Pense antes de postar: 4 dicas para empresas e seus profissionais

Pense antes de postar: 4 dicas para empresas e seus profissionais

Em 1990, havia apenas oito canais para se comunicar com os clientes (eventos, fax, mala direta, telefone, televisão, rádio, impresso e outdoor), mas hoje qualquer pessoa pode publicar suas ideias em uma infinidade deles. São mais de 40 se considerarmos os diversos formatos de conteúdos e plataformas que agora temos, principalmente por conta da evolução da tecnologia.

Quanto mais formas e mais necessidade de conteúdo, mais expostos estamos a possíveis danos que algo dito de maneira errada possa causar. Quando falamos em internet, impossível não trazer à tona o conceito de tatuagem digital, afinal, parece que tudo ou quase tudo que fazemos na rede fica gravado de alguma forma. Dependendo do modo como isso foi dito, o momento, a disseminação do conteúdo, entre outros fatores, um grande estrago pode acontecer.

Outras colunas da Flavia
>> 7 motivos por que seu inbound marketing pode não funcionar
>> Não basta ter um bom marketing, é preciso seguir encantando
>> O storytelling pode ajudar a sua empresa a vender mais
>> Marketing e inovação: o que sua empresa tem feito?
>> Marketing mais efetivo: marcas que evitaram o clichê

Quantas vezes já não assistimos catástrofes na mídia por conta de alguém que em um momento de ansiedade confundiu liberdade de expressão com sair falando tudo que lhe vem à mente?

Por isso, é bem importante lembrar-se de que a única forma de evitarmos problemas, como esses em um mundo tão conectado e vigiado, é ser cuidadoso antes de publicar.

>> Leitura recomendada: Como (sobre)viver na economia da atenção

Aliás, talvez mais importante que não apenas publicar seria nem sequer deixar escapar um pensamento que pode ferir alguém e a si mesmo.

“Dance como se ninguém estivesse vendo; escreva seus e-mails como se um dia pudessem ser lidos em voz alta durante um depoimento.” – Olivia Nuzzi

Não parar para pensar antes de sair falando asneiras aumenta a probabilidade de incompreensão. E pensar antes, lhe ajudará a evitar que pessoas fiquem tristes, magoadas, chateadas ou ofendidas pelo que você acabou de dizer.

Antes de comunicar qualquer coisa vale sempre se perguntar: estou certo de que isso é verdade mesmo? Falar sobre isso é uma coisa boa? É necessário mesmo que eu fale sobre isso? A mensagem está clara? Isso pode magoar alguém?

Quando a comunicação acontece sem entonação os riscos podem ser ainda maiores. Uma mensagem no WhatsApp pode ser interpretada de diversas maneiras, isso porque o interlocutor não está olhando em seus olhos, vendo seu jeito de falar ou entendendo o contexto da maneira correta. Além disso, tudo o que comunicamos de forma escrita tem ainda mais chances de ser tirado de uma situação, forjado, recortado ou encaixado das mais diversas formas possíveis. E um dia, tudo isso pode vazar e expor quem enviou ou mesmo ser usado contra.

>> Leitura recomendada: 5 problemas de comunicação que afetam sua empresa

Ao comunicar-se é preciso compreender que as pessoas o fazem de formas bem variadas, empregando este ou aquele termo, baseando-se em sua visão e conhecimento de mundo, em suas experiências e vivências. Nem sempre o outro viveu aquilo ou enxerga o assunto da mesma maneira. É preciso que a sua mensagem esteja clara para você e para a outra pessoa.

Uma dica prática? Ao escrever leia, releia, veja se a mensagem tem pé e cabeça, se ela se faz compreendida, de fato. Corte excessos e enrolações, analise se há trechos passíveis de dupla interpretação e se as frases são longas demais. Um estudo da Hitwise identificou que frases com até 10 palavras costumam ser 100% compreendidas. Ou seja, frases mais longas o colocam em contato com o risco de ser cada vez menos compreendido e de você mesmo se enrolar no que queria dizendo, deixando de concluir o pensamento ao longo dela.

