua e como ela pode ajudar seu time de marketing entregar mais

Leituras recomendadas

Caso você queira se aprofundar ainda mais no assunto, pode consultar os vários livros que já são fontes confiáveis de informação sobre DevOps. Nós listamos alguns deles abaixo :

  • The DevOps Handbook, de Gene Kim, Patrick Debois, John Willis, John Allspaw, e Jez Humble. Disponível aqui, a publicação foi lançada em 2016 e rapidamente se tornou a maior referência no assunto. Se você quer apenas um livro, vá com este.
  • The Phoenix Project, de Gene Kim, George Spafford e Kevin Behr. Disponível neste link, o livro conta a história da implementação de DevOps em uma empresa de software que passava por vários problemas. Ótimo para entender a aplicação na prática.
  • Continuous Delivery, de Jez Humble e David Farley – Você encontra aqui mais uma ótima fonte de consulta a respeito de entrega e integração contínuas. Ainda que as práticas não constituam a totalidade de DevOps, é o trabalho mais importante sobre o assunto.

 

Uma ferramenta para facilitar que sua empresa adote as práticas de DevOps

Como vimos, DevOps significa conciliar habilidades para ampliar a velocidade, a previsibilidade e a transparência da sua entrega. E uma forma de realizar isso é, também, a adoção de um software de gestão online, que permite engajar seus colaboradores e adaptá-los rapidamente a qualquer metodologia ágil.

Um exemplo dessa ferramenta é o Runrun.it, que possibilita o gerenciamento de projetos de qualquer tamanho, organiza o fluxo das demandas, registra todas as discussões e auxilia a visualizar o as entregas dos envolvidos. Uma ferramenta que tem aderência e que ainda oferece relatórios completos. Faça já seu teste grátis: http://runrun.it

Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>