>> Leitura recomendada: Saem os ruídos: dicas para comunicação eficaz

1. Garantindo que se trata de uma verdade

As notícias falsas não são nenhuma novidade e existem há muito tempo. O que mudou foram os meios e a velocidade que uma informação pode circular. Não é porque uma notícia foi dada por um grande jornal que então, necessariamente, ela seja verdade.

Mas em uma época em que qualquer um pode criar conteúdo e forjá-lo da maneira que preferir, é um bom exercício garantir que as informações estejam corretas, e que a fonte foi checada antes daquilo ser levado adiante. Isso é importante para a sua imagem profissional e como empresa, além de poder evitar situações tenebrosas.

Nesse quesito, podemos incluir também as fofocas, informações que vão passando de orelha em orelha e que ninguém sabe ao certo como foi, nem de onde veio. Além disso, como seres humanos, tantas vezes caímos naquela de ser induzido pelo pensamento de alguém sobre outra pessoa, antes mesmo de tê-la conhecido pessoalmente ou comprovado com os próprios olhos se a percepção é real ou não.

>> Leitura recomendada: Como aumentar a credibilidade da marca na internet

2. Sendo sempre autêntico: e isso não tem a ver com não ter papas na língua

Muita gente acredita que para ser autêntico é preciso sair espalhando aos quatro cantos seus pensamentos, doam a quem doer. Na verdade, em um mundo tão conectado e repleto de mídias sociais que mostram tanto de nosso dia a dia, ser autêntico é um bom caminho para não cair em contradições. O que isso quer dizer? Que o que você transmite precisa combinar com o que você vive, com o que é real. Seja como profissional ou como marca.

Na mídia social, podemos pregar o que quisermos, somos livres. Mas e se você mesmo estiver gerando provas contra por levar adiante uma mensagem que não combina com a realidade? Seu público, consumidor, amigos, pessoas ao seu redor, podem facilmente descobrir que nada daquilo era real.

3. A forma da mensagem

Às vezes, o propósito era até bom, mas a forma como a mensagem foi escrita não soou bem. Talvez o outro tenha parecido grosseiro ou nervoso quando na verdade nem estava. Ou talvez, realmente estivesse, quando o ideal teria sido primeiro acalmar os ânimos antes de sair espalhando palavras das quais se arrependeria depois.

Sempre que um e-mail chegar e o deixar explodindo de raiva, vale a pena se acalmar, respirar e deixá-lo ali parado algum tempo, até que mereça ser respondido. E o jeito de responder também será responsável pelo resultado que você terá a partir dali.

>> Leituras recomendadas:
Concisão, coesão e foco para escrever o melhor e-mail profissional
71 erros de português que precisam sumir dos seus e-mails

4. Eu preciso falar sobre isso?

Parece que, hoje em dia, todo mundo é obrigado a posicionar-se sobre um determinado assunto. Quantas marcas já não entraram na onda do meme do momento apenas para se sentir fazendo parte, quando na verdade aquilo não tinha nada a ver com seu propósito ou público? Será mesmo que todos nós precisamos sempre ter nossa opinião expressada nos meios sociais digitais? Vale a pena pensar sobre isso.

Tecnologia para melhorar a sua comunicação

Se para publicar a mensagem da sua marca, divulgar seu conteúdo e escrever nas redes sociais da sua empresa é preciso atenção, também é importante cuidar da sua comunicação interna. Como está a troca de informações com a sua equipe e seus colegas? As demandas e tarefas ficaram perdidas? O projeto não foi entregue de acordo com o combinado?

Conheça o Runrun.it, a ferramenta inteligente de gestão do trabalho que vai fazer a diferença na rotina da sua organização, seja uma agência de publicidade, um setor de marketing ou uma empresa de serviços. Com o sistema, você distribui as demandas, organiza o fluxo de tarefas, pode estipular sequência de responsáveis para as atividades, colocar seguidores para acompanhar o andamento de um determinado trabalho, e inclusive pedir aprovação de um projeto.

Tudo para melhorar a comunicação na sua empresa, estruturando as solicitações e entregas, formalizando as conversas e armazenando os arquivos. Além disso, com um Dashboard personalizado, você acompanha em tempo real como anda o desenvolvimento dos projetos e as métricas de desempenho de todos os colaboradores. Faça um teste grátis hoje mesmo: https://runrun.it.


Gif_Signup-1-1-3

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>